Política, cultura e generalidades

sábado, 26 de junho de 2010

Carlos Vereza detonando!

O ator Carlos Vereza está querendo arrumar problema com a manada esquerdista da classe artística a qual pertence, Paulo Betti e Chico Buarque à frente. Está detonando a candidatura da bichinha palanqueira em seu blog. Agora mesmo ele detonou a última convenção do PT.

Vale a pena conferir sua última postagem. Aqui.

Um comentário:

  1. Para carlosveza@hotmail.com (e-mail em 25/10/2010)
    Mesmo na lamúria travestida de indignação e numa casca shakespeariana de sua “BASTARDIA” DAS COROAS EUROPÉIAS, o arroto da NOSSA ELITE não declina da arrogância e NUNCA IRÁ ENGOLIR a HUMILHAÇÃO de que uma escolha política sem a benção de suas hostes tenha deixado os GOVERNOS MEDÍCORES DE SEUS “LEGÍTIMOS” REPRESENTANTES NO CHINELO. O soluço mais trovejante e odiento brota do ninho do "notório presidente" que de "grandioso" só tem o "EGO" veiculado por si próprio e por tantos que se identificam com o "embuste" sabe-se lá nos quantos quês. O venerável viajou seletivamente pelo primeiro mundo passando-se, tão meramente, por “VIRTUOSE ACADÊMICA” da qual milhões de famintos deveriam se orgulhar. Pra lá, além disso, nada levou como igualmente nada trouxe. De tão ÍMPAR, a “ESCORREGADIA FIGURA” é caso único de ex-governante a reivindicar PRA SI o que não fez, não por impossibilidade, mas por descaso e descomprometimento. O que há de mais intrigante nesse país (que começa a parecer outro) não é o que foi feito pra isso, mas o porquê injustificável dos TÃO MAIS CAPAZES não o terem feito juntamente com a mentirosa decência que apregoam a si mesmos pra voltarem.
    Até quando capitalismo e democracia se constituírem nas únicas vias capazes de acomodar o egoísmo natural humano e suportar o trânsito da PREVALÊNCIA do mais capaz sobre o semelhante, haverá os que rejeitem particularidades implícitas nesta segunda por não corresponderem a um figurino com as medidas exatas de seus interesses. Na nossa (em quantas outras não faço idéia) um VOTO “VALERIA” UM VOTO e é propriedade inviolável de quem o detém. Nunca se deixou de ouvir esse discurso hipócrita até que A PROPRIEDADE INVIOLÁVEL começasse a DESALINHAR DA VELHA ROTAVIDADE DOS PREVALENTES. Esta já enrugada senhora às vezes se pinta pra guerra, violenta seus princípios e “CONFISCA” poupanças, empregos, sonhos e liberdades . Nossa ditadura mais recente é chamada de REVOLUÇÃO DEMOCRÁTICA ainda hoje. Título tão decente quanto a elite que a pediu nas ruas, travestida de POVO. A extrema necessidade de confisco agora identifica novo perigo. O VOTO. Pra não passar recibo explícito do insulto, que rotula de imbecil a maioria desalinhada, proliferam-se os PROTETORES a preveni-la que o VOTO VIROU ARMA NAS MÃOS IRRESPONSÁVEIS DE INCAUTOS prestes a disparar contra si mesmos e que deve ser, NÃO pacificamente entregue, mas subservientemente ABDICADA AO MAIS EXPERIMENTADO CONSCIENTE que evitará o desastre.
    A via e-mail (minha intromissão), ilustre senhor, não tem a menor pretensão de que possa individualizar seus insultos, uma vez que já os faz no privilégio de meios mais abrangentes e habilidades que lhe são próprias até aos tão verdadeiramente humildes que nem chegarão a tomar conhecimento deles.
    Quanto a ESPIRITISMO, senhor Vereza, tenho tão ínfima estatura pra abordar e limito-me a registrar que O SENHOR NÃO O PRATICA, PORQUE A EVIDÊNCIA É GRITANTE; mas dá pra ter também certeza de que é um leitor ávido (nisto, creio que se incluam todos os consagrados clássicos, o que é louvável), devendo também bem conhecer as LETRAS MENORES, ainda que wikipedianas:
    “Fico triste quando alguém me ofende, mas, com certeza, eu ficaria mais triste se fosse eu o ofensor...” Chico Xavier

    ResponderExcluir