Política, cultura e generalidades

terça-feira, 4 de maio de 2010

Cristo Redentor do Rio deve ser desbancado por monumentos maiores no interior de SP e Minas

Pra isso os prefeitos cretinos têm dinheiro sobrando.

Fonte: O Globo.

Anderson Hartmann

SÃO PAULO - Você saberia afirmar com certeza qual é a maior estátua do Cristo Redentor do planeta? Pense bem antes de responder porque duas cidades brasileiras tentam desbancar a magnitude do monumento carioca, de 30 metros de altura e oito metros de base, inaugurado em 1931. A paulista Sertãozinho, a 334 quilômetros de São Paulo, e a mineira Elói Mendes, no Sul do estado, a 328 quilômetros de Belo Horizonte, devem inaugurar nos próximos meses seus próprios cristos. E um detalhe: mais altos que o símbolo carioca.

Em Sertãozinho, o monumento está sendo chamado por seus criadores de 'o maior do planeta'. Trata-se de um Cristo Redentor com 57 metros de altura, considerando a base e a estátua. Assim como o carioca, o Cristo de Sertãozinho também vai abraçar a cidade e estará com os braços voltados para a torre da igreja matriz.

- Não pensamos em superar o Cristo do Rio de Janeiro. Nosso objetivo foi construir um monumento ecumênico e recuperar uma área degradada da cidade - explica o secretário de Obras de Sertãozinho, Alberto Dominguez Cánovas, o Tito.

Já os moradores de Elói Mendes, no Sul de Minas, garantem que a maior estátua do Cristo do planeta agora fica lá. A imagem, de 39,5 metros de altura e oito metros de base, desbancou o famoso símbolo carioca. Ao menos, por enquanto. A réplica mineira já está pronta e deve ser inaugurada em 2011, quando Elói Mendes completará 100 anos. Apesar de pequeno, o município de 23 mil habitantes pretende virar atração turística mundial.

Segundo o prefeito da cidade, Natal Cadorini (PDT), o primeiro projeto previa a construção de uma estátua de 25 metros.

- Ao visitar o Cristo do Rio de Janeiro, chegamos à conclusão de que poderíamos fazer um maior do que ele - diz.

Entre as novidades da obra esculpida por um artista cearense, está o fato de que os turistas poderão andar dentro da imagem e com uma escada chegar à cabeça do monumento, algo que no Cristo do Rio não se pode fazer. Os responsáveis pela construção ainda pretendem instalar uma passarela nos braços do monumento, por onde os visitantes que gostam de altura poderão visualizar a cidade do alto e fazer fotografias.

É, mas a concorrência não pára por aí. Outros municípios do Sul de Minas também se destacam por ter grandes réplicas do Cristo Redentor. Em Pouso Alegre, a estátua de 33 metros de altura fica a 1,2 mil metros de altitude e foi inaugurada em 2000. Em Poços de Caldas, o Cristo inaugurado em 1958 é o cartão postal da cidade. Localizado no alto da Serra de São Domingos, a 1.686 metros acima do nível do mar, o monumento tem 16 metros de altura.

No Sul do Brasil, em Santa Catarina, o diferencial do Cristo Luz de Balneário Camboriú são as luzes que se acendem diariamente à noite e iluminam a cidade a 80 km de Florianópolis. De braços abertos, o Cristo segura em sua mão esquerda o símbolo do sol, cujas luzes atingem um raio de 15 km. Com 33 metros de altura, a cada dia da semana há uma cor predominante com uma representação simbólica. No domingo, por exemplo, a cor é a branca, simbolizando a paz e a fé.

Magnitude ou reconhecimento? Uma coisa é fato, o Cristo Redentor do Rio de Janeiro é o único a figurar entre "As Novas Sete Maravilhas do Mundo Moderno".

Teófilo Pedro Pains
03/05/2010 - 18h 50m

A cidade de Elói Mendes/MG tem serviço de saúde de péssima qualidade, escolas em greve e as rodovias de acesso estão sempre esburacadas, salvo em épocas de eleições, ocasião das famosas operações tapa-buracos. A cidade do RJ está cercada de favelas (cerca de mil no entorno do Cristo), balas perdidas colocam em risco a vida dos moradores e as praias abaixo estão completamente poluídas, inclusive com esgoto doméstico. Será q a culpa disso tudo é do Cristo ou dos políticos destas 2 cidades???

Nenhum comentário:

Postar um comentário