Política, cultura e generalidades

quarta-feira, 12 de maio de 2010

CNBB vê chavismo em plano de direitos humanos


Só agora, senhores bispos? Eu já tinha visto isso há meses.

Tolinhos...

Clique na imagem para ler o artigo completo.

Fonte: Estadão.

2 comentários:

  1. Meu caro Marcelo, você vê isso mesmo? Tem certeza? Ou estará sendo influenciado pela matéria do Estadão? Com a sua inteligência, creio que esta última hipótese pode ser a mais plausível!
    Acredito, preliminarmente, que você tenha lido todo o PNDH, desta forma, aponte pelo menos um ponto em que haja a intenção de cercear a liberdade de imprensa.
    Pelo o que acompanho de seu blog, parece-me que você é um fervoroso defensor do meio rádio e, portanto, contra a concentração de emissoras, (ou frequencias), nas mãos de poucos grupos. E é justamente isso que o PNDH propõem: a democratização da comunicação e a não concentração de mídias em mãos de grandes grupos. Tenho certeza de que você conhece a legislação dos EUA - país tão celebrado pela nossa mídia. Pois lá, muito diferentemente daqui, a propriedade do meios de comunicação é muito mais rígida. Proibi-se a propriedade cruzada na mídia, você sabe disso.
    E é justamente isso que o PNDH, tão combatido pela direita reacionária propõem.
    Tenho certeza também que você deve conhecer, se é que ainda não viu in-loco, a situação da mídia na Venezuela. Desta forma, sabe que a mídia venezuelana, assim como a brasileira em 64, apoiou o golpe de Estado. E não só apoiou como foi parte ativa. Lembra-se do nome do vice-presidente que chegou a ser anunciado naquela ocasião?
    Há poucos dias você criticou-me sobre um post que coloquei em meu blog sobre a CNBB, no entanto, agora você vem apoiando-se na CNBB?
    Dois pesos, duas medidas?
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Se eu gostei da notícia dada pelo Estadão, isso é da minha conta. Em nem gosto de tudo que o Estadão publica... Tanto que nem sequer me dou ao trabalho de comentar tudo que sai ali. Eu tenho mais o que fazer.

    De censura o Estadão entende, porque passou o Estado Novo inteiro sob intervenção do ditador Getúlio Vargas. O Estadão ainda é melhor do que a Folha "Ditabranda".

    O ponto do PNDH (?) que pretende cercear a liberdade de imprensa é o que apoia que o Governo participe do controle social da linha editorial dos meios de comunicação. Ao meu ver, o controle da linha editorial deveria partir tão somente de comissões dos próprios usuários dos meios (leitores, ouvintes e telespectadores). Nada de Governo algum (de direita ou de esquerda) censurar a imprensa.

    Agora, eu continuo criticando os senhores da CNBB, sim senhor. Tanto que os chamei de tolinhos. Nada de dois pesos, duas medidas. A cumplicidade histórica dos bispos da CNBB com o PT os impediu de ver vários desmandos do Partido ao longo da História. Tanto que me surpreendi com essa recaída deles diante do PNDH (?), que, por sinal, começou a ser feito lá no Governo FHC, dos tucanalhas e dos demos.

    Sobre a proposta do PNDH de descentralizar os meios de comunicação, o PNDH é obra do mesmo Governo que pôs dois dos mais inoperantes ministros das Comunicações que este País de Tolos já teve: Miro Teixeira e Hélio Costa, este último o líder das Organizações Globo no Governo, capaz inclusive de fazer turnê nacional de inaugurações de emissoras e afiliadas HDTV da Rede Globo, até em Cafundó do Judas.

    Abraço pra você também, zcarlos.

    ResponderExcluir