Política, cultura e generalidades

terça-feira, 6 de abril de 2010

Lulalagão, Cabralagão e Dilamacenta. Não, ninguém vai cometer esta baixaria

Fonte: Coturno Noturno.

Não, ninguém vai chamar o presidente de Lulalagão, o governador de Cabralagão e a candidata de Dilamacenta, como chamaram o governador paulista de Zé Alagão. O que temos é uma imensa tragédia, com relatos estarrecedores. Mesmo que, pela incompetência de Lula, de Cabral e de Dilma, o Rio tenha executado apenas 6% das obras lançadas no PAC 1, lá em 2007. Se eles tivessem trabalhado decentemente e feito menos politicagem e palancagem, a tragédia não seria destas proporções, com 82 mortes em apenas um dia. Aliás, hoje estava previsto mais um ato eleitoreiro no Complexo do Alemão, com a entrega de mais um pedacinho de obra. Seria a quinta ou sexta vez que os politiqueiros estariam lá. O Rio já sabe de quem deve cobrar a conta dos seus mortos. E não é de São Pedro.

Postado por O EDITOR às 15:41:00

1 comentário:

SERGIO OLIVEIRA disse...

Pois é; quando choveu em São Paulo a culpa foi do
Serra e Kassab; do PSDB e do DEM, os demotucanos; agora, em relação ao Rio, de repente vai aparecer um petralha (ou dilmalha? Não, eles são "dilmistas" ) dizendo que a culpa da chuva é do PSDB, também; motivo: Eduardo Paes, o Prefeito do Rio, até 2007 era do PSDB e, talvez, não tenha dado tempo, ainda, de ter sido feito o descarrego completo.

6 de abril de 2010 15:58

Nenhum comentário:

Postar um comentário