Política, cultura e generalidades

terça-feira, 23 de março de 2010

Críticas a Lula e ao PAC na CPT - 2


Comentários para Críticas a Lula e ao PAC na CPT:

Rudá Ricci disse...

Marcelo,
Sua mensagem demonstra desconhecimento em relação à CPT. Eles nunca foram militontos. Nunca. Um ministro lulista chegou a confidenciar a dificuldade do governo lidar com a CPT. Disse que o movimento sindical, feminista, estudantil, negro estavam, todos, articulados ao redor do governo e citou verbas governamentais que foram repassadas. Mas lamentava a postura permanentemente crítica da CPT.
Só para dar um exemplo.

17 de março de 2010 20:10

Marcelo Delfino disse...

Eu posso até dar o braço a torcer, parando de associar o CPT ao PT. Mas que historicamente a ala dita progressista da CNBB é, digamos, mãe do PT (o pai é o movimento sindical do ABC paulista, de onde Lula veio), isso é inegável.

Seu blog é excelente, Rudá. Mas não espere que eu concorde com tudo que está escrito nele.

21 de março de 2010 11:49

Rudá Ricci disse...

Marcelo,
Nem precisa dar o braço a torcer, nem quero que concordem com tudo o que penso. Calma! Não estamos disputando quem tem mais razão.
Você se engana mais uma vez. A CNBB se dividiu entre o petismo e o apoio a Covas, por muito tempo. Foi, inclusive, noticiado na grande imprensa.
Acho que você ideologiza muito tudo e tenta forçar a barra política. Tem teoria conspiratória para tudo.

21 de março de 2010 18:38

Sabe, Rudá, eu realmente sou um cara desiludido com as ideologias políticas em voga no Brasil. Por isso não estranhe minha aspereza. Se a direita nos deu o regime de 1964, suas viúvas e seus filhotes (o PiG, por exemplo), a esquerda me dá a decepção total a cada pedinte, a cada mendigo e a cada criança abandonada que vejo nas ruas. O governo Lula se esforçou bastante para reverter o quadro, mas ainda assim foi muito pouco. E muito abaixo do que este País precisava e merecia. Vai ver seus aliados da direita (PMDB e demais partidos de aluguel) não deixaram o Governo cumprir com suas promessas e obrigações mais básicas. E ao contrário de FHC, que privatizou parcialmente o Estado para aliados do empresariado e do mercado financeiro, Lula privatizou o Estado para o Partido e seus companhêro.

A esquerda tem responsabilidade pelo que está aí, e muito, tal como os tucanalhas e as viúvas e filhotes de 1964. O PSOL e a extrema esquerda (do PSTU ao PCO) têm sua cota de culpa, pois não passam de madalenas arrependidas do lulo-dilmo-petismo.

Pouco importa se a CNBB se divide ou não entre petistas e simpatizantes do tucanato. Pra mim, a CNBB é uma entidade não confiável, seja de que maneira for.

P.S: Rudá Ricci disse...
Marcelo,
Neste ponto (o da desilusão) coincidimos. Mas não acho a CNBB irrelevante. Mesmo porque, faz parte e define em muito a cultura política do país, cuja população é majoritariamente católica.

23 de março de 2010 13:36


Gente, eu nem pretendo responder sobre este assunto no tópico do Rudá, porque o assunto se esgotou. Mas vou encerrar por aqui dizendo que, por mais que a CNBB seja altamente relevante no cenário nacional, isso não faz dela uma entidade totalmente confiável.

E o Papa que não intervém nessa joça...

Nenhum comentário:

Postar um comentário