Política, cultura e generalidades

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Homenagem para o chororô em torno da posse do novo presidente eleito de Honduras

Música: Chororô
Autor: Gilberto Gil
Intérprete: Elba Ramalho
Canção gravada no LP Coração Brasileiro (1983), de Elba Ramalho

Tenho pena de quem chora
De quem chora tenho dó
Quando o choro de quem chora
Não é choro é chororô

Quando uma pessoa chora seu choro baixinho
De lágrima a correr pelo cantinho de olhar
Não se pode duvidar da razão daquela dor
Isso pode (não se deve) atrapalhar
Sentindo seja o que for
Mas quando a pessoa chora o choro em desatino
Batendo pino como quem vai se arrebentar

Aí penso que é melhor ajudar aquela dor
A encontrar o seu lugar no meio do chororô

Chororô, chororô, chororô

É muita água, é mágoa
É jeito bobo de chorar

Chororô, chororô, chororô
É mágoa, é muita água, a gente pode se afogar

Chororô, chororô, chororô

É muita água, é mágoa
É jeito bobo de chorar

Chororô, chororô, chororô
É mágoa, é muita água, a gente pode se acabar

Razão para o chororô aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário