Política, cultura e generalidades

domingo, 31 de janeiro de 2010

O que é MPB

Explicarei para quem talvez não saiba de onde veio a sigla MPB.

Até o início de 1966, tudo o que fosse música brasileira era simplesmente chamado de música brasileira. O rótulo abrigava de tudo: os cantores da Era do Rádio, a bossa nova, o samba, as músicas regionais e mesmo a Jovem Guarda, apesar das controvérsias.

Segundo a Wikipedia:

A Música Popular Brasileira (MPB) é um gênero musical brasileiro. Apreciado principalmente pelas classes médias urbanas do Brasil, a MPB surgiu a partir de 1966, com a segunda geração da Bossa Nova. Na prática, a sigla MPB anunciou uma fusão de dois movimentos musicais até então divergentes, a Bossa Nova e o engajamento folclórico dos Centros Populares de Cultura da União Nacional dos Estudantes, os primeiros defendendo a sofisticação musical e os segundos, a fidelidade à música de raiz brasileira. Seus propósitos se misturaram e, com o golpe de 1964, os dois movimentos se tornaram uma frente ampla cultural contra o regime militar, adotando a sigla MPB na sua bandeira de luta.

Depois, a MPB passou abranger outras misturas de ritmos como a do rock e o samba, dando origem a um estilo conhecido como samba-rock, a do música pop e do Samba, tendo como artistas famosos Gilberto Gil, Chico Buarque e outros e no fim da década de 1990 a mistura da música latina influenciada pelo reggae e o samba, dando origem a um gênero conhecido como Swingue.

Apesar de abrangente, a MPB não deve ser confundida com Música do Brasil, em que esta abarca diversos gêneros da música nacional, entre os quais o baião, a bossa nova, o choro, o frevo, o samba-rock, o forró, o Swingue e a própria MPB.


Vale lembrar que todos os cantores da Era do Rádio, a Jovem Guarda, a música romântica e a música brega não figuraram na gênese da MPB.

A única coisa nova que foi incorporada posteriormente à MPB foi o rock brasileiro, a partir dos Mutantes e de Raul Seixas.

Tudo o que veio depois é música popular sim, mas não integra a sigla MPB.

Preciso explicar de novo?

MPB FM 90,3

A falência da MPB FM

Anuncio a falência definitiva da MPB FM como tal. Depois de incluir Odair José e Benito Di Paula na programação normal, agora ela tem um programa semanal chamado Noite Preta, apresentado por Preta Gil. Logo na estreia no último sábado, ela tocou Princípio, Meio e Fim, de Fábio Jr., uma música de Claudinho & Buchecha e outra do Harmonia do Samba.

Tendo em vista o texto que escrevi acima, a rádio FM 90,3 só pode ser chamada agora de Ex-MPB FM.

Texto publicado originalmente no Tributo ao Rádio do Rio de Janeiro.

sábado, 30 de janeiro de 2010

Existe direita no Brasil fora da dupla PSDB-DEM

Resposta para Três dúvidas sinceras sobre a direita:

1) Existe direita no Brasil que não seja anti-PT?

Sim. Os políticos do PP, do PTB, do PMDB, do PSC, do PR, do PRB... Os partidos não esquerdistas da base de apoio do Governo.

2) A direita brasileira tem alguma proposta ou todo o seu conteúdo se baseia em ser anti-PT?

Se a direita dissesse quais são suas propostas agora, Lola diria que a direita está fazendo campanha antecipada. Em todo caso, acompanhe os sítios e blogs direitistas.

3) Se os ideais que a direita defende são assim tão nobres, por que o pessoal de direita tem vergonha de admitir que é de direita?

Como assim? Boa parte do pessoal do Programa Confronto e do Mídia Sem Máscara se assumem como direitistas. Alguns filiados do PP também se assumem direitistas, como Aristóteles Drummond, que diz odiar José Serra e preferir ser eleitor do Lula e da Dilma. Esta parte da direita é uma piada.

Falta água, luz e telefone no Rio

Rio 2016 - Cidade dispendiosa
Fonte: O Globo.

Problema no sistema de telefonia da Oi que prejudicou serviços no Rio foi resolvido

Publicada em 29/01/2010 às 20h43m
Ediane Merola e Ludmila Curi

RIO - Com problemas desde a manhã desta sexta-feira, a Oi informou que o serviço de telefonia fixa da base de clientes dos prefixos 2531, 2532, 2533 e 2534, no Centro do Rio, foi totalmente restabelecido às 19h30m. De acordo com a companhia, um equipamento de comutação (responsável pelo encaminhamento das chamadas), de fabricação da NEC do Brasil, havia apresentado uma séria falha de software, prejudicando de forma intermitente e parcial o funcionamento do serviço de telefonia fixa de clientes destes prefixos. Ainda segundo a empresa, o serviço foi restabelecido de forma gradual, chegando a mais de 70% dos terminais normalizados às 18h30m. O reparo foi finalizado às 19h30m.

O problema técnico na empresa de telefonia Oi prejudicou o serviço de pré-matrícula na rede estadual e fez a Petrobras divulgar uma nota à imprensa alertando que não conseguia realizar ou receber chamadas telefônicas em seus três prédios no Centro do Rio. O número 0800-0240400, colocado à disposição pela Secretaria estadual de Educação para a realização de matrículas, encaminha chamadas por um dos prefixos afetados e, por isso, o serviço não estava sendo efetuado ao longo de todo o dia. Quem tentava ligar para fazer a matrícula só ouvia sinal de ocupado. O serviço, que começou nesta-sexta-feira e será realizado até o dia 5 de fevereiro, é destinado aos candidatos que perderam o prazo para inscrição da pré-matrícula na rede e desejam uma vaga para o 6º ano do ensino Fundamental ou 1º ano do ensino Médio. Já os candidatos a uma vaga na Rede Municipal, do Pré ao 9º ano, Classes Especiais e Ensino de Jovens e Adultos (EJA), devem entrar em contato com a central de atendimento do bairro de sua preferência, entre os dias 3 e 5 de fevereiro.

- Estou há duas semanas tentando efetuar matrícula para o 1º ano do ensino Médio em 2010 e agora, na data marcada para o atendimento, o telefone continua mudo. Enviei e-mails e obtive diversas respostas desconexas - informou Lucimar Salles, em e-mail enviado ao site do GLOBO.

Diante do problema, a Secretaria estadual de Educação (SEE) pôs sete números de telefone à disposição para tirar dúvidas dos interessados na segunda fase da pré-matrícula: 2333-0597, 2333-0802, 2333-0739, 2333-0821, 2333-0820, 2333-0778 e 2333-0562.

- A pane dos telefones prejudicou a matrícula, como vocês já sabem. O problema é que inscrevi minha filha antes, e ela não foi alocada. Agora não consigo realizar por telefone esta segunda chamada. Os números informados pela secretaria deram ocupado o dia todo. Estou com medo da minha filha ficar sem escola - escreveu outra leitora, Tatiana Lima.

Sobre as vagas da rede municipal de ensino, também haverá novo prazo, entre os dias 3 e 5 de fevereiro, para os pais dos alunos da educação infantil (modalidade Pré-escola), do ensino fundamental e da educação de jovens e adultos que perderam a pré-matrícula ou não tiveram a matrícula confirmada. Os interessados deverão solicitar a matrícula nas centrais de atendimento telefônico. Os responsáveis que perderam o prazo de confirmação da matrícula nas escolas também devem entrar em contato com as centrais. Este ano, a Secretaria Municipal de Educação recebeu 77.389 novos pedidos de matrícula. Deste total, 57.526 alunos foram alocados.

O problema com a empresa de telefonia afetou consumidores que também enfrentam falta de água e de luz nos últimos dias.

- Há três dias falta água aqui no Castelo, onde trabalho. Hoje estamos também sem telefone - escreveu para o site do Globo o leitor Alexandre Spinola de Oliveira Marques, que também está enfrentando falta de água no bairro do Gradim, em São Gonçalo, onde mora. - Há uns 4 dias, houve um pique de energia que queimou o aparelho da Sky e o nobreak do computador. Ontem faltou energia na parte da tarde. Não temos alternativa à Cedae, nem à Light, nem à Oi.

Em Niterói, alguns moradores contaram também ter passado pelo mesmo transtorno até o começo da tarde. A assessoria de imprensa da Oi, no entanto, informa que não detectou qualquer problema em Niterói.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Vagão desacopla na estação de Triagem e paralisa parte da linha 2 do metrô


Tem hora em que nem a mídia chapa branca consegue esconder...

Fonte: O Globo.

Vagão desacopla na estação de Triagem e paralisa parte da linha 2 do metrô

Publicada em 29/01/2010 às 18h38m
Claudio Motta e Gabriel Mascarenhas

RIO - O último vagão de uma composição se desprendeu das demais no momento em que um trem do metrô partia da estação Triagem, na Linha 2, às 16h40 desta sexta-feira. Ninguém ficou ferido. No entanto, todos os trens da linha 2 ficaram inoperantes por mais de 20 minutos, segundo à rádio CBN. Neste momento, na estação de Triagem, os trens permanecem parados, de porta aberta, esperando autorização para seguir viagem. As composições só estão circulando em dois trechos da linha 2: entre as estações Botafogo e Maracanã e entre os pontos Maria de Graça e Pavuna.

(Estava no metrô na hora do problema. Conte para a gente)
Na bilheteria da estação Triagem, os funcionários não dão informações aos passageiros sobre o problema ocorrido. Sem saber de nada, as pessoas entram nos vagões, mas, ao verem que as portas não fecham, saem e aguardam sentadas na estação. Os usuários reclamam do forte calor, de superlotação e da lentidão dos trens em outros trechos.

Os passageiros devem evitar pegar a Linha 2. Agentes do metrô controlam o acesso às plataformas da Linha 2 que estão lotadas. Houve princípio de tumulto na estação Central do Brasil. Os intervalos estão irregulares nas duas linhas. Os trens chegam em média a cada 8 minutos.

De acordo com o Metrô Rio, os passageiros do vagão desacoplado foram orientados a desembarcar e seguiram viagem em outro trem vazio enviado à estação.

A concessionária informou ainda que a restrição do tráfego na Linha 2 durou até às 17h30, quando o trem com defeito foi retirado da plataforma e que o tráfego de trens na Linha 2 foi restabelecido completamente, com trens circulando em todos os trechos, apesar de testemunhas falarem o contrário.


Fonte: O Dia.

Trem parte sem vagão e Linha 2 do Metrô fica parada

Rio - Uma composição do Metrô partiu sem um dos vagões, na tarde desta sexta-feira, da estação de Triagem, na Zona Norte do Rio. O trem partia em direção à Pavuna e estava com passageiros. Por conta do incidente, que não deixou feridos, o tráfego está interrompido na Linha 2. As composições só estão circulando até a estação do Maracanã.

Ainda em função do problema, várias estações da Linha 1 estão completamente lotadas. Passageiros que esperam a regularização do tráfego se acumulam nas plataformas se misturando aos passageiros que trafegam na Linha 1, que continua operando, mas com intervalos irregulares que chegam há oito minutos.

As estações mais cheias são as que integram as duas linhas - de Botafogo à Central do Brasil. Mesmo os passageiros da Linhas 1 têm dificuldade para entrar nos três, que passam lotados. Vários passageiros tem receber o dinheiro do bilhete de volta e sair das estações. De acordo com o Metrô, ainda não há previsão para a normalização do serviço.

Governo da China censura até "O ano em que meus pais saíram de férias"


Segundo o blog Raul na China, o mercado de cinema local...

é o que mais cresce no mundo e o de maior potencial. Há 5801 salas de cinema na China (no Brasil, 2200) e deve pular para 10 mil em 2010. É um mercado fechadíssimo: apenas 20 filmes estrangeiros têm permissão de estrear por ano. O resto chega pelos dvds piratas _ a importação legal é quase impossível, o que cria uma reserva de mercado para os pirateadores.

Dos 20 filmes estrangeiros que podem estrear no país, normalmente 19 ou 20 são de Hollywood. Na batalha pelo mercado, o regime comunista não dá muita bola para o cinema europeu, nem para o cinema independente. Pela censura de sexo, nudez, violência ou mensagens políticas, o que sobra é filme-pipoca. O Partido Comunista gosta mesmo é da Disney. Até Gong Li, musa do cinema local, disse que a censura estava criando uma geração infantilizada. "No último festival de cinema brasileiro aqui, acontecido há três anos, filmes como "Céu de Suely" e "O ano em que meus pais saíram de férias" foram censurados e não puderam ser exibidos".

Eu gosto do filme O ano em que meus pais saíram de férias. Não cheguei a assistir no cinema, mas comprei o DVD oficial. É altamente recomendável. Esta é a sinopse da caixinha do DVD:

1970. O Brasil e o mundo parecem estar de cabeça para baixo, mas a maior preocupação na vida de Mauro, um garoto de 12 anos, tem pouco a ver com a ditadura militar que impera no país: seu maior sonho é ver o Brasil tricampeão mundial de futebol. De repente, ele é separado dos pais e obrigado a se adaptar a uma "estranha" e divertida comunidade - o Bom Retiro, bairro de São Paulo, que abriga judeus e italianos entre outras culturas. Uma história emocionante de superação e solidariedade.

O filme aborda fatos ficcionais que aconteceram numa ditadura de direita. Mas parece que desta vez os comunas chineses não quiseram bater na direita. Preferiram censurar o filme, por tratar de um drama passado num contexto altamente político. Tiveram medo que os chineses relacionassem a ditadura de cá com a de lá.

Ditaduras costumam se respeitar muito. Esquerdistas respeitam direitistas, e direitistas respeitam esquerdistas.

Há tolos do Brasil que admiram a ditadura chinesa. Como diversos partidos e movimentos esquerdistas.

Fidel e Pinochet tiram sarro de você que não faz nada (Engenheiros do Hawaii, em Toda forma de poder).

Decreto de Sérgio Cabral Filho beneficia Luciano Huck


Cabral Filho tem negócios até com um dos protegidos da Globo!

Agora entendo por quê a mídia carioca (Globo, principalmente) é tão chapa branca. Ao contrário de muitos otários (inclusive amigos meus) viverem chamando Globo e concorrentes de PiG (Partido da Imprensa Golpista).

Só eu e blogueiros realmente apartidários, antidireitistas, antiesquerdistas e INDEPENDENTES podemos dizer quem é chapa branca e quem é PiG, e quando são!

E tenho dito!

Fonte: Estadão.

Quinta-Feira, 28 de Janeiro de 2010

Decreto de Cabral favoreceu cliente de sua mulher em Angra

Escritório defende Luciano Huck, que teve obra embargada no município


Alfredo Junqueira, Felipe Werneck

RIO - Alvo de ação civil pública movida pelo município de Angra dos Reis em outubro de 2007 por supostos danos ambientais e construções irregulares em sua casa de veraneio, o apresentador de TV Luciano Huck é representado pelo escritório de direito do qual é sócia a primeira-dama do Rio, Adriana Ancelmo Cabral. Seu marido, o governador Sérgio Cabral Filho (PMDB), editou, em junho do ano passado, o Decreto 41.921, que alterava a legislação da Área de Proteção Ambiental (APA) de Tamoios, na Baía de Ilha Grande. A medida, cuja constitucionalidade é questionada no Supremo Tribunal Federal (STF) pela Procuradoria-Geral da República, beneficiaria proprietários de residências consideradas irregulares na região ? caso de Huck e sua casa na Ilha das Palmeiras.

Ambientalistas contrários às mudanças determinadas por Cabral se referem ao decreto como "Lei Luciano Huck". Na Ação 2007.003.020046-8, que tramita na 2ª Vara Cível de Angra, o apresentador é representado por dois integrantes do escritório Coelho, Ancelmo e Dourado Advogados. O município obteve liminar, em maio de 2008, que obrigou Huck a paralisar as obras em sua casa, que incluíam a construção de bangalôs, decks, garagem de barcos e muro para criação de praia artificial, "o que pode ocasionar danos ambientais irreversíveis, assim como agravar os já existentes" ? conforme despacho do juiz Ivan Pereira Mirancos Junior.

Desde domingo, o Estado vem mostrando a atuação da primeira-dama e de seu escritório de advocacia em ações judiciais, como a defesa do Metrô Rio e do grupo Facility, um dos maiores fornecedores do governo Cabral.

Procurado, o governo do Estado indicou Instituto Estadual do Ambiente (Inea) para comentar o caso. Cabral e Adriana estão em Londres, na Inglaterra, e não foram localizados. Em nota, o Inea informou que a licença ambiental para a casa de Luciano Huck foi concedida em junho de 2004 e o Estado "desconhece a existência de ação do município de Angra contra o apresentador e os motivos que fizeram com que o município movesse a ação citada". Segundo o Inea, Huck nunca fez pedido ao Estado com base no decreto.

O polêmico Decreto 41.921 teria sido originalmente elaborado na Secretaria da Casa Civil, e não por órgãos ambientais do Estado do Rio ? segundo servidores que atuam no setor. Segundo o Inea, a informação não é verdadeira. "O decreto foi elaborado pela Secretaria do Ambiente e encaminhado à Casa Civil unicamente para a assinatura do governador e publicação."

Segundo o coordenador-geral da Sociedade Angrense de Proteção Ecológica (Sapê), o decreto não beneficia apenas o apresentador. "Em termos gerais, o decreto beneficiaria não só o Luciano Huck, mas grandes empreendimentos que não são regularizáveis pela legislação atual", afirmou.

Segundo o procurador-geral de Angra, André Gomes Pereira, todo processo de regularização que menciona o decreto é suspenso. "A gente tem uma resposta padrão informando que não haveria decisão enquanto não houvesse decisão na Ação Direta de Inconstitucionalidade em tramitação no STF", explicou Pereira.

Por sua assessoria, Luciano Huck informou que o escritório da primeira-dama "atua há vários anos como correspondente de Lilla, Huck, Otranto, Camargo Advogados", seus advogados em São Paulo, desde antes da gestão Cabral. "Não tínhamos conhecimento, até o momento, de que a primeira-dama do Rio de Janeiro era sócia desse escritório", informou a assessoria. O advogado Sérgio Coelho não quis comentar o caso e informou apenas que representa Huck e seus sócios desde 2002.

Ministro Chorão quer mamar

Não é o vocalista do Charlie Brown Jr. É o ministro Temporão, mesmo.

E tome mais impostos! Depois ninguém verificará o que o ministro Chorão faz com tanto dinheiro. E a saúde pública do Brasil continuará na mierda.

Fonte: JB.

Temporão diz que Orçamento não atende necessidades da Saúde

Portal Terra

BRASÍLIA - O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirmou nesta quinta-feira, em entrevista a emissoras de rádio durante o programa Bom Dia, Ministro, que o Orçamento para 2010 sancionado na quarta-feira não atende às necessidades da pasta.

"O orçamento do ministério é corrigido pela lei atual da seguinte maneira: a soma da inflação com a soma do crescimento econômico, que é a correção nominal do PIB (Produto Interno Bruto)", disse Temporão. "E nós sabemos que no ano passado nós tivemos um crescimento econômico (que), se não der um crescimento zero, vai dar um crescimento ligeiramente negativo."

Segundo o ministro, isso afetou o cálculo para correção do orçamento para a Saúde. Ele afirmou, no entanto, que está tratando com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e com o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, para conseguir recursos suficientes para manter os programas da pasta.

"Em relação à nova gripe, eu chamo a atenção (para o fato de que) nós tivemos um crédito extraordinário no ano passado de R$ 2,1 bilhões, por meio do qual nós compramos vacina, medicamentos, equipamentos", afirmou Temporão. "Então o ministro da Saúde é um ministro chorão, tem que chorar o tempo todo atrás de dinheiro. É claro que eu gostaria que o orçamento fosse maior, mas essa é outra discussão."

18:22 - 28/01/2010

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Piada da Band na revista Veja


Anúncio publicado na revista Veja em 7 de outubro de 2009.

Para ver em tamanho maior, basta clicar na imagem.

Créditos para o Cloaca News, que continua enfiando porrada na mídia não-petista.

DEM com os dias contados?

Resposta para Democratas estariam com os dias contados?:

O Brasil já tem partidos de esquerda, sejam autênticos, falsos ou dissimulados. Mas não tem um único partido que se assuma assumidamente de direita. Isso é péssimo para a saúde da democracia.

Não precisamos de partidecos que não se assumem de direita, têm vergonha do passado liberal e ainda tentam imitar o malfadado Partido Democrata americano.

Rebelião de eleitores do PT

Resposta para a área de comentários de Vannuchi: governo deve recuar sobre aborto no Plano Nacional de Direitos Humanos:

Tou muito comovido com o pessoal que diz que se rebelará contra Lula e Dilma, porque Lula recuou na questão do aborto e da punição a torturadores.

Farão o quê? Votarão no Motosserra 45? Ele é favorável ao aborto e é um ex-exilado.

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

PT altera composição de CPI para blindar o MST

PT
Os caras do MST nunca foram burros, ao contrário dos direitistas preconceituosos. Eles são é muito espertos. E admiráveis!

Fonte: Reaja Brasil!.

O MST se articula com o PT objetivando dificultar as investigações da CPI, da Câmara dos Deputados, criada para investigar os métodos da organização acusada de invasões ilegais e selvagens, com destruição de instalações, equipamentos e plantações de propriedades produtivas.

O líder do PT, Cândido Vacarezza (SP), deverá substituir dois petistas na CPI por deputados federais considerados “de confiança” pelo MST.

O MST escalou os deputados Pedro Wilson (GO), ex-prefeito de Goiânia, e Domingos Dutra (MA) para defender seus interesses na CPI. Vacarezza prometeu ao MST fazer a troca de deputados, mas antes conversaria com Fernando Ferro (PE), que será o novo líder do PT.

Muitos motivos para votar nulo em 2010

Dilma e Serra
Fonte: Congresso em Foco.

23/01/2010 - 06h20

Além de Dilma Rousseff e José Serra

Embora com chances eleitorais remotas, outras candidaturas à sucessão de Lula, especialmente entre os partidos de esquerda, vão surgindo

Num quadro em que Serra às vezes hesita, Dilma tem dificuldades em decolar e fechar suas alianças

Rudolfo Lago

Desde que foi reeleito em 2006, o presidente Lula tem trabalhado para transformar a sua sucessão, que acontecerá em outubro deste ano, numa imensa enquete nacional sobre o seu governo. O sonho de Lula, e toda a energia política que ele gasta, é para que as eleições presidenciais ocorram apenas entre o seu candidato e o nome que representa a oposição, de modo a que o eleitor se veja unicamente entre duas opções: a que ratificará seu governo e a que o rechaçará, sem meios termos. As pesquisas eleitorais apontam, de fato, uma concentração das intenções de voto nos nomes da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, a aposta governista, e do governador de São Paulo, José Serra (PSDB), o candidato oposicionista. Ainda que esse dado reforce o caráter plebiscitário desejado por Lula, o fato é que, mesmo que com chances mínimas, haverá nomes na disputa eleitoral além de Dilma e Serra.

O engenheiro civil Martiniano Cavalcanti, 51 anos, é o mais novo nome colocado nessa disputa. Na quinta-feira (21), os principais nomes da Executiva do PSol, como a presidente do partido, Heloisa Helena, e a deputada Luciana Genro (RS), lançaram Martiniano como pré-candidato à Presidência pelo partido. Esquerdista radical, deficiente físico (não tem um braço, perdido em um acidente de motocicleta), Martiniano é do movimento Terra, Trabalho e Liberdade, que defende o direito à moradia e a reforma agrária.

O Psol tomará a decisão final sobre candidatura presidencial no início de abril. Só o que está decidido por enquanto é que o partido terá seu próprio nome na disputa. Até o início do ano, o Psol caminhava para apoiar a candidatura de Marina Silva, do PV. Recuou diante da aproximação do Partido Verde com o PSDB e o DEM, os partidos que, na avaliação do Psol, formam a oposição conservadora ao governo. “Por princípio, o Psol não pode apoiar alianças com partidos de direita”, diz o presidente do diretório do partido em Alagoas, Mário Agra. A aliança com Marina era defendida principalmente por Heloisa Helena, muito amiga da senadora acreana. Mas, por coerência com seu discurso, o Psol decidiu no início da semana que não poderia se aproximar do PSDB e do DEM. Ainda que o PV tenha Marina como candidata, em alguns estados, como o Rio de Janeiro com Fernando Gabeira, o partido se aliará aos tucanos e ao Democratas.

Embora tenha apoios de peso, Martiniano não é o único pré-candidato do Psol. Também pleiteiam a vaga os ex-deputados federais Plínio de Arruda Sampaio (SP) e João Batista Babá (PA). “Vamos buscar um acerto que possa evitar a disputa. Se não, em abril, os três disputarão e teremos nosso nome na sucessão presidencial”, diz Mário Agra.

Zé Maria e Ruy Pimenta

O PSTU, que em 2006 apoiou a candidatura à Presidência de Heloisa Helena pelo Psol, também terá seu candidato. Volta à disputa José Maria de Almeida, velho conhecido de outras disputas presidenciais. Desde novembro, o partido fez reuniões de pré-lançamento da candidatura que, segundo o site do PSTU, reuniram duas mil pessoas. José Maria diz que sua candidatura é justamente uma alternativa de fato à falsa dicotomia pretendida por Lula entre seu governo e a oposição representada pelo PSDB e pelo DEM.

Acostumado a bater pesado, Ruy Pimenta, do PCO, diz que é tudo jogo de cena. Em artigo recente, ele diz que o PSTU formou uma central sindical com o Psol, que José Maria lança a sua candidatura com o mesmo intuito da candidatura de Marina, apenas para forçar um segundo turno entre Dilma e Serra. Ele descarta tanto Marina como Heloisa Helena como alternativas reais de esquerda. “Nenhuma das duas senadoras eleitas pelo PT é ou foi em momento nenhum uma alternativa de esquerda, que dirá de classe. A pré-candidatura do PSTU, por sua vez, também não cumpre absolutamente nenhum papel classista na eleição. É, na realidade, o oposto. Sua tarefa é encobrir o apoio do PSTU a este bloco, cuja política o coloca sempre a serviço da direita”, dispara. “É preciso, tanto nas eleições, como principalmente fora delas, uma alternativa que seja de classe e revolucionária”.

Jogo confuso

Fora do quadro da esquerda nanica, as opções eleitorais ainda não estão claras. Mesmo a candidatura de Marina Silva ainda não parece totalmente consolidada, pela dificuldade que demonstra em agregar apoios. Sozinho, o PV tem pouco tempo de televisão. Os verdes apostam na possibilidade de agregação a partir de uma alavancagem dos números de Marina nas pesquisas. Sonham que isso possa acontecer após o próximo lance na disputa. Os próximos programas eleitorais do PV, que irão ao ar a partir de 10 de fevereiro, serão dirigidos por Fernando Meirelles, o badalado diretor de Cidade de Deus, O Jardineiro Fiel e Ensaio sobre a Cegueira.

Outra opção, o deputado Ciro Gomes, tem testado os nervos dos líderes do seu partido, o PSB. Apesar das reclamações de socialistas como o senador Renato Casagrande (ES), Ciro mantém uma postura errática com relação à sua candidatura. Ora parece que assumirá a candidatura, até acentuando algumas críticas ao governo, ora desaparece completamente por semanas.

Espectador até o momento da disputa eleitoral, o presidente do PTB, Roberto Jefferson, que já apoiou Ciro Gomes, julga que o quadro eleitoral ainda está bastante confuso. Por isso, tem orientado o PTB a não precipitar a sua decisão. Na semana passada, ele até estimulou o lançamento de uma pré-candidatura no partido, o advogado do Rio Grande do Norte, Geraldo Forte. As chances de a pré-candidatura de Forte prosperarem são praticamente nulas. Tanto que, depois de receber Forte e a sua pretensão, Roberto Jefferson comentou com colegas do partido: “É mais um desses maluquinhos que aparecem de vez em quando”.

Na verdade, o que Roberto Jefferson deseja é não precipitar no partido uma decisão sobre quem apoiará. O PTB não é uma força desprezível, e hoje tem um pé em cada uma das principais candidaturas presidenciais. O próprio Jefferson, que denunciou a existência do mensalão, é um adversário do governo. Em estados como São Paulo e Goiás, o partido é francamente ligado aos tucanos. Em outros, como o Distrito Federal e Pernambuco, explicitamente governista.

Num quadro em que Serra às vezes hesita, Dilma tem dificuldades em decolar e fechar suas alianças (com as discussões em torno do nome do vice, do PMDB), Marina não consegue ainda aparecer como alternativa viável e Ciro Gomes não deixa claro o que fará, Jefferson acha melhor esperar para poder fazer a aposta certa.

marcio marxs (25/01/2010 - 14h44)

As definições de nomes estão ainda se configurando, mas é 90% certo, que Ciro Gomes, será candidato, à presidência e é claro que ele está estrategicamente, aguardando a melhor hora para isso.

PACO (24/01/2010 - 21h36)

O BRASIL SEM SOLUÇÃO: SE CORRE O BICHO PEGA, SE FICAR O BICHO COME, SE VOTAR NULO PODE HAVER ALGUM PROGRAMA DE INFORMATICA QUE REVERTA O VOTO.

Nunes (24/01/2010 - 09h25)

Geraldo Forte tem uma história. Um Cidadão Brasileiro filho de pais separados, que já vendeu picolé, baú da felicidade e livros; bem como, morou em pensionato, dormiu em praças com fome, e para pegar um ônibus pedia o vale transporte para conseguir se formar no curso Direito. Mais com certeza sou mais do que o BRASIL merece!

Rico (23/01/2010 - 13h07)

O eterno espetáculo desses artistas do "mais do mesmo" está de volta - agora com Lady Dilma, Mr. Serra e afins. Antes viajando em trens, agora a se deslocar pela mídia ou em jatinhos “democraticamente” bancados pelo eleitor. Um palpite com ares de premonição coletiva: no fim de tudo, Serra para vice de Dilma ou vice-versa. Aos demais “opositores”, um ministério aqui, outro ali, um Banco acolá, outro cargo lá... Só mesmo ouvindo “Na carreira” (Edu Lobo e Chico Buarque). Infeliz (quanto aos nossos verdadeiros artistas), mas oportuna a comparação.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Poema em homenagem a Lula e Hugo Chávez

Fonte: Comentários de leitores d'O Globo:

Estorilense
25/01/2010 - 02h 22m

Pela invejável "cultura" do q só diz, eu, eu e eu
Pelo "picolé da «51" que esquentou e derreteu
Pela infinita bondade do comandante Ze Dirceu

SENHOR TENDE PIEDADE DE NÓS!

Pela eterna desculpa da "herança maldita"
Pelo "chefe" abusar da birita
Pelo novo penteado da compañera Dilmita

Pela refinaria brasileira que hoje é boliviana
Pelo "compañero" Evo Morales que nos deu uma banana
Pela mulher do presidente que virou italiana

Pela "queima de arquivo" do Toninho e Celso Daniel
Pela compra do dossiê no quarto de hotel
Pelos "hermanos compañeros" Chaves, Dilma e Fidel

SENHOR TENDE PIEDADE DE NÓS!

domingo, 24 de janeiro de 2010

Berlusconi quer censurar vídeos na Internet

Uma notícia da Itália, pra variar. Mais uma lambança do direitista Berlusconi.

Fonte: Info Plantão.

Itália quer censurar vídeos na internet

James Della Valle, de INFO Online
Domingo, 24 de janeiro de 2010 - 10h28

SÃO PAULO – No próximo dia 4 de fevereiro, o governo italiano pode aprovar um decreto elaborado pelo primeiro ministro Silvio Berlusconi que proíbe a exibição de vídeos com conteúdo sexual ou violento na internet.

De acordo com o site da Time, se a medida entrar em vigor, todos os usuários que fazem uploads frequentes deverão obter uma licença do Ministério das Comunicações da Itália para continuar enviando material.

A novidade afeta diretamente os provedores de acesso à internet e os sites de compartilhamento de vídeos, como o YouTube e Vimeo, entre outros.

“A organização de liberdade de imprensa condena a decisão do governo de criar um decreto ao invés de enviar um projeto ao parlamento para ser debatido de forma democrática, necessária para respeitar os direitos humanos e a liberdade de expressão”, protestou a equipe da organização Repórteres sem Fronteira ao tomar conhecimento do decreto.

A Time também apontou que diversos críticos acreditam na possibilidade de haver conflito de interesses no projeto, já que o Berlusconi é dono da maior rede privada de televisão do país.

Motosserra engana empresários otários

Sr. José Serra Burns
O empresariado sabe que José Serra não deixou de ser uma stalinista-leninista, só porque fez algumas medidas neoliberais paliativas durante sua gestão enquanto governador de São Paulo.

José Serra só tem o apoio dos empresários incompetentes, que querem mamar nas tetas do Estado.

Fonte: Blog do Noblat.

Deu na Folha de S.Paulo

Serra busca suavizar imagem com mercado

Pré-candidato, tucano tem colaboradores com trânsito em variados setores da economia para aproximação com empresariado

Aliados ajudam a combater a ideia recorrente de que, se eleito presidente, tucano estaria fechado a diálogo com grupos de empresários

Potencial candidato do PSDB à Presidência, o governador de São Paulo, José Serra, investe em pontes para suavizar sua imagem diante de empresários.

Em sua equipe, Serra não conta só com colaboradores com trânsito em diferentes setores da economia. Mas busca parcerias, seja com a escalação de empresários para o conselho do recém-criado Investe São Paulo (agência paulista de investimento), ou com a cooperação do Movimento Brasil Competitivo na área de gestão.

Além de sensibilizar o empresariado para ações administrativas, a colaboração ajuda a demolir ideia recorrente em setores da economia de que, eleito presidente, Serra estaria fechado ao diálogo.

Hoje, o conselho da Investe São Paulo inclui, por exemplo, nomes como o de Paulo Cunha (Grupo Ultra), Ivan Zurita (Nestlé) e Paulo Godoy (Associação Brasileira de Infraestrutura e Indústrias de Base).

Bombeiros não sobem favelas


Se eles não sobem, eu e meus colegas também não subiremos mais!

Isonomia já!

Fonte: O Dia.

Bombeiros não sobem favelas

Relatório do Ministério da Saúde e associações de moradores apontam que militares do Samu têm dificuldade para entrar em comunidades dominadas por traficantes. Mais da metade das viaturas está quebrada e parada em empresa

POR THIAGO PRADO

Rio - Ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) se recusam a entrar em favelas desde que o Corpo de Bombeiros assumiu a atividade, em 2008. A reclamação está em abaixo-assinado de 15 comunidades do Rio e em relatório do Ministério da Saúde, nas mãos do procurador federal Daniel Prazeres. Feridos e doentes estariam sendo resgatados só quando transportados por moradores para locais distantes de regiões dominadas por traficantes.

A decisão de tornar o Samu do Rio o único militarizado do Brasil foi tomada pelo governador Sérgio Cabral em 2008. Cerca de 1.500 funcionários civis foram demitidos e bombeiros assumiram a função. Relatório produzido pelo governo federal no ano passado lista uma série de críticas à atuação dos militares desde então: eles não têm capacitação para guiar as ambulâncias e provocam acidentes, não há conserto dos carros e as equipes são rejeitadas pela população das favelas cariocas.

“Os bombeiros têm uma imagem ruim nas comunidades. Bandidos acham que eles podem ser milicianos. O atendimento está muito lento. Aposto com o estado que não houve melhora como anunciado”, afirma o presidente da comissão de funcionários demitidos do Samu, Leandro Vabo. “Sempre pedem para deixarmos o morador em algum ponto de referência fora da favela. Não posso afirmar que pessoas estão morrendo por isso, mas está atrasando muito o processo”, reclama o presidente da Federação das Associações de Moradores de Favelas do estado (Faferj), Rossino de Castro Diniz.

Um dos motivos para o alto índice de acidentes com as ambulâncias é creditado à eliminação dos cursos de direção defensiva para os bombeiros. “Das 132 viaturas cedidas pelo Ministério da Saúde ao Rio, 60 estão sucateadas. A maioria está parada na sede da empresa Toesa (que fornece as ambulâncias), em Bonsucesso. Estão depenando os carros lá dentro”, afirma Leandro.

O deputado estadual Rodrigo Dantas (DEM) reclama que os militares não poderiam estar no Samu: “Eles não fizeram concurso público para isso. Estão desviados de função exercendo essa tarefa”.

O aumento de casos de uso de militares em tarefas que não estão ligadas à atividade-fim da corporação é questionado pelo presidente da Associação de Cabos e Soldados do Corpo de Bombeiros, Nilo Guerreiro: “Estamos combatendo a dengue e fomos usados até como pedreiros nas obras das UPAs (Unidades de Pronto Atendimento)”.

Atendimento ampliado

Procurada para comentar o relatório do Ministério da Saúde, a Secretaria Estadual de Saúde informou, por nota, que “os profissionais desligados de suas atividades no Samu eram contratados por meio de cooperativas e foram substituídos por bombeiros aprovados em concurso público”.

Segundo o superintendente de Serviços de Urgência e Emergência Pré-Hospitalar, Fernando Suarez, não há irregularidade no fato de bombeiros trabalharem no Samu. Ele ressalta que o total de atendimentos — antes e depois da entrada dos militares nessa atividade — mais que dobrou, passando de uma média de 1,2 mil para 6 mil ligações atendidas por dia.

Além da investigação do Ministério Público Federal, corre no Tribunal de Justiça do Rio ação questionando a militarização do Samu. O estado foi notificado em dezembro para dar explicações sobre o caso.

Rio Tietê perde profundidade e faltam piscinões em Sampa

Sr. José Serra Burns
Fonte: comentários d'O Globo.

Paulo Palavra
23/01/2010 - 11h 41m

URGENTE!
Escândalo!!! A mídia está abafando para blindar o incompetente Serra!!!
Zé Alagão não fez a retirada anual de sedimentos, lama, etc... de 1 milhão de metros cúbicos ao ano durante o seu mandato (apenas em 2008 é que Serra tirou 400 mil , nem a metade). Resultado: Tietê PERDEU 4,5 metros de profundidade. Além disso os governos tucanos estão devendo dezenas de piscinões a serem construídos que constavam no projeto da vazão do rio Tietê.
O POVO ESTÁ SENDO ENGANADO PELA MÍDIA OMISSA!

PauloPalavra
23/01/2010 - 11h 41m

Não acreditam na incompetência do gov. de SP tucano?

Assistam então ao "Entre Aspas" (TV fechada - Globo News) enquanto não apagam o arquivo deste programa no qual dois especialistas revelam toda a incompetência dos governos tucanos de SP. A GLOBO (TV aberta) ignora de forma proposital essa responsabilidade dos tucanos para preservar o PSDB, seu partido.

PauloPalavra
23/01/2010 - 12h 27m

Meus caros, me desculpem por eu utilizar esse espaço para um outro assunto, mas acontece que tudo indica que as organizações GLOBO acham que a terceira cidade do mundo, maior cidade do BRASIL, 12% do PIB, ficar boiando, causando bilhões de prejuízos ao ano, não é matéria de CAPA e motivo para descobrir as causas REAIS das enchentes serem cada vez mais destrutivas em SP. Se a Globo não faz essa pauta por motivos partidários (blindar Serra). Eu FAÇO, isso é utilidade pública (plantão).

sábado, 23 de janeiro de 2010

JB FM despreza ouvintes críticos

JB FM
Trago aqui a adaptação de alguns comentários que fiz na comunidade Dial Rio de Janeiro.

Estou virando ouvinte da JB FM, não por vontade própria, mas porque minha mãe ouve essa rádio direto. Que mierda de programação! Jabá puro e rest sellers. As mesmas musiquinhas chinfrins de qualquer hora, incluindo versões lentas do mesmo bate-estaca que toca na Transamérica, na Mix e na Beat 98. Incluindo músicas de Lady Gaga, cujo nome é altamente adequado para figurar na programação de uma rádio gagá contemporânea como é a JB FM.

Ser líder de audiência tendo apenas a SulAmérica como concorrente direta é molezinha, não é mesmo?

Quanto eu detono a atual planilha da JB FM, eu quero que ela melhore. Não que acabe virando rádio de igrejola ou repetidora de AM. Se alguém entendeu que eu quero o fim da rádio, é um completo imbecil que faltou às aulas de interpretação de texto na escola.

O problema da JB FM é que não se pode fazer uma crítica à sua planilha musical, que os caras da rádio respondem citando um monte de ações da rádio, menos uma reforma geral na planilha. Eu sinceramente estou de saco cheio dessa gente.

Cito aqui os "investimentos" da JB FM, segundo um dos diretores da rádio:

. Novo pacote de vinhetas produzidas por João Marcelo Boscoli.

. 12 edições do programa "Couvert Artístico" - Rio Scenarium e Posto 8.

. Show de Aniversário da Rádio com Maria Rita - Citibank Hall

. A JB FM foi promotora de mais de 190 shows em 2009.

. Novos equipamentos foram comprados.

. Estúdios remodelados.

. Mais de 70 lançamentos foram incluídos na programação.


De todos os itens, só o último diz respeito à acomodada planilha musical. E mesmo assim, os tais lançamentos incluem as versões lentinhas de bate-estacas que a Beat 98, Transamérica e Mix também tocam. Além de umas musiquetas altamente desqualificantes para uma rádio gagá... Err, adulto-contemporânea.

Uma rádio começa a morrer quando cospe na cara dos ouvintes, desprezando o que eles pensam sobre a programação. Eu cansei de levar cusparada na cara.

Já que pediram sugestões, que tal tornar o programa JB do Brasil diário, ou coloca-lo também aos sábados? Ele tem um critério de qualidade que não existe no restante da programação.

Publicado originalmente no Tributo ao Rádio do Rio de Janeiro.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Mais uma ameaça à liberdade religiosa no Brasil

PT
Essa Unisinos não é aquela Universidade que os padres jesuítas administram em São Leopoldo (RS)?

E onde estão os Picaretas de Cristo que fazem parte da bancada evangélica de apoio ao Governo? Estão vendendo a alma ao capeta, como sempre fizeram?

Esses malditos governistas querem servir a todos os Senhores ao mesmo tempo. E não querem desagradar nenhum deles.

Fonte: Brasil - Liberdade e Democracia.

Mais uma ameaça a liberdade religiosa no Brasil

Disposta a evitar novos atritos com evangélicos e a Igreja Católica em ano eleitoral, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata do PT à Presidência, mandou a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial adiar o anúncio do Plano Nacional de Proteção à Liberdade Religiosa. Fonte:
Instituto Humanista Unisinos.
.
Mais uma vez o governo federal pretende lançar um programa de cerceamento a liberdade religiosa e liberdade de expressão.
.
De acordo com o PNDH já não se pode dizer que a prática do homossexualismo desagrada a Deus e é um pecado.
.
Daqui a alguns dias seremos obrigados a retirar estes textos da Bíblia e reescreve-la de acordo com as idéias materialistas da sinistra candidata.
.
Agora vem um Plano Nacional de Proteção a Liberdade Religiosa que vai nos proibir de dizer o que pensamos e o que achamos de errado em outras religiões. Este governo procura de todos os meios controlar completamente as vidas dos cidadãos tornando-os seres sem idéias próprias e que só aceitem o que o governante de plantão ache que é certo.
.
Prestem atenção nas atitudes da sinistra candidata, marxista de nascimento e portanto materialista, o plano só não é publicado para que ela não perca preciosos votos.
.
Depois de eleita a história será diferente, do alto de seu PAC, Prepotência, Arrogância e Corrupção fará o que bem entende sem se preocupar com a liberdade do cidadão.
.
Se não reagirmos já em defesa de nossa liberdade, em breve estaremos novamente nos reunindo em catacumbas.
.
Raja, Brava Gente Brasileira - Fora Lula e Fora PT.

Postado por Laguardia às 15:43

Fonte: Instituto Humanista Unisinos.

21/1/2010

Dilma adia legalização de terreiros de umbanda para evitar nova crise

Disposta a evitar novos atritos com evangélicos e a Igreja Católica em ano eleitoral, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata do PT à Presidência, mandou a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial adiar o anúncio do Plano Nacional de Proteção à Liberdade Religiosa. O plano, que prevê a legalização fundiária dos imóveis ocupados por terreiros de umbanda e candomblé e até o tombamento de casas de culto, seria lançado ontem, mas na última hora o governo segurou a divulgação, sob o argumento de que era preciso revisar aspectos jurídicos do texto.

A reportagem é de Vera Rosa e publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo, 21-01-2010.

O adiamento ocorre na esteira da polêmica envolvendo o Programa Nacional de Direitos Humanos, que pôs o Palácio do Planalto numa enrascada política, provocando crise dentro e fora do governo. Temas controversos, como descriminação do aborto, união civil de pessoas do mesmo sexo e proibição do uso de símbolos religiosos em repartições públicas, foram alvo de fortes críticas, principalmente por parte da Igreja.

Na avaliação do Planalto, é preciso evitar novos embates que possam criar "ruídos de comunicação" e prejudicar a campanha de Dilma. Desde o ano passado, a ministra tem feito todos os esforços para se aproximar tanto de católicos quanto de evangélicos e já percorreu vários templos religiosos.

"O programa de promoção de políticas públicas para as comunidades tradicionais de terreiro já estava adequado, mas, como é um plano de governo, precisa ser pactuado para não haver constrangimentos", afirmou o ministro-chefe da Secretaria da Igualdade Racial, Edson Santos.

Apesar de dizer que nunca é demais dar "outra passada de olhos" no texto, para maior observância à Constituição e ao Código Penal, Santos não escondeu a decepção com a ordem para suspender o anúncio do plano, que seria feito justamente na véspera do Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, comemorado hoje.

"Espero que possamos lançá-lo o mais rapidamente possível", disse o ministro, diante de uma plateia de praticantes de umbanda e candomblé, que se reuniram no Salão Negro do Ministério da Justiça. "Somos um Estado laico, mas não seremos neutros e cegos diante das injustiças e do racismo."

REAÇÃO

A informação sobre o adiamento do programa pegou de surpresa as comunidades de terreiro. Muitas mães e pais de santo viajaram de longe para assistir à cerimônia e só souberam na hora que haveria ali apenas um debate.

"Quando o governo chega na encruzilhada e tem de tomar uma decisão, recua. Será medo? Acho que sim", protestou Valdina Pinto de Oliveira, do terreiro Tanuri Junsara, de Salvador (BA). Ela foi além e conclamou a comunidade do candomblé a pensar bem em quem vai votar nas eleições de outubro.

"Está na hora de irmos para o campo político e de educar os nossos para saber quem vamos eleger", insistiu Valdina, sob aplausos. "A gente viu o que aconteceu com o Estatuto da Igualdade Racial e o que está acontecendo com esse plano. Por que para negro e índio não tem terra? Precisamos acabar com esse vírus do racismo."

Coordenador das reuniões realizadas para a confecção do plano, o subsecretário de Políticas para Comunidades Tradicionais, Alexandro Reis, tentou contornar o desapontamento geral. "A preocupação do governo é que determinados setores, por motivos eleitorais, utilizem o plano de proteção à liberdade religiosa como algo negativo", contou. Reis admitiu que o texto "precisa ser pactuado com evangélicos e católicos" para não ser contaminado pelo ambiente político de 2010. Disse, no entanto, que os terreiros não podem participar dessa briga. "Estamos tratando de um segmento que tem sido demonizado, mas não vamos violar direitos de ninguém", argumentou. Depois, garantiu que o governo continuará o mapeamento dos terreiros para nortear as políticas públicas.

Embora a Secretaria da Igualdade Racial tenha informado que a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) é solidária ao plano, a Pastoral Afro-Brasileira assegurou não ter sido consultada sobre seu conteúdo. Atualmente, apenas seis dos cerca de 10 mil terreiros são tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Para o pastor Ronaldo Fonseca, presidente do Conselho Político da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil, o Estado não deve gastar dinheiro com tombamento de templos. "O governo está se envolvendo em polêmicas desnecessárias", comentou. "Não existe guerra santa aqui e não é inteligente o Estado se preocupar com símbolos religiosos, tombamentos e união de homossexuais. Isso é coisa de marxista."

Aborto e homossexualismo mais próximos da agenda capitalista

Resposta para PiG não quer saber de PNDH-3:

Se bem que a agenda pró-aborto e pró-homossexualismo está dentro da agenda capitalista selvagem. Afinal, clínicas de aborto sonham com a legalização e com o pagamento de seus serviços, seja por planos de saúde ou pelo SUS. E os homossexuais são um franco mercado em expansão. Já comprovaram que homossexuais são consumidores mais vorazes que os hétero.

Tudo isso mais próximo da direita e do PiG do que se pensa. Por sinal, nas minhas andanças pela Internet já achei um movimento chamado "Homossexuais de direita".

Vistoria comprova superlotação no Metrô carioca


Fonte: O Globo.

Vistoria comprova superlotação no metrô, e deputado quer anulação do aumento da concessão

Publicada em 21/01/2010 às 22h09m
Cláudio Motta

RIO - O deputado estadual Alessandro Molon (PT), membros do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea) e integrantes do Sindicato dos Metroviários realizaram na noite desta quinta-feira uma inspeção no metrô. O grupo embarcou numa composição na estação da Carioca com destino à Saens Peña, onde constatou superlotação e recebeu diversas reclamações de usuários. Na segunda-feira, a queixa de usuários quanto à superlotação do metrô feita já havia sido confirmada por especialistas. A direção da concessionária Metrô Rio, no entanto, negou que transporte mais gente do que a capacidade máxima dos trêns.

A comissão embarcou na Carioca e foi a diversas estações das linhas 1 e 2. Na Central do Brasil, a saída foi comparada a um estouro de boiada pelo deputado Molon. Para ele, um mês é prazo mais do que razoável para ajustar o sistema. Portanto, ele concluiu que a ligação direta não é uma boa solução e decidiu entrar na Justiça pedindo a anulação do aumento da concessão por mais 20 anos ou a construção do projeto original: levar a Linha 2 do Estácio até a Carioca. O Crea fará um relatório para apontar falhas e propor soluções.

- A Comissão de Prevenção de Acidentes do Crea vai produzir um relatório. Este era um transporte ótimo, que nos dava orgulho e aumentava a autoestima do carioca. Hoje é uma vergonha. Quem depende do metrô diariamente está sofrendo o que jamais imaginou. Depois da privatização, só foi piorando, até chegar a este ponto - disse o presidente do Crea, Agostinho Guerreiro.

"O metrô não passa neste teste. Péssimas condições de segurança, não existe conforto, intervalos de até sete minutos"

Molon reafirmou que pedirá a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Alerj para investigar problemas tanto no metrô como nos trens da SuperVia:

- O metrô não passa neste teste. Péssimas condições de segurança, não existe conforto, intervalos de até sete minutos. É difícil de entrar e de sair. E ainda querem aumentar a linha 1 com a ligação direta até a Barra, mais uma vez alterando o projeto original da Linha 4.

Na terça-feira, um termômetro levado pelo GLOBO registrou 33 graus num dos trens da Linha 2, na altura de Engenho da Rainha. No Estácio, para efeito de comparação, foram registrados 34,4 graus na plataforma, que não conta com ar-condicionado. A alta umidade, provocada pelo excesso de pessoas num ambiente confinado e quente, faz com que a sensação térmica seja ainda pior.

Um fiscal da Agetransp (agência reguladora estadual responsável pela área de transportes), que anotava os intervalos das composições, disse ter recebido diversas reclamações de usuários quanto ao calor. De acordo com ele, pelo menos três composições teriam vagões com problemas no ar-condicionado.

O teste da temperatura dentro dos vagões foi realizado no mesmo dia em que o governador anunciou que as obras da Linha 4 começarão em maio, pela Barra da Tijuca. Em setembro começarão os trabalhos no trajeto de Ipanema até a Gávea. Cabral anunciou ainda uma mudança: a construção de uma estação na PUC. Segundo Cabral, serão necessários cerca de R$ 4 bilhões para concluir as obras.

O secretário estadual de Transportes, Julio Lopes, disse ter recebido da concessionária Metrô Rio o anúncio de que os problemas na operação do metrô só devem ser completamente resolvidos no dia 22 de fevereiro, quando estará em pleno funcionamento o sistema de sinalização de saída dos trens do pátio de manutenção para as linhas 1 e 2.

O Ministério Público estadual (MP), contudo, já instaurou inquérito para apurar as falhas na prestação do serviço. Em meio à enxurrada de problemas enfrentados pelos usuários. O Promotor da 3ª Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor, Carlos Andresano Moreira quer saber se a concessionária e a Agetransp têm estudos que atestem a viabilidade técnica da transferência da baldeação, antes feita no Estácio. Segundo ele, a Promotoria de Cidadania vai abrir outro inquérito para apurar a lisura da extensão do contrato de concessão, acertada em 2007 pela Metrô Rio e pelo governo do estado.

Falta d'água atinge o Rio junto com um calor dos infernos


Fonte: O Dia.

Falta d’água já atinge o Rio

Diversos bairros da capital, Baixada Fluminense e São Gonçalo sofrem com desabastecimento. Cedae minimiza

POR FRANCISCO EDSON ALVES

Rio - O apelo da Cedae para que os consumidores usem água de forma racional e, assim, evitem torneiras secas chegou tarde para milhares de moradores de áreas que ficam nos fins de rede de abastecimento no Rio, Baixada e São Gonçalo. Na capital, já falta água em diversas localidades, como na Rua Francisco de Castro, Santa Teresa, onde moradores estão comprando água potável para cozinhar e tomar banho.

Segundo Ivanete Justino da Silva, 44 anos, as torneiras estão secas desde segunda-feira. “Estou gastando R$ 18 por dia com 3 galões de 5 litros, que carrego na subida de uma escadaria enorme até chegar em casa. O revoltante é que a conta da Cedae, R$ 60 por mês, chega em dia”, lamentou ela, que mora com o marido e três filhos.

Nas imediações, outras 13 famílias enfrentam o mesmo. “Há anos a situação é essa: é chegar o verão e a escassez de água nos atormenta”, contou Josué do Patrocínio, 45.

O presidente da Cedae, Wagner Victer, garantiu ontem que a Cedae está investindo R$ 1 bilhão para sanar problemas nas pontas de rede.

Em Mesquita, Baixada, a situação de seis bairros é dramática: Cosmorama, Edson Passos, Coreia, Chatuba, Rocha Sobrinho e Vila Nova. “Na Rua Marte, onde moro, centenas de famílias não têm água para beber”, disse Adilson Oliveira dos Santos.

A seca também é realidade para quem reside no bairro Jardim Catarina, um dos mais populosos de São Gonçalo. “São 49 mil casas, com 200 mil pessoas. Um terço das delas está sem água há dias. As ruas Xavante, Aldeia de Mattos, Ouro Fino e Vinte e Três e avenidas Itororó e Cristino Figueira são as mais atingidas”, disse o presidente da associação de moradores, José Carlos Policarpo, reconhecendo que os ‘gatos’ agravam a situação.

Ontem, no entanto, Wagner Victer recuou e minimizou o problema, afirmando que a falta d’água é pontual. “Houve aumento de 15% no consumo por causa do forte calor, mas nosso sistema tem capacidade para operar sem problemas com elevação de demanda até 40%”, afirmou o presidente da Cedae.

Nas ruas, desperdício em vazamentos da Cedae

Enquanto muitos já sofrem com a seca, desperdício de água potável da Cedae revolta consumidores. Há 14 dias, a água limpa jorra 24 horas em frente ao nº 90 da Rua Marquês de Olinda, em Botafogo. A estimativa é que, em duas semanas, mais de 336 mil litros já tenham ido, literalmente, para o bueiro.

“Cansei de mandar e-mails e telefonar para a Cedae. Só mandam a gente anotar número de protocolos, mas ninguém resolve nada”, reclamou a síndica do Edifício Abaeté, Adriana Araújo. “Na minha casa, as torneiras quase sempre estão secas, enquanto essa água limpinha vai para os ralos!”, queixou-se Daniel Cardoso, 32, zelador e morador do Edifício Marquês de Olinda, do outro lado da rua.

Na altura do nº 232 da Rua Barão de Petrópolis, no Rio Comprido, mais desperdício. Segundo moradores, desde segunda-feira um cano estourou e a água escorre na via. “Equipes da Cedae estiveram duas vezes aqui, olharam e vão embora, sem solucionar o problema”, disse Maria Bernardete Malta, síndica do prédio. Por volta das 12h30 de ontem, um caminhão da empresa chegou ao local, mas manobrou e foi embora sem que os funcionários descessem do veículo. A Cedae garantiu que vai corrigir os vazamentos hoje.

CdCristão responde

CdCristão
O CD que encomendei da loja CdCristão chegou no último dia 19 de janeiro, mais de um mês depois de encomendado. A loja poderia ter avisado que a entrega atrasaria, antes de eu ter fechado a encomenda.

De qualquer forma, me excedi nas críticas feitas em postagem anterior já apagada, e trago aqui a resposta enviada pela loja junto com o CD.

Araraquara, 13 de janeiro de 2010.

Paz e alegria!

Conforme informativo exibido na finalização de TODOS os pedidos (por depósito, boleto e cartão de crédito) em nossa loja virtual e também impresso automaticamente nos boletos bancários (nos pedidos realizados por boleto), a CDCRISTÃO MEGASTORE ESTEVE DE FÉRIAS COLETIVAS E RECESSO DE 18/12/2009 A 06/01/2010.

Também de acordo com o informado, TODOS os pedidos realizados neste período, foram enviados entre os dias 06 e 07 de janeiro de 2010.

Hoje, 13 de janeiro, sua encomenda com seu pedido retornou à nossa loja, infelizmente.

Motivo dado pelos Correios: NÃO HAVIA NINGUÉM NO ENDEREÇO PARA RECEBER A ENCOMENDA.

Como enviamos por uma forma expressa para que os clientes pudessem receber o mais breve possível, em compensação de nossas férias e recesso, houve apenas uma tentativa dos Correios.

Reenviamos sua encomenda hoje mesmo, com a modalidade que sempre estamos acostumados, onde os Correios fazem a tentativa de entrega em 3 dias e 3 horários diferentes.

Gostaríamos de nos desculpar, pois sabemos que depositou seu voto de confiança em nossos serviços. Pedimos desculpas pelos inconvenientes causados e nos colocamos à disposição para quaisquer esclarecimentos.

Em tempo: um feliz e santo 2010, recheado das bênçãos de Deus todo poderoso e de muita música celeste!

Quaisquer dúvidas, favor entrar em contato por e-mail:
contato@cdcristao.com

Jesus abençoe!

Rafael de Angeli
contato@cdcristao.com
CdCristão Mega Store
http://www.cdcristao.com.br

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

A reação da cavalgadura bolivariana

Depois do chileno Piñera, a cavalgadura bolivariana voltou a se meter na política interna brasileira, também.

Fonte: Reaja Brasil!:

Cala a boca, Chávez!

author: Gusta

Chávez diz que direita continental tentará impedir eleição de Dilma

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse nesta quarta-feira que haverá uma "reorganização" da direita continental para impedir a continuidade do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com a virtual candidatura da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff.

"Há eleições no próximo ano no Brasil. Vão fazer todo o possível, a direita, não somente a brasileira, a continental, o império norte-americano, para impedir que haja continuidade no governo progressista e de esquerda do nosso irmão, presidente Lula", afirmou Chávez durante a inauguração de um sistema de teleféricos construído em uma favela de Caracas pela empreiteira brasileira Odebrecht.

Chávez, que nos últimos meses vem demonstrando sua preferência pela vitória do candidato governista ao Planalto, voltou a afirmar que "a companheira Dilma Rousseff será a próxima presidente" do Brasil, ao qualificá-la como "líder da esquerda brasileira".

BBC

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Pérolas do jornalismo carioca

Fonte: Comunidade Prefeitura Rio de Janeiro 2010.

Para descontrair

Frases publicadas em alguns jornais, nos últimos meses...

"Jornalistas, o que houve?..."

.
Jornal do Brasil
"A nova terapia traz esperanças a todos os que morrem de câncer a cada ano."
(Onde? Na cova?)

.
O Globo
"Apesar da meteorologia estar em greve, o tempo esfriou ontem intensamente."
(O frio não estava filiado ao sindicato grevista)

.
Extra
"Os sete artistas compõem um trio de talento."
(Hã?)

.
O Dia
"A vítima foi estrangulada a golpes de facão."
(uma nova modalidade de estrangulamento)

.
O Globo
"Os nossos leitores nos desculparão por esse erro indesculpável."
(De modo algum!)

.
O Dia
"No corredor do hospital psiquiátrico os doentes corriam como loucos..."
(naturalmente)...

.
Jornal do Brasil
"Ela contraiu a doença na época que ainda estava viva."
(Jura?)

.
Extra
"Parece que ela foi morta pelo seu assassino."
(Não diga!)

.
Extra
"O acidente foi no triste e célebre Retângulo das Bermudas."
(Gente, até ontem era um triângulo! Vai ver que qualquer dia inventem o CÍRCULO DAS BERMUDAS...)

.
O Dia
"O velho reformado, antes de apertar o pescoço da mulher até a morte, se suicidou."
(Seria a volta dos mortos-vivos?)

.
Extra
"A polícia e a justiça são as duas mãos de um mesmo braço."
(Que aberração!)

.
Jornal do Brasil
"Depois de algum tempo, a água corrente foi instalada no cemitério, para a satisfação dos habitantes."
(Água no além para purificar as almas...)

.
Jornal do Brasil
"O aumento do desemprego foi de 0% em novembro."
(Onde vamos parar desse jeito?)

.
O Globo
"Quatro hectares de trigo foram queimados. A princípio, trata-se de um incêndio."
(Ah, bom! Achei que fosse um churrasco!)

.
O Dia
"Na chegada da polícia, o cadáver se encontrava rigorosamente imóvel."
(Viu como ele é disciplinado?)

.
Extra
"O cadáver foi encontrado morto dentro do carro."
(Sem comentários!!!)

.
O Dia
"Prefeito de interior vai dormir bem, e acorda morto."
(Acorda?)

Hélio Fernandes analisa PNDH

Grande Hélio Fernandes! Fez até agora a melhor análise do Plano Nacional dos Direitos Humanos que as luletes criaram no final do ano passado.

Fonte: Tribuna da Imprensa.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010 07:00

O que o presidente Lula PENSA, dos 17 decretos inconstitucionais que publicou sem o menor conhecimento. Reforma agrária, casamento gay, aborto, censura à imprensa, punição a militares, impunidade para todos os “mensalões”

A tragédia democrática dos “DIREITOS HUMANOS“, que Lula assinou sem ler, (tem total confiança nos terroristas de “esquerda”, que dominam seu governo) não teve a repercussão negativa que merecia. É que a tragédia inenarrável, imponderável, miserável, inacreditável do Haiti, dominou e estava obrigada mesmo a dominar, o noticiário do Brasil e do mundo. E cada um desses 17 itens divide os países.

Como o presidente Lula gosta tanto de repetir, todos os presidente juntos e anteriores a ele, jamais reuniram num só decreto, 17 assuntos imponderáveis, conflitantes e disparatados, quanto esse que chamou zombeteiramente de “DIREITOS HUMANOS”.

Nenhum dos 17 decretos representa um direito e sim a vontade de alguns, polêmica e contraditória, não só no Brasil como no resto do mundo. Além do mais, todos SÃO INCONSTITUCIONAIS, seriam discutíveis e discutidos, mesmo que fossem aprovados por EMENDA CONSTITUCIONAL.

Só o Ministro Gilmar Mendes se manifestou, embora o jornalão tenha anunciado em manchete de página, “O STTF diz que decreto é inconstitucional”. Ora, Gilmar não “é o Supremo” e assim mesmo, numa só afirmação, “foi e voltou”, transitou e caminhou na contramão.

Gilmar só é conclusivo, quando se trata de Daniel Dantas ou quando este é o personagem principal de sua intervenção. Além do mais, dos 11 ministros do Supremo, apenas três redigem seus votos, discursos e conferencias. E certamente um deles não é Gilmar Mendes.

Como juntar no mesmo decreto e assim mesmo DITATORIAL E NADA DEMOCRÁTICO, digamos, a questão do ABORTO, da REFORMA AGRÁRIA, do CASAMENTO GAY?

Deixo os outros 14 assuntos para depois, estes três não são os mais importantes e polêmicos, mas não podem de maneira alguma se abrigarem ou serem obrigados à imposição da mesma vontade incontrolável e arrogante.

Aborto – É dos temas, digamos, inconciliáveis. O mundo tem hoje praticamente 6 bilhões e 800 milhões de habitantes. Se todos, hipoteticamente, tivesse direito a voto, acredito que ficariam 3 bilhões e 400 milhões para cada lado. Na Corte Suprema Federal dos EUA, são 9 juízes. (Lá, todos são juízes, ninguém é ministro, desembargador federal ou estadual).

O assunto é tão empolgante e divisório, que quando acontece uma vaga na Suprema Corte, o presidente examina profundamente a posição desse futuro juiz, em relação à questão. O senado que irá aprová-lo ou vetá-lo, fará o mesmo.

Para que se tenha constatação mais clara: dos juízes atuais, 4 são a FAVOR do aborto, 4 são CONTRA. Um, tem posição indefinível. Portanto, como juntar decisão sobre ABORTO com REFORMA AGRÁRIA? Um evidente disparate que não resolverá coisa alguma. Qualquer que seja o ponto FAVORECIDO, agravará o problema, criará mais conflito.

Reforma agrária – O direito à propriedade é sagrado, desde que essa propriedade seja legitima. De onde vieram essas terras, “pertencentes” aos barões agrários? As terras eram de Deus, esses “enviados de Deus”, que se apossaram do Brasil todo, registram suas propriedades no Céu, criando aqui um verdadeiro inferno?

Não precisamos ir ao interior, mostrar a luta dos sem-terras com os que poderiam ser chamados de sem-propriedades. Fiquemos aqui mesmo na Barra e Recreio dos bandeirantes. Durante mais de 70 anos, muitos assassinatos foram cometidos pelos que se diziam donos de tudo.

A partir de 1980, 5 dos mais espertos, fizeram um “acordo” dividiram tudo entre eles. Hoje, mais de 800 mil pagaram pelas terras da Barra, quase 200 mil pelo Recreio. E o título de PROPRIEDADE deles?

* * *

PS – Os outros 14 temas (?) incluídos pelo presidente Lula, nesse projeto mais disparatado do que suas próprias ações, merecem a mesma reprovação. Mas com já comentei antes, (com exclusividade), nada do que está nesse projeto dos “DIREITOS HUMANOS”, é para valer.

PS2 – Esse projeto esdrúxulo, escalafobético, espalhafatoso, egocêntrico, empírico, enciclopédico, definitivamente deletério, se esgota com a derrota de Dona Dilma, se chegar a ser candidata.

PS3 – Se for eleita, então manejará esses 17 itens, com a audácia nada intrépida dos que passaram a vida negando a si mesmos. Dividirá os 17 itens, em POSITIVOS e NEGATIVOS. Colocará em ação, ou jogará no lixo. Para isso foram criados pelos terroristas de “esquerda”.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Piñera, um Chávez às avessas

Enquanto a cavalgadura bolivariana já se meteu na eleição brasileira de 2010, declarando apoio a Dilma Rousseff, o presidente eleito do Chile, Sebastián Piñera, já está todo serelepe torcendo pela oposição brasileira. E oposição à esquerda brasileira.

Mas que oposição à esquerda brasileira, sr. Piñera? Essa autointitulada "oposição de esquerda" do PSOL e de partidos da extrema-esquerda? Aquela dos direitistas que torcem e fazem campanha pro Sr. Burns? Ou é aquela dos direitistas totalmente alijados do quadro partidário?

O próprio Piñera dá a resposta, ao declarar "um apreço muito grande" pelo Motosserra do Palácio dos Bandeirantes. O mesmo que teve que fugir dos gorilas de 1964 e também do Pinochet.

Sebastián Piñera está totalmente alienado da realidade do País de Tolos.

Fonte: Estadão.

Piñera acredita que Brasil pode seguir exemplo do Chile

Presidente eleito considera natural que um líder com popularidade não consiga eleger seu sucessor

Efe

SANTIAGO - O presidente eleito do Chile, Sebastián Piñera, citou a popularidade do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para avaliar sua própria vitória no pleito realizado no último domingo, e insinuou que o Brasil pode seguir o caminho de seu país e mudar da esquerda para a oposição.

Para Piñera, é perfeitamente natural que um líder não consiga eleger seu sucessor, mesmo se for muito popular - caso do Chile, onde a excelente avaliação de Michele Bachelet não foi suficiente para que Eduardo Frei, candidato de situação, vencesse o pleito. Além disso, afirma que a popularidade não significa, necessariamente, que não há necessidade de mudanças.

"É certo, a presidente (do Chile, Michelle) Bachelet é muito popular e o presidente Lula também, mas não se deve confundir a popularidade de um presidente com a necessidade de mudança de um país", afirmou, em entrevista com jornalistas estrangeiros.

"O Brasil terá que tomar seu próprio caminho e eu vou a respeitar naturalmente a decisão democrática que a população do país tomar,mas vou deixar muito claro que uma coisa é a popularidade de um presidente e outra coisa é a necessidade de mudanças que pode experimentar um país, como ficou demonstrado ontem de forma clara (no Chile)", avaliou o presidente eleito, que acredita que o Brasil pode se beneficiar se a oposição vencer as eleições do final do ano.

Piñera garantiu que tem "um apreço muito grande" pelos dois principais pré-candidatos presidenciais do país. O governador de São Paulo, José Serra, do PSDB, lidera as pesquisas à frente da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), provável candidata da situação.

"Apesar de a presidente Bachelet ter índices muito altos de popularidade e apoio (que passam de 80%), nós ganhamos limpa e democraticamente a eleição presidencial de domingo. Ficou claro que o Chile queria e precisava de uma mudança", destaca.

Piñera garantiu, durante a mesma entrevista, que o Brasil está entre os primeiros países que vai visita, logo após assumir a presidência, no próximo dia 11 de março.

Popularidade de Lula está entre as maiores das Américas

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva segue entre os líderes mais bem avaliados da América. É o que aponta a pesquisa divulgada na segunda-feira, pelo empresa Consulta Mitfsky. O líder brasileiro subiu dois pontos em relação à lista apresentada em setembro e ocupa o terceiro lugar na lista, que é liderada pelo presidente do Panamá, Ricardo Martinelli, que tem 91% de aprovação. Logo depois, segue o presidente de El Salvador, com 88%.

O relatório também destaca que Lula tem "grande mérito", pois após sete anos poder, ainda se mantém popular. Além disso o documento apontou que a líder chilena Michele Bachelet, que vai deixar o cargo em março, tem 81% de aprovação. Os quatro primeiros líderes tem a avaliação considerada "excelente". Em seguida seguem, com avaliação considerada "alta", estão o presidente da Colômbia, Álvaro Uribe (64%); o uruguaio Tabaré Vázquez (61%); Evo Morales, da Bolívia (60%); Felipe Calderón, do México (55%).

Os líderes com avaliação "média", estão o paraguaio Fernando Lugo, com 50% de aprovação, e o norte-americano Barack Obama 48%.

Já os presidentes com a avaliação "baixa" estão Óscar Arias, da Costa Rica, com 44% e o equatoriano Rafael Correa com 42%. E por fim, os chefes do executivo que tem a taxa considerada "muito baixa" são os presidentes do Canadá, Stephen Harper, com 32%; Alan Garcia, do Peru, com 29% ; Daniel Ortega, da Nicarágua, com 26% e no final da lista a argentina Cristina Kirchner, com 19%.

Federação Paulista de Futebol ataca novamente o rádio

O que é uma injustiça. Foi graças ao rádio que o futebol se tornou uma paixão nacional, e é essa indústria rentável (para os cartolas, empresários e clubes, claro) que movimenta milhões (de reais e de dólares) anualmente.

E a maldita televisão é sempre poupada das presepadas da Federação paulista.

Fonte: Tudo Rádio.

Terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Exclusivo: Jovem Pan na briga para manter trabalhos no gramado

A Jovem Pan AM 620 de São Paulo e todas as outras emissoras de rádio que transmitem partidas de futebol masculino válidas pelo Campeonato Paulista 2010, foram novamente surpreendidas por uma decisão da Federação Paulista de Futebol que impede os trabalhos de repórteres no gramado dos estádios. Essa mesma situação ocorreu em 2009, quando a Jovem Pan conseguiu uma liminar na justiça para manter seus trabalhos sem imposições que impossibilitam seu trabalho.

Segundo a Federação Paulista a medida foi para garantir a segurança aos participantes de cada partida. O regulamento desse ano impede a presença de jornalistas no campo, impossibilitando a tradicional entrevista após o primeiro tempo ou no término do jogo. Segundo editorial publicado pela Jovem Pan, a rádio paulista já está com novo recurso para obter uma nova limitar que possibilite seus trabalhos no campo.

Essa situação foi amplamente debatida em janeiro do ano passado, quando as emissoras enfrentaram o mesmo problema. Na época o Sindicatos dos Radialistas de São Paulo afirmou que a nova regra da Federação Paulista cerceia a liberdade de imprensa. Em contrapartida a Federação alegou em 2009 que essa pratica é comum na maioria dos campeonatos internacionais, inclusive em partidas cuja responsabilidade é da Conmebol (no caso a famosa Taça Libertadores da América).

No ano passado as emissoras de televisão detentoras dos direitos de transmissão dos jogos do Campeonato Paulista podiam ter seus jornalistas realizando entrevistas no campo, ou seja, eram as exceções na nova regulamentação. Nessa história, como declarou o Sindicato dos Radialistas de São Paulo, o rádio saiu prejudicado.

Na nova regulamentação não existe imposições quanto à transmissão das partidas, apenas o trabalho de repórteres no gramado.

Por Daniel Starck - 19/janeiro/2010

Espaço para sindicatos no rádio e na TV

Se for para divulgar informações de interesse dos trabalhadores, isso será positivo.

O problema é que a maior parte dos sindicatos brasileiros está aparelhada por partidos e projetos políticos pra lá de suspeitos.

Ainda mais que o projeto é da deputada Manuela D´Ávila (PC do B-RS), apenas um rostinho bonito na Câmara a repetir a mesma velha política do Partido.

Fonte: Blog do Lobo.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Centrais sindicais poderão ter horário gratuito no rádio e na TV

A Câmara analisa o Projeto de Lei 6104/09, apresentado pela deputada Manuela D'Ávila (PCdoB-RS), que garante às centrais sindicais horário gratuito no rádio e na TV, assim como já ocorre com os partidos políticos. Apesar de existirem de fato há várias décadas, as centrais sindicais só foram legalmente reconhecidas em março do ano passado.

Pela proposta, as centrais terão 10 minutos diários para apresentar programas de interesse dos trabalhadores. Esse tempo pode ser intercalado, mas deverá ser exibido pelos veículos de comunicação nos intervalos da programação das emissoras entre as 6 às 22 horas.

O projeto inclui a regra no Código Brasileiro de Telecomunicacões (Lei 4.117/62), que estabelece as obrigações das radiodifusoras.

Para Manuela, a proposta democratizará o acesso aos meios de comunicação. Ela ressalta que, assim como os partidos políticos, as centrais sindicais tratam de temas do interesse da população.

Tramitação

A proposta, que tramita em caráter conclusivo, será analisada pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Postado por Blog do LOBO às 00:48:00

Agora é que a raiva dos esquerdistas contra Piñera aumentará

Fonte: Coturno Noturno.

O Chile é aqui

"É verdade, a presidente Bachelet é muito popular e o presidente Lula também. Mas não há que confundir a popularidade de um presidente com a necessidade de mudança de um país".

Afirmação de Sebastiàn Piñera, presidente eleito do Chile, que já era odiado pelos petralhas e que, de agora em diante, será considerado, por eles, o novo Pinochet chileno. Ainda mais que ele conhece José Serra e nunca ouviu falar da Dilma quem?

Piñera manterá relações com a Venezuela, apesar de diferenças

A política sulamericana ficará mais animada com a posse do presidente Piñera.

Fonte: JB.

Piñera manterá relações com a Venezuela, apesar de diferenças

JB Online

SANTIAGO - O presidente eleito do Chile, Sebastián Piñera, afirmou que buscará manter durante seu governo as melhores relações possíveis com o presidente venezuelano Hugo Chávez. Ele admitiu “profundas diferenças” com a sua administração e assinalou, no entanto, que acreditava na “autodeterminação dos povos e na não intervenção em assuntos de outros países”.

"Tenho muitas diferenças com a forma com que estão tratando as questões públicas na Venezuela", afirmou em entrevista à imprensa estrangeira, um dia depois de sair vencedor do segundo turno das eleições presidenciais.

"Quero dizer com muita clareza: essas diferenças são profundas e têm a ver como se concebe e se pratica a democracia, a forma como se concebe o modelo de desenvolvimento econômico e muito mais", assinalou o presidente eleito.

20:39 - 18/01/2010

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Não esqueci dos desabamentos da gestão do governador José Serra

Sr. José Serra Burns
Enquanto aquela lambança gospel da Renascer completa 1 ano, lembrei de outras duas lambanças ocorridas em São Paulo, ambas ocorridas durante a gestão do governador José Serra.

Logo no início do mandato, houve um desabamento nas obras do Metrô, engolindo algumas casas, matando gente e quase engolindo a sede da Editora Abril, com tucanos e tudo. E em novembro passado, aconteceu o desabamento de uma viga de um viaduto do Rodoanel, na cidade de Taboão da Serra.

Em ambos os casos, suspeita-se que as empreiteiras estivessem utilizando material de má qualidade, mesmo sendo pagas pelo Governo Serra para usarem material de qualidade. E o Governo ainda é suspeito de não fiscalizar adequadamente as obras.

Há quase três anos de distância entre uma lambança serrista e outra. Até agora, as investigações não apontaram causas para os acidentes, nem possíveis culpados.

Será que ainda veremos o sr. Serra Burns subindo a rampa do Planalto, deixando para trás essas lambanças? Neste País de Tolos, tudo é possível.

Esquerda dissidente do Governo Lula e a Sujíssima Veja cobrarão saída das tropas do Haiti?

PSOL
Desde que o Governo brasileiro mandou tropas brasileiras para a Força de Paz da ONU no Haiti, o PSOL e partidos da extrema-esquerda cobram a retirada dos militares brasileiros daquele país. Alegam que as tropas brasileiras reproduzem o mesmo modelo imperialista que as tropas americanas adotam em outras ocupações mundo afora.

Pro lado da extrema-direita, a revista Veja também já fez suas críticas à ocupação das tropas brasileiras no Haiti. Não perdem a oportunidade de espinafrar o Governo Lula (à moda deles, bem direitista). Dizem que o Governo Lula tem pretensões de fazer do Brasil uma sub-potência imperialista da América Latina, com vistas a dar ao Brasil uma cadeira permanente no Conselho de Segurança da ONU. Chegaram a fazer uma capa com um canário raivoso sobre o nosso brasão, imitando a águia americana.

Será que a posição do PSOL e da extrema-esquerda mudará diante dessa tragédia toda que acontece agora no Haiti? Quanto à Veja, o que sei é que ela estampa na capa desta semana a tragédia do Haiti, com uma pequena foto da saudosa Zilda Arns no rodapé. O que será que aqueles trogloditas da Veja estão escrevendo sobre a permanência ou não das tropas brasileiras no Haiti?

Se alguém conferiu a Veja ou sabe a posição oficial da esquerda dissidente, por favor comente.

Nada de deslumbramentos com a vitória de Sebastian Piñera

Resposta para Os limites da direita democrática:

Onde eu assino?

É evidente que qualquer governante democrata tem que mostrar bons resultados, se quiser ter mais méritos que deméritos. Isso acontecerá com o presidente eleito do Chile. A população chilena saberá cobrar resultados na hora certa. Nada de deslumbramentos.

No que diz respeito à absoluta falta de direitistas democratas no cenário político, isso fica mais patente num país como o Brasil. Os direitistas democratas só se fazem ouvir no espaço infinito da Internet, com seus zilhões de blogs. No cenário eleitoral, depois da morte do grande Ulisses Guimarães, restaram apenas trogloditas viúvas de 1964 e do AI-5, direitistas metidos a social-democratas e direitistas fisiológicos como os aliados de Lula.

Eu dou risada quando ouço um direitista dizer que votará em figuras como José Serra ou Dilma Rousseff.

Lambança gospel completa 1 ano

Casal Hernandes
Fonte: Estadão.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010, 09:46

Um ano após tragédia, famílias reclamam da Renascer
AE - Agencia Estado

SÃO PAULO - Parentes de mortos no desabamento do teto do templo da Igreja Renascer em Cristo, no Cambuci, zona sul de São Paulo, reclamam da falta de assistência da igreja depois que seus parentes foram enterrados. O telhado ruiu há um ano, matou nove pessoas e feriu mais de uma centena. Os familiares dizem que a Renascer pagou os sepultamentos e não os procurou mais. Pelo menos três das oito casas interditadas no acidente continuam com suas edículas destruídas.

"Estamos largados", diz a funcionária pública Vera Lúcia da Silva, de 50 anos, filha de Maria de Lourdes da Silva, de 67 anos, morta no acidente. "Estamos tristes porque eles (Renascer) falam de amor, mas não acolhem as famílias das vítimas", afirma Vera, que não entrou com ação na Justiça.

A reportagem procurou os parentes dos mortos, mas apenas dois relataram como foram os 12 meses que se seguiram ao desabamento. Outros seis não foram localizados. Um dos parentes não quis se manifestar por medo de retaliações por parte da Renascer.

A rotina do gerente Antonio Paro Júnior, de 33 anos, mudou depois que sua mãe, Dalva Ferreira, de 71 anos, morreu no desabamento. Era ela quem cuidava da neta, de 5 anos, durante a semana. "Minha mulher teve de deixar o emprego para cuidar de nossa filha", diz Júnior, que ainda decide se vai entrar com ação indenizatória na Justiça.

A Renascer quer reconstruir a sede no mesmo lugar. Mas as obras estão paradas porque a Justiça aceitou o pedido do Ministério Público para cassar o alvará concedido à igreja, alegando que é ilegal. O inquérito criminal que apontará os culpados pelo acidente não foi concluído. A investigação corre em Brasília e, se houver julgamento, este será feito pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Edículas

As edículas de três das oito casas da Rua Robertson, vizinhas ao templo e que foram danificadas pelo desabamento, continuam iguais: destruídas e com entulho por todos os lados. "Está tudo parado. Não tivemos opção", diz o professor Felipe Ayub, de 33 anos, na casa de seu pai, Marassoré Morégola, de 68 anos. Ayub explica que seu pai ainda não reformou o imóvel porque depende de autorização judicial. "Entramos com um processo na Justiça."

A casa de outro morador, que preferiu o anonimato, depende da mesma autorização. "A Renascer ofereceu uma empresa inadequada, sem registro no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea), para fazer a reforma. Nós não aprovamos." Dos quatro imóveis da via interditados, só um foi reformado. O dono da casa, que também não quis se identificar, diz que a Renascer pagou a obra.

Defesa

A Igreja Renascer afirmou em nota que o desabamento do teto de sua sede foi um de seus mais duros golpes. Segundo o texto, o que torna o tema menos doloroso "é a certeza no triunfo da Justiça, e as próprias investigações oficiais que demonstraram a isenção de culpa da igreja no ocorrido".

O laudo do Instituto de Criminalística, que investigou as causas do desabamento, apontou que o acidente foi provocado por falhas na manutenção da estrutura do imóvel. Das 14 tesouras que sustentavam o telhado, só uma, que ficava em cima do altar, não recebeu reforço metálico numa reforma realizada entre 1999 e 2000.

Em relação às reformas das casas vizinhas ao templo da igreja, a Renascer afirma que os reparos já foram feitos nos imóveis onde houve consentimento. A igreja não quis se pronunciar sobre temas ligados ao acidente porque estes estão em juízo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.