Política, cultura e generalidades

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Picaretagem gospel sob ameaça no dial FM carioca

Ap. Estevam Hernandes e Bpa. Sonia Hernandes
O ano de 2009 periga entrar para a história apenas pelo assassinato da Antena 1 e pela "Tupi em todos os rádios". Mas parece que o ano de 2010 promete.

Uma conjunção de fatores pode fazer a vasta lista de rádios evangélicas diminuir consideravelmente. O deputado Arolde de Oliveira (DEM-RJ) e o ex-deputado Francisco Silva consideram a possibilidade de venderem suas rádios: a 93 FM 93,3 e a Melodia FM 97,3, respectivamente.

Outra rádio crente que pode dar adeus ao dial carioca é a Nossa Rádio FM 89,3. Orestes Quércia negocia a venda da ex-Nova Brasil para o Sistema Globo de Rádio, que pretende fazer da 89,3 uma repetidora da Globo AM 1220. A Nossa Rádio já perdeu a sua principal emissora, a FM 91,3 paulistana, que Quércia vendeu para o grupo gaúcho RBS. No momento, a FM paulistana está sem rumo, executando uma programação de flash backs desvinculada do circuito evangélico.

A rádio FM 104,5 de Armando Campos estava sendo pretendida pela Jovem Pan FM de São Paulo, que está em busca da terceira encarnação de sua filial carioca. Mas há quem diga que a IURD deu a segunda rasteira na Jovem Pan pelo segundo ano consecutivo: renovou o arrendamento da ex-Tropical FM até o fim de 2010. A confirmar.

Gospel FM nas últimas

Gospel FM

A primeira rádio FM evangélica do Rio a ser tirada definitivamente do ar, sem direito a reencarnar, deverá ser a Gospel FM 107,9. Ex-Estácio, ex-Universidade, ex-Popular FM, ex-SomZoom Sat e com outorga nas mãos de Armando Campos desde 1992, a 107,9 está desde o ano 2000 arrendada pela Fundação Renascer, diretamente ligada à Igreja Apostólica Renascer em Cristo, numa novela que se arrasta há anos.

Mas o casal líder da igreja, Apóstolo Estevam Hernandes Filho e Bispa Sonia Hernandes, enfrentam várias acusações na Justiça brasileira, foram réus confessos e condenados na Flórida por entrarem nos EUA com dólares não declarados e estão respondendo a acusações de calote contra vários fornecedores da igreja, de donos de imóveis a concessionários de rádios arrendadas. Entre eles, Armando Campos, o homem da 107,9. Armando pretende retomar a rádio, com o objetivo de recriar nela a Original FM, reencarnar a Tropical FM ou arrenda-la para o grupo Jovem Pan, que pode implantar nela a terceira encarnação da Jovem Pan FM RJ ou a nova Classic Hits FM, franquia gagá contemporânea.

No meio radiofônico, há quem diga que, se desencarnar, a Gospel FM não reencarnará nunca mais.

A picaretagem gospel no dial FM carioca pode não emplacar 2011.

Publicado originalmente no Tributo ao Rádio do Rio de Janeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário