Política, cultura e generalidades

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Para alguém que teima de que o Lula é um democrata

Essa aqui é especialmente para Tsavkko, Cloaca News, Carta Capital, Caros Amigos, colunistas amestrados, líderes de opinião, mídia chapa branca em geral...

Fonte: Brasil Republicano.

Mensagem original

De: Sérgio Ricardo <papawine@gmail.com>
Para: Aaa <Aaa@gmail.com>
Assunto: As Meninas do Jô
Enviada: 25/12/2009 11:19

A COISA ESTÁ FICANDO PRETA - PATRULHAMENTO GERAL

O primeiro jornalista a sofrer cerceamento do direito de bem informar, em consequência dos seus verdadeiros, contundentes e procedentes comentários contra os desmandos do atual governo, foi o Boris Casoy. De acordo com o noticiário da época, ele foi demitido a pedido do próprio Lulla.

Entretanto aos olhos dos menos atentos, a coisa vem se agravando de maneira avassaladora e perigosa, senão vejamos:

O Programa do Jô tirou do ar (sem dar qualquer satisfação ao público) o quadro "As Meninas do Jô" que era apresentado às quartas feiras onde as jornalistas Lilian Witte Fibe, Ana Maria Tahan, Cristiana Lobo, Lúcia Hippólito e, por vezes, outras mais, traziam a público e debatiam todas as falcatruas perpetradas por essa corja de corruptos que se apossou do país.

As entrevistas sobre temas políticos não têm sido mais levadas a efeito atualmente. Virou um programa de amenidades e sem qualquer brilhantismo.

O jornalista Arnaldo Jabor, considerado desafeto pelo governo atual, vem sofrendo, de forma velada e sistemática, todo tipo retaliação. Já foi processado, condenado, amordaçado e por aí vai. Sua participação diária, às 07:10 na Rádio CBN tem se limitado a assuntos sem a relevância que tinha, haja vista que está impedido de falar sobre assuntos que envolvam a política nacional e o atual governo.

A jornalista Lúcia Hippólito, que tinha uma participação diária, às 07:55 hs na Rádio CBN, não está mais ocupando o microfone da emissora como fazia e nenhum comunicado foi feito pelo âncora do horário, o jornalista Heródoto Barbeiro. Sorrateiramente, colocaram-na como âncora em outro horário, onde enfoca matérias mais amenas e sem a habitual, verdadeira e procedente contundência.

Diogo Mainardi, da Revista Veja, além de processado, vem sofrendo várias ameaças de morte por parte do jornal do MR-8 (que faz parte da base aliada ao Lulla) e de integrantes dos chamados "Movimentos Sociais".

O jornal "Estadão" de São Paulo está sob forte censura governamental há pelo menos 60 dias.

Pelo que se vê, Fidel Castro está fazendo escola na América do Sul. O primeiro a colocar em prática estes ensinamentos, aniquilando o direito de imprensa foi Hugo Chaves, e pelo andar da carruagem o nosso PresiMENTE está trilhando pelo mesmo caminho.

Constitucionalmente:

Onde está o ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO?

Onde está o LIVRE DIREITO DE MANIFESTAÇÃO?

Onde está a LIBERDADE DE EXPRESSÃO?

Onde está a LIBERDADE DE UMA NAÇÃO?

ESSE TEXTO DEVE-SE TRANSFORMAR NA MAIOR CORRENTE QUE A INTERNET JÁ VIU!!!

ACORDA BRASIL, ENQUANTO É TEMPO, E REAJA.

2 comentários:

  1. Pior é que o MR-8 há um bom tempo está ligado ao corrupto peemedebista Orestes Quércia. Quem te viu, quem te vê.

    ResponderExcluir
  2. Já tinha lido este texto em um blog. Não me lembro agora em qual. Nele ainda tinham outros textos que completavam este e davam a noção extado do que os Petralhas pretendem fazer no Brasil.

    Eu aceito e já divulgo a idéia de que se Dilma for eleita seremos afundados em uma nova ditadura de atos de perseguição violenta e censura com apoio de uma massa favelizada culturalmente sem precedentes de deixar os milicos de queixo caído.

    ResponderExcluir