Política, cultura e generalidades

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Troféu Tolo do Ano 2009

Este blog concede pela primeira vez o Troféu Tolo do Ano. Nesta primeira edição, o troféu não vai para um tolo, mas uma tola. Vai para a cantora Vanusa, responsável pelo grande mico de 2009.

Risonho e límpido...

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Brasileiros conhecerão indústria de indenizações dos EUA

E a família materna de Sean Goldman pensava que os maiores inimigos eram o governo brasileiro e o STF.

Fonte: O Globo.

Caso Sean: advogada de David Goldman diz que pedirá ressarcimento de US$ 500 mil à família brasileira do menino

Publicada em 29/12/2009 às 22h26m
O Globo


RIO - A advogada Patricia Apy, que defende o americano David Goldman, pai do menino Sean, de nove anos, informou que pedirá à família brasileira da criança o ressarcimento das despesas que seu cliente teve até conquistar a guarda do filho. O valor chega a US$ 500 mil, informou o Jornal Nacional. Na semana passada,
uma decisão do Ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF) determinou a entrega de Sean a David Goldman. A advogada disse também que a avó materna de Sean, Silvana Bianchi, ainda não apresentou pedido formal para visitar o menino e que, quando isso ocorrer, a solicitação precisará ser analisada. A família brasileira já teria declarado que só embarcará para os EUA quando tiver assegurado o direito de visitar Sean.

Em entrevista coletiva realizada na tarde desta terça-feira em New Jersey, nos EUA, David Goldman não respondeu diretamente aos questionamentos dos jornalistas sobre as visitas a Sean pela família brasileira. O pai do menino informou apenas que todas as decisões terão como finalidade a felicidade da criança. David contou que Sean falou pelo telefone com a família brasileira pela segunda vez nesta terça-feira -
a primeira havia sido no Natal.

Goldman também relatou como Sean tem passado os dias. Pai e filho retornaram nesta terça-feira à casa da família, após passarem o Natal na Disney.

Segundo Goldman, ainda no avião que o levou do Brasil para os EUA, o menino perguntou várias vezes se eles estariam indo para a "nossa casa". Quando chegou à residência do pai, Sean encontrou intacto o quarto que deixou quanto tinha cinco anos, antes de sua mãe trazê-lo para o Brasil. Bruna Bianchi morreu em 2008, durante o parto de sua filha com o novo marido, o advogado João Paulo Lins e Silva, e desde então Goldman briga na Justiça contra o padrasto pela guarda de Sean.

David também contou na entrevista que, na manhã desta terça-feira, preparou café da manhã para Sean, que passou o resto do dia jogando videogame. O menino também teria manifestado o desejo de patinar no gelo.

- Ele está OK - disse David, sobre Sean.

A Sociedade de Jornalistas Profissionais criticou nesta terça-feira a emissora NBC por ter fretado um jato para transportar aos Estados Unidos Goldman e o filho e assim conseguir uma série de entrevistas exclusivas. A emissora americana, porém, afirmou que a entrevista ao programa "Today" já estava agendada antes de oferecer a Goldman a viagem de avião. Ainda segundo a NBC, o jato servia na verdade para transportar a equipe de jornalistas.

Leia também:
Ministro da Secretaria Especial dos Direitos Humanos apoia a entrega de Sean Goldman
Sean e David Goldman chegam aos Estados Unidos
Relembre o caso Sean

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Igrejolas matam Confecom na origem

Resposta para CONFECOM quer homossexualizar e racializar televisão brasileira, entre outras coisas:

Com a bancada evangélica na base de apoio de Lula, essa Confecom já nasce morta desde a origem. Imagina se os caras deixarão o Governo que apóiam tomar as rádios e TVs das mãos das igrejolas...

Prefeitura promete renovar ônibus. Até 2016

Rio 2016 - Cidade dispendiosa
Tudo em função da Olim Piada 2016. Depois, a cidade que se dane.

E os empresários de ônibus continuam mandando e desmandando no transporte público carioca. 50% de reajuste para trocarem toda a frota é sacanagem.

Ah, em janeiro as passagens subirão para R$ 2,30. Mas tem empresário querendo R$ 2,35.

E ninguém mais fala em botar ar condicionado em 100% da frota.

Fonte: O Globo.

Prefeitura promete renovar ônibus. Até 2016

Gustavo Goulart

RIO - Ao analisar reportagem do GLOBO publicada no domingo -
mostrando, entre outros dados, que somente de janeiro a novembro, na capital, 19.155 multas por excesso de velocidade foram aplicadas contra ônibus -, o secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão, atribuiu boa parte do problema às más condições de trabalho dos motoristas e anunciou: no início de 2010, o prefeito Eduardo Paes vai baixar decreto determinando a troca de toda a frota da cidade (8.700 coletivos) por veículos modernos. Será, segundo ele, o fim dos chassis de caminhão instalados nos ônibus. O secretário disse esperar uma média de mil ônibus renovados a cada ano, até 2016.

- O motor não poderá ficar na frente do ônibus. Imagine um motorista dirigindo o dia inteiro com aquele barulho do seu lado, com o motor esquentando suas pernas. Ele se estressa, e aí as coisas que não devem acontecer acontecem. Vamos implantar um novo padrão tecnológico. O câmbio, por exemplo, tem que ser automático. Não abriremos mão da troca do chassis e da suspensão.

Aliado a isso, teremos os corredores expressos, que reduzirão o tempo de percurso dos coletivos, além do projeto Motorista Cidadão (convênio da RioÔnibus com a Fundação Getúlio Vargas para dar noções de civilidade no trânsito) - disse Sansão. Aumento de tarifa não está descartado
O secretário reconheceu que a modernização da frota poderá acarretar aumento de tarifa, mas se disse otimista:

- Se você dá conforto aos usuários, com ônibus modernos, motoristas desestressados, corredores exclusivos para os coletivos, a demanda de passageiros certamente aumentará. Por isso, acredito que os novos ônibus, como existem em países desenvolvidos, atrairão muita gente que hoje vai de carro para o trabalho.

A RioÔnibus representa as 47 empresas da capital, que empregam cerca de 20 mil motoristas. O vice-presidente da entidade, Octacílio Monteiro, ponderou que as medidas da prefeitura poderão elevar o custo das passagens em até 50%.

- Em muitos países europeus o transporte é público, subsidiado. Aqui não. Quando cheguei ao Rio, em 1951, a empresa Nacional já tinha ônibus da General Motors, importados, com câmbio automático. Há dez anos tínhamos cerca de seis mil ônibus em circulação e transportávamos 110 milhões de pessoas por mês. Hoje temos 8.700 coletivos e transportamos 65 milhões de pagantes por mês e 20 milhões de usuários com passagens gratuitas - comparou.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Notas para Lula e Cabral Filho

Catedral FM
Meu amigo e parceiro do Preserve o Rádio AM Alexandre Figueiredo pode dizer que isto é uma heresia de minha parte. Vez ou outra, ouço um debate em FM, o Vox Populi da Catedral FM 106,7. Só estou comentando isto aqui porque hoje os caras pediram para os ouvintes darem notas para os governos Lula e Sérgio Cabral Filho e darem conceitos sobre estes governos em 2009. Então lá vai o meu texto que o mediador Sérgio Pereira da Silva já leu no ar:

Amigos do Vox Populi. A imagem que ficará para mim dos governos Lula e Cabral Filho em 2009 é a quantidade enorme de pedintes de pés sujos e descalços pelas ruas, principalmente em dezembro. Nota 4 para Cabral. Nota 2 para Lula, de quem se esperava tudo de bom e veio mais do maldito atraso dos antecessores.

Papa contra teologia marxista

Vaticano
Fonte: Notícias Pró-Família.

Papa adverte bispos brasileiros contra “enganosa” teologia baseada no marxismo

Hilary White, correspondente em Roma

ROMA, Itália, 8 de dezembro de 2009 (Notícias Pró-Família) — O Papa Bento 16 denunciou a “longa e dolorosa noite de violência e opressão” que era o governo comunista na Alemanha, e, na mesma semana, comemorou a supressão da Teologia da Libertação, de inspiração marxista, promovida por muitos padres católicos da América Latina em décadas recentes.

Num discurso para os bispos católicos do Brasil que estavam em visita a Roma, o Papa Bento recordou o aniversário de 25 anos do documento “Libertatis nuntius” preparado pela Congregação da Doutrina da Fé, que condenou as tendências da Teologia da Libertação marxista.

O Papa Bento disse em seu discurso no sábado que as “conseqüências visíveis” dos “princípios enganosos” da Teologia da Libertação na Igreja do Brasil têm sido “rebelião, divisão, discórdia, insultos e anarquia que ainda estão sendo sentidos, criando no meio de suas comunidades diocesanas grande dor e uma grave perda de força para viver”.

A Teologia da Libertação se enraizou em muitas áreas da Igreja depois do Concílio Vaticano 2 na década de 1960 e inspirou o permanente flerte da maior parte das instituições católicas americanas com o ativismo político esquerdista. Libertatis nuntius descreveu a tendência como algo levando a fazer pouco caso da importância da pecaminosidade individual para focar no que seus proponentes chamavam de “pecado sistêmico”, que eles diziam cria pobreza e injustiça.

E num concerto na Capela Sistina na sexta-feira de noite, o papa falou sobre o comunismo, dizendo: “Sob a ditadura comunista não havia ação que teria sido considerada como má e sempre imoral em si. Qualquer coisa que servisse aos objetivos do partido era boa — por mais desumana que fosse”.

O concerto foi patrocinado pelo presidente da Alemanha para marcar os 60 anos desde a fundação da República Federal da Alemanha e o aniversário de 20 anos da queda do Muro de Berlim.

“Muitos na época experimentaram os eventos de 9 de novembro de 1989 como o alvorecer inesperado da liberdade, depois de uma longa e dolorosa noite de violência e opressão imposta por um sistema totalitário que, no fim, levou a um niilismo, um esvaziamento das almas”, disse o papa.

O Papa Bento elogiou a Lei Fundamental da Alemanha, fundada em 1949, dizendo que ela dá “prioridade à dignidade humana, ao respeito ao casamento e à família como o alicerce de toda sociedade e a um profundo respeito pelo que é sagrado para outros”.

Traduzido por Julio Severo: http://www.juliosevero.com/

Fonte: http://noticiasprofamilia.blogspot.com/

Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesitenews.com/ldn/2009/dec/09120805.html

Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família o LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

Para alguém que teima de que o Lula é um democrata

Essa aqui é especialmente para Tsavkko, Cloaca News, Carta Capital, Caros Amigos, colunistas amestrados, líderes de opinião, mídia chapa branca em geral...

Fonte: Brasil Republicano.

Mensagem original

De: Sérgio Ricardo <papawine@gmail.com>
Para: Aaa <Aaa@gmail.com>
Assunto: As Meninas do Jô
Enviada: 25/12/2009 11:19

A COISA ESTÁ FICANDO PRETA - PATRULHAMENTO GERAL

O primeiro jornalista a sofrer cerceamento do direito de bem informar, em consequência dos seus verdadeiros, contundentes e procedentes comentários contra os desmandos do atual governo, foi o Boris Casoy. De acordo com o noticiário da época, ele foi demitido a pedido do próprio Lulla.

Entretanto aos olhos dos menos atentos, a coisa vem se agravando de maneira avassaladora e perigosa, senão vejamos:

O Programa do Jô tirou do ar (sem dar qualquer satisfação ao público) o quadro "As Meninas do Jô" que era apresentado às quartas feiras onde as jornalistas Lilian Witte Fibe, Ana Maria Tahan, Cristiana Lobo, Lúcia Hippólito e, por vezes, outras mais, traziam a público e debatiam todas as falcatruas perpetradas por essa corja de corruptos que se apossou do país.

As entrevistas sobre temas políticos não têm sido mais levadas a efeito atualmente. Virou um programa de amenidades e sem qualquer brilhantismo.

O jornalista Arnaldo Jabor, considerado desafeto pelo governo atual, vem sofrendo, de forma velada e sistemática, todo tipo retaliação. Já foi processado, condenado, amordaçado e por aí vai. Sua participação diária, às 07:10 na Rádio CBN tem se limitado a assuntos sem a relevância que tinha, haja vista que está impedido de falar sobre assuntos que envolvam a política nacional e o atual governo.

A jornalista Lúcia Hippólito, que tinha uma participação diária, às 07:55 hs na Rádio CBN, não está mais ocupando o microfone da emissora como fazia e nenhum comunicado foi feito pelo âncora do horário, o jornalista Heródoto Barbeiro. Sorrateiramente, colocaram-na como âncora em outro horário, onde enfoca matérias mais amenas e sem a habitual, verdadeira e procedente contundência.

Diogo Mainardi, da Revista Veja, além de processado, vem sofrendo várias ameaças de morte por parte do jornal do MR-8 (que faz parte da base aliada ao Lulla) e de integrantes dos chamados "Movimentos Sociais".

O jornal "Estadão" de São Paulo está sob forte censura governamental há pelo menos 60 dias.

Pelo que se vê, Fidel Castro está fazendo escola na América do Sul. O primeiro a colocar em prática estes ensinamentos, aniquilando o direito de imprensa foi Hugo Chaves, e pelo andar da carruagem o nosso PresiMENTE está trilhando pelo mesmo caminho.

Constitucionalmente:

Onde está o ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO?

Onde está o LIVRE DIREITO DE MANIFESTAÇÃO?

Onde está a LIBERDADE DE EXPRESSÃO?

Onde está a LIBERDADE DE UMA NAÇÃO?

ESSE TEXTO DEVE-SE TRANSFORMAR NA MAIOR CORRENTE QUE A INTERNET JÁ VIU!!!

ACORDA BRASIL, ENQUANTO É TEMPO, E REAJA.

Lula no Portal da Superação

sábado, 26 de dezembro de 2009

Extra engana leitores pela segunda vez

Flamengo Campeão Brasileiro de 2009
Mais uma vez, o jornal Extra prometeu entregar hoje nas bancas os CDs dos seis títulos nacionais do Flamengo. Como no domingo passado, o Extra enganou os leitores.

Pilares, Engenho de Dentro e Todos os Santos não receberam CD algum. Nem mesmo a maior banca de jornais do Norte Shopping, onde estive na abertura às 8h, e vi o furgão entregando os jornais, mas não os CDs.

Procon neles!

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Uma noite de paz

È provável que esta seja a última postagem de hoje. E como eu ando sem tempo para escrever algo especial para a ocasião, a mensagem que deixo aos leitores e amigos é musical.

Feliz Natal para todos.

Porrada em quem não concorda com Choque de Ordem de Eduardo Paes

Lula diz: "Se não votarem na Dilma o país vai parar"

PT
Eu estou muito comovido com o desespero do Filho do Brasil. rs

Fonte: Politicagens, Politiqueiros e Políticas Globais.

Em um discurso para catadores de lixo e moradores de rua Lula fez um alerta interessante aos ouvintes.

Que o Brasil correrá sérios riscos de estagnação social se a oposição ganhar.

Engraçado demais isso. E típico de Lula.

Falar de retrocesso, colocar medo nos menos informados, covardia pura, mas é o vale-tudo das eleições.

Não há dúvidas quanto às conquistas sociais e ao aumento da renda do brasileiro nos últimos anos, mas dizer que haverá um retrocesso social é coisa de líder sindical dos anos 70 e 80, puro medo e pura retórica.

Lula deve seguir o seu caminho, o Brasil também e nesse caminho do Brasil não merecemos ter Dilma Roussef como presidente. Ela obviamente não tem preparo algum para liderar, ela é boa no berro e na garganta, até na truculência de quem não concorda com seus pensamentos e idéias ela é boa.

Se Dilma não ganhar (é o que vai acontecer), ela sumirá do cenário político, não terá mais espaço e não sei o que fará da vida, provavelmente alguma ONG mantida pelo PT para dar porrada no futuro governo.

É sempre a mesma coisa, quem não concorda com o PT é burguês, almofadinha, de direita e dinossauro.

Não é.

Postado por Walter Giglio às 13:34

Marina Silva vice de Serra pode sepultar Dilma

Sr. José Serra Burns
Agora que a charge de José Serra estilo sr. Burns faz mais sentido do que nunca.

A possibilidade é real e foi ventilada por um dos tucanos enrustidos mais bem informados dos bastidores do PSDB: Diogo Mainardi, na sua coluna de hoje da Veja.

Tomem seus antibióticos, fiquem avisados de que este é um artigo da Sujíssima Veja e vejam o funeral do PT se aproximando.

Fonte: Diogo Mainardi: A chapa cabocla.

Os dois juntos, na mesma chapa. Quem? José Serra e Marina Silva. Isso mesmo: José Serra, presidente, e Marina Silva, vice-presidente.

A ideia ainda é embrionária. Só é debatida no interior de um grupelho do PSDB. Mas ganhou impulso na semana passada, depois que
Aécio Neves renunciou à candidatura presidencial e assoprou para a imprensa petista que rejeita terminantemente uma vaga de vice-presidente na chapa de José Serra - a chamada chapa puro-sangue. Apesar de todos os apelos do PSDB, Aécio Neves repetiu aos seus interlocutores que pretende candidatar-se ao Senado e dedicar-se integralmente à campanha para eleger seu sucessor em Minas Gerais, Antonio Anastasia.

Uma chapa presidencial formada por José Serra e Marina Silva - a chapa cabocla ou, melhor ainda, a chapa mameluca - embaralharia a campanha de 2010, pegando o PT no contrapé e enterrando de vez a desastrada candidatura de
Dilma Rousseff. O plano petista de contrapor Lula a Fernando Henrique Cardoso - o único atributo que, depois de muito empenho, os marqueteiros conseguiram arrumar para Dilma Rousseff - iria para o beleléu, considerando que Marina Silva, por mais de cinco anos, também fez parte do governo Lula. E a impostura bolivariana de que o PSDB defende o interesse dos ricos e o PT defende o interesse dos pobres seria imediatamente desmascarada. Em matéria de pobreza, ninguém pode competir com Marina Silva.

José Serra e Marina Silva saíram do armário duas semanas atrás, em Copenhague, na COP15. Um elogiou o outro, um apoiou as propostas do outro. Eles conseguiram até deter o aquecimento global, congelando o Hemisfério Norte e matando de frio algumas dezenas de poloneses. José Serra já está com a campanha presidencial pronta. O que ele representa é a "continuidade sem continuísmo". Para o eleitorado, ele manterá as conquistas de Fernando Henrique Cardoso e de Lula, e ainda poderá dar um passinho adiante. Apesar de atemorizar os banqueiros, José Serra é capaz de sossegar o lulista mais conservador.

Se Marina Silva concordasse em se unir a ele, sua candidatura ganharia também um aspecto mais moderno, um caráter mais inovador.

Marina Silva, por outro lado, como candidata a vice-presidente poderia dar um sentido prático à sua plataforma ambiental, coordenando essa área no futuro governo José Serra.

Reinaldo Azevedo, em seu blog na Veja on-line, disse que Marina Silva, mais do que candidata a presidente, é candidata a santa. Cruzei com ela recentemente e confirmo: ela levita. Elegendo-se na chapa de José Serra, ela teria a possibilidade de, finalmente, voltar a pisar no chão.

Direita democrática ressurge no Chile

Resposta para Será o Chile tão diferente do Brasil?:

Coronel, o Chile é diferente, sim, do Brasil. Não só pelo que os outros comentaristas escreveram. Lá a direita democrática (que seriam, aqui no Brasil, pessoas tipo Ulisses Guimarães) ressurgiu das cinzas, depois que foram engolfados pelos gorilas pinochetistas. Já provaram por A mais B que nem toda direita é extrema-direita.

Aqui, os otários da direita estão entregando seu futuro ao sr. Motosserra, notório esquerdista que venho analisando no meu blog.

Feliz 2011!

Resposta para Não a hora de 2011 começar:

Eu posso estar errado, xará. Mas acredito que a seleção dos amarelos tem possibilidade de levar uma tamancada na África do Sul. Anote aí: quem sabe volte pra casa na primeira fase. E quem sabe ela perca na África do Sul para reivindicar uma marmelada aqui mesmo em 2014.

Quanto ao Schumi e ao Motosserra, 2010 é deles e ninguém tasca. Mesmo que o governo Lula mova montanhas de dinheiro para comprar a mídia e seus colunistas amestrados.

Portanto... Feliz 2011!

Somos preconceituosos, elitistas e moralistas

Resposta para A falsa MPB da indústria fonográfica:

Eu estou ficando de saco cheio dessa cambada, Alexandre. Só de sacanagem, devíamos assumir pelo menos três adjetivos que nos impõem:

Somo preconceituosos porque temos um conceito prévio: a história dessa cambada da Música de Cabresto é da mais absoluta falta de ética e zelo musical. Portanto, não precisamos ouvir o que eles dizem, cantam e tocam para termos um conceito. Já temos um conceito prévio sobre a música deles.

Somos elitistas porque sabemos que elite é alguém que está acima da média geral. Nós tivemos acesso a uma educação e a uma cultura superiores, mesmo não sendo propriamente pessoas ricas. Somos parte da elite intelectual do país, embora sejamos bem mais progressistas que a elite financeira e a média da elite intelectual brasileira.

Somos moralistas, sim. Nós defendemos a moralidade em tudo na vida: na música, na política, nas relações humanas, no serviço público, no mercado privado, etc. Não podemos defender a imoralidade nem a amoralidade.

Espero que entenda meu pensamento, Alexandre.

Da juventude conservadora e alienada ao brega universitário

Resposta para Acordo MEC-USAID perdeu de fazer seu CPC:

Se está provado estatisticamente que a juventude atual é conservadora e alienada, isso bate perfeitamente com a previsão que estou fazendo neste mês inteiro de que José Serra deve vencer a candidata sem graça do ultra-popular presidente Lula. Com a bênção dos universiotários, o ex-presidente da UNE chegará à Presidência da República.

Quanto ao brega propriamente dito, hoje tive o desprazer de ouvir na véspera do Natal a música Meu amigo Charlie Brown (Benito Di Paula) na MPB FM 90,3.

Um minuto de silêncio, por favor.

Luciana de "Viver a Vida": "Eu vou andar de novo?"

Rede Globo
Resposta para a comunidade Novela - Viver a Vida:

Eu fico abismado com esta Comunidade. Gente, isso é uma novela. O autor pode fazer o que bem entender. Pode matar a Luciana, pode fazer a Luciana andar de muletas, pode transformar a Luciana numa mutante que voa (vide aquela novela da Record que plagia X-Men, que por sinal tem um cadeirante, o prof. Xavier), pode fazer a Luciana virar ativista política pró-cadeirantes (viram ela assistindo o vídeo daquela cadeireata?), pode fazer a Luciana acabar com a carreira da Helena contando para a imprensa as maldades da Helena em Petra, do tapão na cara à história do ônibus da morte.

E tem mais: é totalmente sem noção essa coisa de "ser cadeirante é legal, olha como eles são capazes de tudo!" Como se os amigos cadeirantes fossem atração de circo ou coisa parecida, pra gente bater palminha.

Mas ninguém aqui quer ser cadeirante. Ou quer?

José Serra também denuncia o PIG - 2

Sr. José Serra Burns
Depois dos vários argumentos dos blogueiros que me convenceram da atualidade da natureza esquerdista de José Serra, sou obrigado a rever muito do que escrevi em José Serra também denuncia o PiG.

Neste caso, José Serra não tem cara de pau coisa nenhuma. O PiG existe mesmo, e é todo esquerdista, vendido ao Governo Federal (não ao estadual de Serra) para relegar as vozes discurdantes a espaços já naturalmente elitizados. Vejam o caso clássico do bobo da côrte tucana Arnaldo Jabor. De um espaço no ultra popular Jornal Nacional, foi exilado no Jornal da Globo, na CBN e n'O Globo.

José Serra é culpado de muita coisa. De não fiscalizar as obras do Rodoanel, nem as obras do Metrô (que quase engoliram a Abril, que ficou quietinha demais para uma empresa que dizem ser fascista e tucana). Culpado também por não amparar adequadamente as vítimas da enchente na Zona Leste da capital e suspeito até de genocídio. Só não pode sofrer esta orquestração da mídia comprada pelo Governo Federal. Podem ver: tanto no Governo Lula como nos anteriores, o PiG é domesticado com muita ração. Muitos anúncios da Petrobrás, do Banco do Brasil, da Caixa Econômica, dos Ministérios...

Há de se anotar que o PiG é governista, não contra o Governo. O golpe midiático aqui sempre foi contra as oposições. Foi assim nas eras Sarney, Collor e FHC. Não cito aqui os governos militares, porque aqui o golpista era o próprio Governo, que derrubou João Goulart (caso único de presidente vítima, não incentivador do PiG) e não precisava comprar a imprensa. Mandava a Censura e alguns milicos armados para as redações e ficava por isso mesmo.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Luiz Inácio Lula da Silva vende menino de 9 anos

PT
Qual é o artigo do Código Penal para corrupção de menores?

Lula pecou por omissão, ao não dar resposta à avó do garoto de 9 anos. Podia ser ao menos uma resposta desfavorável. Seria mais elegante.

Mas é uma contradição juntar Lula e elegância na mesma frase.

Não adianta virem aqui fazer escândalo, pití ou beicinho, desgraçados esquerdistas.

Fonte: Estou chocada, triste, decepcionada e envergonhada, diz avó de Sean Goldman.

Para ela, decisão de o menino ficar com o pai atende a interesses políticos.
Silvana Bianchi reclama de não ter recebido resposta de carta a Lula.

Aluizio Freire

Do G1, no Rio

A avó materna do menino Sean Goldman, de 9 anos, Silvana Bianchi, disse, na tarde desta quarta-feira (23), que está “chocada, triste, decepcionada e envergonhada” ao comentar, em entrevista ao G1, a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, que determina que a criança seja entregue imediatamente ao pai biológico, o americano David Goldman. Este é o seu primeiro desabafo à imprensa, depois de divulgar uma carta aberta ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O advogado da família, Sérgio Tostes, disse nesta quarta que
não pretende recorrer. O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) determinou também nesta quarta que o menino seja entregue até as 9h de quinta (24) no Consulado dos Estados Unidos, no Rio de Janeiro.

Para ela, o neto foi “objeto de um acordo político e econômico”, disse, se referindo a uma reportagem publicada na BBC Brasil, que informa que o “Senado americano aprovou por unanimidade a extensão do
programa de isenção tarifária que beneficia as exportações brasileiras e de mais 131 países, depois que o STF determinou a entrega do menino Sean ao seu pai”.

Na semana passada, de acordo com a notícia, o senador do Partido Democrata Frank Lautenberg, de Nova Jersey -mesmo estado do pai de Sean-, havia apresentado uma moção suspendendo a votação em retaliação ao Brasil, por conta da disputa pela guarda do menino.

“Não esperava que meu neto seria trocado num acordo econômico. Por enquanto, não pretendo fazer nada, diante disso. O meu país, o país do Sean, já que ele é brasileiro nato, vendeu uma criança”, afirmou. “Ele está sendo posto para fora do país”.

Silvana Bianchi disse que vai passar o pior Natal de sua vida. “Estão separando dois irmãos”, disse ela, se referindo à outra neta, Chiara, de 1 ano e 3 meses”. Um dos desapontamentos de Silvana foi não terem permitido ao garoto manifestar sua vontade de ficar com a família brasileira ou seguir com o pai para os Estados Unidos.

“Foi negado o direito de ele falar. A gente está numa democracia, mas respirando a lei da mordaça. A fala dele seria fundamental”, acrescentou. A avó do menino também reagiu de forma negativa à mensagem que divulgou abertamente ao presidente Lula e não obteve nenhuma resposta. “Estou decepcionada, muito revoltada. É meu neto. Merecia mais respeito, uma explicação”, concluiu.

Fonte: Justiça determina que Sean seja entregue até às 9h ao Consulado dos EUA no Rio.



STF suspendeu liminar obtida pela avó do garoto.
O pai biológico David Goldman se diz feliz com a decisão.

Do G1, no Rio, com informações do Jornal Hoje

O presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), desembargador federal Paulo Espirito Santo, determinou, nesta quarta-feira (23), que o menino Sean Goldman, de 9 anos, seja entregue voluntariamente até as 9h de quinta-feira (24) ao Consulado dos Estados Unidos, no Rio de Janeiro.

A ordem atende à determinação do presidente do STF, ministro Gilmar Mendes, que suspendeu liminar do próprio Supremo.

O advogado dos Bianchi, Sérgio Tostes, disse, nesta quarta-feira (23), que
não vai recorrer da decisão do STF. Segundo ele, a família decidiu dar prioridade ao bem estar e a uma transição suave da guarda da criança.

Ainda não está decidida a data em que Sean viajará para os Estados Unidos. Segundo o advogado, tudo vai depender do entendimento com o pai biológico do menino.

O pai biológico de Sean, David Goldman passou a manhã desta quarta-feira (23) em hotel de Copacabana, na Zona Sul do Rio. Dois carros do consulado americano estão no local.

Goldman se diz feliz

David Goldman se disse feliz com a decisão do STF, que suspendeu na terça a liminar que garantia a permanência do garoto no Brasil. A informação é de seu advogado, Ricardo Zamariola. Em entrevista à rede de TV americana NBC, o americano declarou que o Brasil "terá um futuro melhor honrando o império da lei”.

A guarda do menino era disputada pelo pai e pela família de sua mãe, a brasileira Bruna Bianchi, que morreu em 2008 durante o parto de sua filha com o advogado João Paulo Lins e Silva.

Em entrevista ao G1, a avó brasileira de Sean, Silvana Bianchi, afirmou que a ordem judicial atende a
interesse político e econômico. "Estou chocada, triste, decepcionada e envergonhada."

Carta aberta

Silvana encaminhou uma carta aberta ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta terça-feira (22). Nela, a avó de Sean pede que o menino seja ouvido pela Justiça e reitera o desejo de que o neto permaneça no Brasil. "Tentar tirar uma criança de 9 anos do convívio da família com a qual vive há 5 anos ininterruptamente, e especialmente de perto de sua irmã, Chiara, de 1 ano e 3 meses, que tem em Sean seu grande amparo, justamente na véspera do Natal, representa uma desumanidade", diz Silvana. Sean mora no país há quase cinco anos, quando veio dos Estados Unidos com a mãe. Já no Brasil, Bruna Bianchi se separou de David e se casou com o advogado João Paulo Lins e Silva. Em 2008, após a morte de Bruna, o padrasto ficou com a guarda provisória da criança. David Goldman, no entanto, entrou na Justiça e pede desde então o retorno da criança aos Estados Unidos.

Leia na íntegra a carta eviada ao presidente Lula:
"Prezado Presidente Lula,

Meu nome é Silvana Bianchi, sou brasileira, tenho 60 anos de idade e trabalhei toda minha vida. Junto com meu marido Raimundo Carneiro Ribeiro criei meus dois filhos ensinando-os a, acima de tudo, amar este país.

Minha filha, Bruna, faleceu de forma trágica no parto de minha neta Chiara. Hoje tenho como maior objetivo da minha vida dar toda atenção e carinho aos meus netos, filhos da Bruna. Um desses netos, Sean, também brasileiro nato, tornou-se alvo de uma campanha internacional de níveis inacreditáveis. Autoridades americanas dão declarações públicas chamando de “sequestradora” uma avó, que na ausência da filha, apenas quer criar seus netos.

Nossa formação valoriza papel da mãe. Na ausência da mãe, a criação incumbe a avó. Assim é em todo o Brasil, de norte a sul, independentemente de raça, cor, religião ou classe social. É natural que estrangeiros, com formação diferente, não entendam esses sentimentos tão autenticamente brasileiros.

Estou ameaçada de perder meu neto Sean por conta de uma pressão internacional que não leva em consideração o interesse de uma criança de 9 anos que deseja ardentemente permanecer no meio daqueles que lhe deram conforto na morte da mãe. As decisões judiciais, que foram tomadas determinando a entrega de Sean em 48 horas ao Consulado americano não levaram em consideração a vontade expressa do meu neto de permanecer no Brasil. Alegaram que a Convenção de Haia determina a entrega imediata. Não sou advogada, mas o que sei é que a Convenção estabelece como prioridade máxima o interesse da criança. E a criança não foi ouvida.

Senhor Presidente, isto não é um desabafo de uma avó agoniada. É o clamor de uma brasileira que luta com todas as forças, que ainda lhe restam, para que a Justiça deste país aplique as leis com a indispensável dose de humanidade.

Tentar tirar uma criança de 9 anos do convívio da família com a qual vive há 5 anos ininterruptamente, e especialmente de perto de sua irmã, Chiara, de 1 ano e 3 meses, que tem em Sean seu grande amparo, justamente na véspera do Natal, representa uma desumanidade. Jesus veio ao mundo para salvar os homens. Que Deus proteja aqueles que acreditam no princípio maior da cristandade, a preservação da família.

Peço respeitosamente a V. Exa. que seja-nos concedida a oportunidade de lhe apresentar, em audiência, nossa família e lhe entregar pessoalmente as manifestações escritas por Sean dirigidas a V. Exa.

Desejando a V. Exa., sua esposa e toda a sua família um Natal de reunião feliz, aguardo sua manifestação.

Com respeito,

Silvana Bianchi"

Nosso desencanto com o PT

PT
Resposta para Grande imprensa comprada pelo PT briga com os fatos:

Entendo perfeitamente seu sentimento já que como você também votei e apoiei Lula em 2002, até em 2006 com um certo escaldo, preferia mais 4 anos de PT que correr riscos com o PSDB.

Hoje como você concluo que seja PT ou PSDB, é igual dá no mesmo. A diferença é que os Petistas tem ao seu lado gente radical e perigosa, que não teriam o menor problema em agir com violência para se garantir no poder. Eles tem ao seu lado jovens que se enganam com sonhos comunistas. Jovens que como todo adolescente possui um tremendo potencial para a estupidez.

Sim, todo jovem é idiota. Junte centenas e milhares deles e teremos um exército de imbecis radicais manipuláveis. Estamos assistindo a um processo de instauração de uma ditadura velada com apoio de intelectuais (pseudo, na maioria), estudantes (os profissionais da UNE) e artistas (globais metidos a Marxistas) tudo isso com gente como Sarney e Collor no meio.

Detesto o PSDB mas se for preciso voto neles. É mais fácil derrubar um governo pseudo direitista como o do PSDB do que radicais insanos com bandidos mensaleiros e coronéis escolados de um governo Petista.

M.V "Shogun"

Ações contra a privataria de Sérgio Cabral Filho

Governo do Estado do Rio de Janeiro
Isso é só o começo.

Fonte: Mudança na gestão das emergências dos hospitais estaduais deve parar na Justiça.

RIO - A proposta do governo estadual de contratar uma empresa para gerir as emergências dos hospitais deve parar na Justiça. Membro da Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores do Rio, o vereador Paulo Pinheiro (PPS) afirmou na terça-feira que vai entrar com representação no Ministério Público estadual (MP) alertando que o projeto vai de encontro à uma lei que impede justamente esse tipo de mudança na gestão hospitalar.

- Em 1999, na Assembleia Legislativa, revogamos uma lei sancionada pelo governador Marcello Alencar, que autorizava esse tipo de gestão por empresa terceirizada. No Rio, portanto, é proibido repassar para uma empresa privada a gestão das emergências- disse Pinheiro.

O Sindicato do Médicos também pretende recorrer à Justiça para barrar a proposta do governo. Como o GLOBO antecipou, a empresa será responsável por contratar médicos e terá que atender a metas estabelecidas pela secretaria.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Grande imprensa comprada pelo PT briga com os fatos

PT
Se há mídia golpista neste País de Tolos, ela é esquerdista. Seja aliada do PT (a grande imprensa) ou aliada do PSOL (a imprensa autointitulada "independente").

A direita já pintou e bordou demais neste país. Mas como quem está no poder agora é essa cambada da esquerda, dedico o momento atual deste blog a eles, com a autoridade de quem votou em Lula nos dois turnos de 2002 e sonhou com a eleição dele no 1º turno. Só que o Motosserra ganhou o ingresso para o Fla-Flu do 2º turno. Como essa cambada de desgraçados só tem me causado decepção em cima de decepção, vergonha em cima de vergonha, dedicarei todo o ano que vem a espremer essa laranja podre chamada esquerda. Até a última gota.

Dedico esta postagem ao Tsavkko, ao Cloaca News e a outros blogueiros, colunistas e escribas amestrados, imbecis vendidos até a alma ao esquerdismo mais doentio e autoritário que possa existir.

Partido da Imprensa Golpista? Só se for chapa branca. E de esquerda.



Ah, esqueci de dizer: este blog é imune a reclamações, sarcasmos, indiretas, pitís, esperneios, chororôs e batidas de pés no chão por parte de esquerdistas e desgraçados em geral. Se é Governo, não presta.

Fonte: Blog do Aloizio Amorim.

Terça-feira, Dezembro 22, 2009

GRANDE IMPRENSA BRIGA COM OS FATOS

O ano de 2009 termina com um fato digno de nota, que são os resultados de dezenas de pesquisas eleitorais mostrando que o governador José Serra detém a preferência dos eleitores como candidato à Presidência da República.

E, numa pesquisa do DataFolha voltada a medir as preferências do eleitor paulista com relação à eleição estadual, aponta que ex-governador Geraldo Alckmin venceria o pleito com folga já no primeiro turno em qualquer cenário.

Por sua vez, a permanência de José Serra no topo das pesquisas é quase sempre desconsiderada pela grande imprensa nacional, a qual continua dispensando ao governador paulista somente o que se costuma chamar de pé de página.

É a primeira vez na vida, como jornalista, que testemunho tal fato que, aliás, não encontra similar em veículos de comunicação de outros países. Normalmente, quem está na frente costuma ser tratado como tal, ou seja, o notícia é o fato. Mas na imprensa botocuda as chamadas e os comentários dos analisstas políticos procuram enfatizar aqueles candidatos que estão estacionados em segundo ou terceiro lugares ou segurando a lanterna, como o governador mineiro Aécio Neves.

Agora, com relação à pesquisa do DataFolha que mostra Alckmin imbatível para o governo de São Paulo, o editorial do jornal Folha de São Paulo desta segunda-feira tenta desqualificar os números e não admite que os paulistas demonstrem sua aprovação ao próprio Alckmin que já governou o Estado, e muito menos que louvem a atual gestão do governador José Serra, que antes foi prefeito paulistano.

O editorial da Folha fala em "continuísmo" e insinua que tem de trocar. Ora, os paulistanos e paulistas são gatos escaldados com administrações do PT em São Paulo. E São Paulo é essa pujança econômica que segura o Brasil justamente pela conduta política de sua população.

O editorial da Folha de hoje não corresponde à verdade, tenta mistificar uma realidade que assombra os cidadãos de bem do Brasil que é a continuidade - aí sim! - do deletério governo lulístico. Quanto a isso não há uma censura sequer na Folha de São Paulo e nem em nenhum outro veículo da grande imprensa nacional.

Lendo-se os jornais vê-se que estão todos completamente aparelhados pelo jornalismo companheiro e, em muitos casos, pelos empresários também companheiros, os donos das corporações jornalísticas sempre com um olho em benesses do Estado, o que confirma o viés patrimonialista que preside a política brasileira.

Fato semelhante aconteceu na onda nazista na Alemanha que levou Hitler ao poder ou ainda na Itália que mergulhou no fascismo com Mussolini.

Não li até hoje um só editorial da grande imprensa nacional com o mesmo teor deste da Folha de hoje, em relação a Lula e ao PT. Nem mesmo quando explodiram os escândalos mais vergonhosos que a Nação conheceu na história da República, como foi o mensalão, o caso dos cartões corporativos, o dossiê fajuto contra a oposição e outros tantos originados pela deletéria forma de (des) governar do PT.

Seria de se esperar que a Folha também publicasse um editorial afirmando - Aí sim de acordo com os fatos - que seria prejudicial ao Brasil o continuísmo do lulismo.

Transcrevo a seguir o editorial da Folha desta terça-feira, para que vocês mesmo confiram e possam cotejar com o que acabo de afirmar nestas linhas:

O EDITORIAL CONTRA O PSDB

Eis o editorial da Folha intitulado: "Continuismo paulista":

TRAZ uma impressão de "déjà vu" a pesquisa do Datafolha sobre a sucessão estadual paulista, divulgada na edição desta segunda-feira. Em todos os cenários, o PSDB conta apoio suficiente para vencer no primeiro turno. O ex-governador Geraldo Alckmin alcança 36 pontos de vantagem sobre seus concorrentes imediatos: tanto na hipótese Marta Suplicy (PT) quanto na alternativa Ciro Gomes (PSB), as forças identificadas com o governo Lula obteriam, se as eleições fossem hoje, idênticos 14%.Tais números não correspondem, por certo, à alta popularidade obtida pelo governo federal no eleitorado paulista. Segundo o Datafolha, 66% dos entrevistados no Estado de São Paulo (e 63% na capital) avaliam como "ótima" ou "boa" a atuação do presidente Lula, contra 25% que a consideram "regular".

Apenas à primeira vista poderiam tomar-se como contraditórios esses dados. O apoio ao PSDB no plano estadual e a popularidade do presidente petista refletem uma situação de relativo crescimento econômico e melhoria das condições sociais -favorecendo, de modo geral, quem está no governo e dificultando o oposicionismo em qualquer esfera administrativa.

Mesmo tomando em conta a maré de popularidade dos governos em geral, é notável a estabilidade do poder peessedebista no Estado. Do governo Mário Covas à administração José Serra, completam-se já 15 anos de hegemonia tucana, sendo plausível, no momento, a previsão de que ela se estenderá além de 2010.

Nunca é saudável tanto tempo de continuidade no poder, ainda que se possa observar, entre as equipes de Geraldo Alckmin e de José Serra, que entreveros e rivalidades constituem mais regra que exceção -o PSDB se comporta como uma congregação de "notáveis", cuja placidez de modos em público não disfarça o apetite com que se entredevoram nos bastidores.O fato é que não surgiram, em São Paulo, forças políticas capazes de traduzir uma alternativa ao PSDB. O malufismo, adversário duríssimo na segunda vitória de Mário Covas, apagou-se. A crise de lideranças no PT acentuou-se após os escândalos do mensalão e dos "aloprados".

Fatores dessa ordem contribuem para consolidar o poder peessedebista no Estado -cujos índices de eficiência, em especial na educação e na saúde, poderiam, apesar dos relativos avanços alcançados, oferecer razões para insatisfação e crítica. Pelo menos, num grau mais eloquente do que faz intuir a serena situação tucana nas pesquisas para a sucessão estadual.

Postado por Aluizio Amorim às 12/22/2009 11:57:00 AM

O esquerdista José Serra


Eu já disse aqui que a direita autêntica não se sente representada por nenhum político ou partido brasileiro. Mas há no circuito direitista quem diga que a direita (ou parte dela) acolherá a candidatura presidencial de 2010 do tucano José Serra, mesmo que a contragosto. Afinal, figuras direitistas (mas não assumidas) como Geraldo Alckmin e Luciano Bivar foram sacrificadas no altar eleitoral de 2006.

O contragosto se justifica: José Serra é um marxista-leninista-stalinista, promoveu políticas esquerdistas quando foi presidente da UNE, onde foi companheiro dos futuros petistas José Dirceu e Vladimir Palmeira e, como muitos esquerdistas, se exilou fora do país após o famigerado AI-5.

Um direitista assumido que rejeita José Serra é o jornalista Aristóteles Drummond, filiado tão fiel ao PP que até hoje apoia o Regime de 1964 e o Governo Lula, ambos apoiados pelo partido que já foi Arena (herdeiro da UDN e também gerador do atual Democratas) e PDS. Perguntado se ele prefere como presidente da República o esquerdista José Serra ou a ex-guerrilheira anti-1964 Dilma Rousseff (PT), ele diz que prefere a ex-guerrilheira, que confessa o que fez no passado, ao contrário do dissimulado Serra.

Aristóteles Drummond elogia a política econômica de FHC, herdada por Lula, mas observa também que Serra trocaria isso tudo por uma política econômica comunista.

Ao invés de dar ouvidos ao sr. Aristóteles, prefiro dizer por mim mesmo que José Serra é um esquerdista autêntico. Só que um esquerdista estilo Partido Comunista da China, com nenhuma abertura política (alguém acredita mesmo que Serra seja um democrata?), monopólio do Partido sobre o Estado e censura total, escorados por uma ampla abertura econômica neoliberal (incluindo precários direitos trabalhistas) com uma economia planificada pelo Estado, permissão de existência de investimentos estrangeiros e surgimento de uma riquíssima burguesia nacional, obviamente simpática ao Partido. Junta-se a tudo isso algumas medidas paliativas típicas da esquerda, como a quebra das patentes dos remédios contra a SIDA-AIDS, muito criticada por neoliberais em geral, por ser "ingerência do Estado no mercado livre".

Hugo Chávez se inspirou no PC chinês para apoiar o surgimento de uma burguesia venezuelana dita socialista ou bolivariana. Mas não passa a ser um direitista por isso. Muito pelo contrário.

Para ficar mais palatável para a direita, José Serra adota políticas neoliberais quando convém. Como o apoio à privataria generalizada (de venda pura e simples de estatais a entrega de unidades de saúde e de educação a Organizações Sociais, OSs) e a recente limpeza populacional na Zona Leste paulistana. Afinal, os pobres atrapalham projetos ligados à Copa de 2014.

O PT e o PSDB já ensaiam o grande teatro plebiscitário de 2010. Mas escondem que José Serra poderá repetir a mesma natureza do Governo Lula: um governo esquerdista se equilibrando entre os intelectuais esquerdistas (ou que julgam se-lo) e os direitistas mais fisiológicos, incluindo tanto o empresariado neoliberal como a velha direitona.

Ou alguém ainda duvida que figuras tipo José Sarney, Fernando Collor, Jader Barbalho e a atual mídia direitista estarão com o presidente Serra?

Se Lula é um presidente da coalizão das esquerdas bolcheviques com a direita mais atrasada do país, José Serra poderá ser um presidente esquerdista servindo de tábua de salvação para a desencantada ultra direita brasileira.

A esquizofrenia da política brasileira não tem limites.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Pôster do filme Evitar



Este é um filme imperdível!

CBN esconde projetos autoritários da Confecom

CBN
Os muquiranas das Organizações Globo gostam de brincar com o perigo. São muito bobinhos, cordeirinhos e cúmplices do que não presta. Não têm mais a virulência de outrora. Viraram tigres desdentados.

Só deixam a virulência para o patético Arnaldo Jabor, bobo da corte tucana que não convence ninguém.

E esses filhos de Roberto Marinho não herdaram nada do pai além das empresas.

O pessoal da Record-IURD está adorando essa história. Ainda mais que a Confecom foi um evento chapa branca.

Fonte: Blog do Aluizio Amorim.

Segunda-feira, Dezembro 21, 2009

REDE GLOBO PODERÁ SER A RCTV AMANHÃ

Há mais ou menos uma hora ouvia o noticiário da Rádio CBN, pertencente à Rede Globo. Transmitia uma matéria cobrindo o encerramento da (Argh!) Confecom. A matéria não poderia ser mais calhorda. Era surrealismo puro, pois ao invés de ouvirem críticas severas à ameaça da bandalha comuno-fascista do PT, que pretende implantar um "Tribunal da Mídia" para julgar empresas jornalísticas e os próprios jornalistas, os bate-paus do PT que dominam a redação da CBN, deram a sua contribuição à destruição da liberdade de imprensa. Essa gente está cavando a própria sepultura da profissão de jornalista a qual depende, fundamentalmente, da liberdade de imprensa.

Além de ouvir a FENAJ, órgãos auxiliar do PT, resolveram passar um verniz para dar a impressão de "imparcialidade" e ouviram manifestações de uma dessas associações ligadas à comunicação que, com luvas de pelica, para não ferir as suscetibilidades petralhas, tergiversaram e não foram direto ao ponto.

Por que a Rádio CBN não me convida para dar opinião sobre o este assunto? Respondo: Por que a redação dos veículos da Globo está coalhada de áulicos do PT.

E por que os Marinho os acolhem? Ora, porque pensam que assim procedendo, dando uma no cravo e outra na ferradura, sinalizam que fazem um jornalismo imparcial.

O resultado dessa pusilanimidade dá para imaginar. A bandalha do PT fará como fez Chávez na Venezuela que fechou a principal emissora de televisão do país e, de quebra, mais 32 emissoras de rádio.

Mas não adianta advertir. É uma questão genética que fez nascer aqui a maioria com o cérebro de chimpanzés, ou seja, os botocudos. Quando eu nomeio essa ralé mental de botocudos alguns imaginam que é racismo. Não é. A família Marinho é constituída de botocudos. O único ente dessa família que não era botocudo morreu: o patriarca Roberto Marinho, um dos maiores empreendedores que o Brasil já teve e que soube inovar e construiu uma fantástica rede de televisão com qualidade e diversidade de informação e entretenimento. O resto das televisões brasileiras vocês conhecem o nível de qualidade técnica e de conteúdo.

Se vivo fosse, Dr. Roberto, tenho certeza, não se submeteria à ditadura do PT. Saberia como mandar fogo nos botocudos. Faria picadinho dessa estupidez que impera sob as ordens de Lula.

Agora, toda a estrutura da TV Globo, acovardada e submissa, amanhã poderá ser fechada como aconteceu com a RCTV na Venezuela.

Estou à disposição da Rede Globo para participar de um grande programa de televisão para debater este assunto, ou melhor, esclarecer a população brasileira em rede nacional a verdade que vem sendo escamoteada. E a verdade é que Lula e o PT desejam amordaçar totalmente a imprensa, calar os jornalistas, censurar a internet, intimidar, processar e prender todos os dissidentes.

Estamos a caminho da cubanização do Brasil, ou de um modelo de sociedade chinesa, com capitalismo para encher os bolsos dos empresários e banqueiros pusilânimes e zero de liberdades civis!

REDE GLOBOOOO...PLIM, PLIM!

Postado por Aluizio Amorim às 12/21/2009 12:07:00 AM

Panetone na Sapucaí

Ontem à noite as escolas de samba Beija-Flor e Unidos da Tijuca fizeram os últimos ensaios técnicos de 2009 visando os desfiles do Carnaval 2010.

No enredo de 2010, a Beija-Flor homenageia a cidade de Brasília, prestes a completar 50 anos.

Houve distribuição de panetones no ensaio da Beija-Flor? E haverá distribuição de panetones no Carnaval?

Fonte: Beija-Flor e Tijuca encerram a temporada 2009 de ensaios técnicos em grande estilo.

domingo, 20 de dezembro de 2009

Extra não manda para as bancas CD com narrações de gols do Flamengo

Flamengo Campeão Brasileiro de 2009
Desde o dia 18 o jornal carioca Extra prometia mandar para as bancas um CD com narrações de gols do Flamengo, nos seguintes termos:

Publicada em 18/12/2009 às 12:35

Domingo tem CD do Hexa nas bancas de jornais

Extra

RIO - Quem é torcedor do Flamengo não pode perder este presentão de Natal do jornal Extra. Neste fim de semana, nas bancas da Região Metropolitana do Rio, ao comprar o Extra de domingo, você poderá levar para casa o CD do Hexa pagando apenas mais R$ 9,90. O CD é uma parceria do Extra e da Rádio Globo e traz a narração de todos os gols do Fla nas finais de 80, 82, 83, 87, 92 e 09, nas vozes de Jorge Curi, Waldir Amaral e José Carlos Araújo.

Corra para as bancas porque o CD do Hexa tem edição limitada e pode acabar rápido. A edição de domingo do Extra estará nas bancas já na tarde de sábado.

Pois eis que o Extra fez uma das maiores lambanças da história da imprensa carioca. Mandou hoje para as bancas uma quantidade irrisória de CDs. Na maioria das bancas, os CDs acabaram antes das 8h. Teve uma banca do bairro Santa Luzia (São Gonçalo) que recebeu apenas um CD, comprado às 6h.

Um CD é uma quantidade ridícula para a quantidade de ouvintes de rádio e de torcedores do Flamengo em qualquer canto do estado do Rio.

Isso é propaganda enganosa do Extra. Será que o Procon tomará providências? Duvido. Ninguém mexe com as Organizações Globo.

Enquanto a lambança não termina, nossos leitores podem ao menos conferir a íntegra do jogo Flamengo 2 Grêmio 1, que valeu para o time carioca o Brasileirão de 2009.



Publicado originalmente no Tributo ao Rádio do Rio de Janeiro.

sábado, 19 de dezembro de 2009

Inventor do PiG é capacho do Bispo Macedo e do PT



Sabem quem inventou o termo PiG, Partido da Imprensa Golpista, a respeito da imprensa que não é chapa branca?

Ele mesmo. Paulo Henrique Amorim, o homem de confiança de Edir Macedo para fazer o trabalho sujo de defesa do PT e de Lula (aliados do bispo) nas empresas do grupo Record-IURD. Como uma espécie de Diogo Mainardi às avessas, capacho dos extremo-direitistas do grupo Abril.

O que vocês sugerem que eu faça? Que eu pare de usar esse termo PiG, por ter vício de autoria? Que eu faça uma faxina neste blog para remover qualquer referência favorável ao termo? Façam seus comentários. Mas não sejam tão estúpidos como os esquerdistas. Eu já estou mesmo com vontade de romper com todos os esquerdistas... Essa turma é boa para discutir futebol, cinema, livros, música, mas não política.

Aliás, desde que comecei a tocar o dedo em suas feridas, os amigos esquerdistas nem se dão ao trabalho de me mandar uma mensagem, um SMS, um telefonema ou seja lá o que for. Será que acreditam que pra ser amigo tem que concordar em tudo?

Será que são amigos mesmo?

Este blog nasceu para polemizar, para tocar o dedo na ferida aberta e na fratura exposta, para apagar incêncio com gasolina. Vocês perceberam que este blog não tem compromissos nem com a esquerda nem com a direita? Vocês já perceberam que o Brasil não fica à esquerda nem à direita, e sim acima de tudo?

A cada pedinte descalço e de pés sujos que vejo pelas ruas (e eu vi um moooooooooonte nesta semana que está acabando), vejo a obra maldita feita pelo governo esquerdista do Filho do Brasil e filho da puta chamada Esquerda. Repete inúmeros erros dos milicos de 1964, de José Sarney (seu aliado), de Fernando Collor (outro aliado), de FHC... Dos malditos da direita, enfim.

Sete anos de maldição esquerdista repetindo a maldição direitista. E ainda querem a eternidade. Na Confecom, falaram em democratizar os meios de comunicação tendo aliados como Edir Macedo.

Como já disse o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ) no programa Faixa Livre, se é para a esquerda fazer o programa maldito da direita, que devolvam o Governo para a direita, que pelo menos é autêntica.

Fonte para a imagem: Risada Forçada.

Serra é mais competente que Cabral Filho


Mas isso não quer dizer lá grandes coisas. Pra ser melhor que Sérgio Cabral Filho, basta ser um tiquinho ruim. Cabral Filho é medíocre. Um desastre total.

E olha que o transporte público da Grande São Paulo não é nenhuma Brastemp. Mas ainda funciona. E dá de dez a zero no do Grande Rio.

Digo isso com autoridade de quem conhece os dois sistemas.

Fonte: Blog do Ricardo Gama.

O bilhete único de Sérgio Cabral custa o DOBRO do de São Paulo, e vale por menos tempo, por que ?

Essa MATEMÁTICA do Sérgio Cabral é sempre para favorecer as empresas de ônibus, e nunca o povo, isso é um ABSURDO um CRIME.

Vejam só, a título de COMPARAÇÃO:

Em São Paulo o bilhete único custa R$ 2,30, e pode ser usado até em 4 horas.

Aqui no Rio de Janeiro o bilhete único vai custar R$ 4,40, e poderá ser usado até em 2 horas.

Vejam que a diferença é gritante e absurda, em São Paulo é a metade do preço, e ainda o bilhete vale por mais uma hora !

Por que em São Paulo isso acontece, e aqui no Rio de Janeiro NÃO ?

Uma das respostas é óbvia, em São Paulo temos um governador COMPETENTE, e aqui no Rio temos um INCOMPETENTE.

Outras respostas são todas no sentido de que, Sérgio Cabral quer apenas trabalhar e beneficiar as empresas de ônibus e a FETRANSPOR, como por exemplo, com o fim das vans, e nunca trabalhar em prol do provo, e em busca da justiça social.

Claro que quando vocês lerem a matéria no Jornal O Globo, ou em qualquer outro, verão que o idiota do Sérgio Cabral com o seu Secretário de Transportes Júlio Lopes, dão as mais estapafúrdias e idiotas desculpas para tentar esconder o óbvio, a mamata que estão tendo as empresas de ônibus.

É por isso que eu digo cada vez mais, FORA SÉRGIO CABRAL !!!

Clique aqui e vejam a matéria no Jornal O Globo

RIO - O secretário estadual de Transportes, Julio Lopes, informou que o valor do bilhete único na área da Região Metropolitana do Rio será de R$ 4,40 e terá validade por duas horas. O projeto de lei com as informações sobre o funcionamento da nova tarifa ainda será enviado à Assembleia Legislativa para debate e votação.

Para o usuário, o novo bilhete vai representar, em alguns casos, uma grande economia. O secretário citou como exemplo um passageiro que sai de Cabuçu, em Nova Iguaçu, em direção à Zona Sul. Pegando dois ônibus, ele gasta atualmente R$ 9,50. Outro trajeto em que o usuário terá vantagem é o Castelo-Universidade Federal Rural, cuja tarifa é R$ 13,90.

O valor anunciado é considerado alto se comparado com o bilhete único em São Paulo, que custa R$ 2,30 com validade de três horas. Júlio Lopes disse, porém, que não há como comparar a situação dos estados porque, segundo o secretário, o processo tarifário de São Paulo é completamente diferente. Os R$ 2,30 aplicados em São Paulo são apenas para a área do município. No Rio, o bilhete único será implantado no transporte intermunicipal... Mais clique
aqui.

Postado por RICARDO GAMA às 07:42

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Tomem que o Filho do Brasil é de vocês

Lula, o Filho do Brasil
Sabem quando o sujeito tem um filho e fica negando a paternidade, só assumindo quando é feito o exame de DNA ou o juiz de família manda registrar a criança com o nome do pai?

Pois é uma coisa dessas que precisa acontecer com o presidente Lula. Só que aqui o pai todo mundo sabe quem é: é o Brasil, segundo o filme chapa-branca Lula, o Filho do Brasil, que estreará em janeiro. Aqui é a esquerda que não quer assumir a maternidade. E não adianta lembrar daquela mentira (mais uma!) do Lula segundo a qual ele nunca foi um esquerdista.

Senão, vejamos: Lula sempre teve um discurso de defesa dos mais pobres. Se está fazendo algo que preste por eles, cada um tem um parecer diferente. Defesa dos pobres nunca foi discurso nem ideal da direita, que eu saiba. A não ser as exceções de sempre: direitistas populistas em geral, que nunca se identificam como direitistas nem como populistas. No máximo, políticos populares.

Eu estou ficando indignado com alguns esquerdistas, alguns deles editores de blogs parceiros deste aqui. Vêm com essa farsa de que o Brasil nunca teve uma experiência esquerdista de verdade. Vai ver, os milicos de 1964 derrubaram um presidente tão direitista como eles.

E o que dizer do Governo Lula, então? Depois da privataria estilo Pinochet e da falta de investimentos em infraestrutura que marcaram o Governo FHC, o Governo Lula é esquerdista sim, senhores esquerdistas. Por mais que vocês tenham a cara de pau de escrever aqui mesmo no blog que o Brasil nunca teve uma experiência de esquerda real.

Lula é membro do famigerado Foro de São Paulo, é amigo de Hugo Chávez, de Rafael Correa, de Evo Morales, de Manuel Zelaya (gerente do albergue braso-hondurenho em Tegucigalpa) e de Michelle Bachelet, uma esquerdista que mesmo popular como Lula, está para sofrer a primeira derrota da esquerda na Era pós-Pinochet.
As mais legítimas organizações da esquerda brasileira são governistas: o MST, a CPT da Igreja Católica Romana, a quase unanimidade dos sindicatos brasileiros (exceto os dos servidores públicos federais, obviamente) e uma infinidade de outras. As exceções são os partidos de fora do Governo: PSOL, PSTU, PCO e PCML. Alías, esses imbecis da extrema esquerda (filiados ou não) têm que parar de palhaçada e assumir a maternidade sobre o Lula.

Mas não fiquem tristes, amigos esquerdistas. Vocês têm um consolo: se esse governo esquerdista amigo de direitistas do PMDB e de inúmeros outros partidos de aluguel representa alguma vergonha, saibam que a direita brasileira é uma vergonha ainda maior. Porque não se assume. Há políticos direitistas em partidos governistas e nos oposicionistas PSDB e DEM. Nenhum deles assumiu ser direitista. E os direitistas autênticos e assumidos, alguns da estima deste blog, ficam se escondendo em outros blogs e em coluninhas do Partido da Imprensa Golpista (pelo menos o Diogo Mainardi foi rebaixado pela Veja de colunista semanal a colunista quinzenal, de tão ruim que é). Ou fazem como o Olavo de Carvalho, que se esconde lá em Washington se fingindo de exilado político.

No dia em que aparecerem políticos autenticamente e assumidamente direitistas, a história brasileira deixará de ser canhota e passará a escrever com a mão direita, também. Aí vocês estarão ferrados. E vou registrar tudo neste blog.

Procura-se cova coletiva de 1000 camponeses católicos mortos no Ceará em 1937

Este blog recebeu e divulga este texto:

DENÚNCIA: ONG PROCURA COVA COLETIVA COM 1000 CAMPONESES CATÓLICOS MORTOS PELO EXÉRCITO E FORÇA POLICIAL DO ESTADO DO CEARÁ EM 1937

"As Vítimas do Massacre do Sítio Caldeirão têm direito inalienável à Verdade, Memória, História e Justiça!"

Otoniel Ajala Dourado

No CEARÁ, para quem não sabe, houve também um crime idêntico ao do “Araguaia”, contudo em piores proporções, foi o MASSACRE praticado por forças do Exército e da Polícia Militar do Ceará no ano de 1937, contra a comunidade de camponeses católicos do Sítio da Santa Cruz do Deserto ou Sítio Caldeirão, que tinha como líder religioso o beato JOSÉ LOURENÇO, seguidor do padre Cícero Romão Batista.

A ação criminosa deu-se inicialmente através de bombardeio aéreo, e depois, no solo, os militares usando armas diversas, como fuzis, revólveres, pistolas, facas e facões, assassinaram mulheres, crianças, adolescentes, idosos, doentes e todo o ser vivo que estivesse ao alcance de suas armas, agindo como se ao mesmo tempo, fossem juízes e algozes.

Como o crime praticado pelo Exército e pela Polícia Militar do Ceará foi de LESA HUMANIDADE / GENOCÍDIO / CRIME CONTRA A HUMANIDADE é considerado IMPRESCRITÍVEL pela legislação brasileira bem como pelos Acordos e Convenções internacionais, e por isso a SOS - DIREITOS HUMANOS, ONG com sede em Fortaleza - Ceará, ajuizou no ano de 2008 uma Ação Civil Pública na Justiça Federal contra a União Federal e o Estado do Ceará, requerendo que sejam obrigados a informar a localização exata da COVA COLETIVA onde esconderam os corpos dos camponeses católicos assassinados na ação militar de 1937.

Vale lembrar que a Universidade Regional do Cariri – URCA, poderia utilizar sua tecnologia avançada e pessoal qualificado, para, através da Pró-Reitoria de Pós Graduação e Pesquisa – PRPGP, do Grupo de Pesquisa Chapada do Araripe – GPCA e do Laboratório de Pesquisa Paleontológica – LPPU encontrar a cova coletiva, uma vez que pelas informações populares, ela estaria situada em algum lugar da MATA DOS CAVALOS, em cima da Serra do Araripe.

Frisa-se também que a Universidade Federal do Ceará – UFC, no início de 2009 enviou pessoal para auxiliar nas buscas dos restos dos corpos dos guerrilheiros mortos no ARAGUAIA, esquecendo-se de procurar na CHAPADA DO ARRARIPE, interior do Ceará, uma COVA COM 1000 camponeses.

Então qual seria a razão para que as autoridades não procurem a COVA COLETIVA das vítimas do SÍTIO CALDEIRÃO? Seria descaso ou discriminação por serem “meros nordestinos católicos”?

Diante disto aproveitamos a oportunidade para pedir o apoio de todos os cidadãos de bem nessa luta, no sentido de divulgar o CRIME PERMANENTE praticado contra os habitantes do SÍTIO CALDEIRÃO, bem como, o direito das vítimas serem encontradas e enterradas com dignidade, para que não fiquem para sempre esquecidas em alguma cova coletiva na CHAPADA DO ARARIPE.

Para que as vítimas ou descendentes do massacre sejam beneficiadas pela ação, elas devem entrar em contato com a SOS DIREITOS HUMANOS para fornecerem por escrito e em vídeo seus depoimentos sobre o período em que participaram da comunidade do Caldeirão, sobre como escaparam da ação militar, e outros dados e informações relevantes sobre o evento.

Dr. OTONIEL AJALA DOURADO
OAB/CE 9288 – (85) 8613.1197 – (85) 8719.8794
Presidente da SOS - DIREITOS HUMANOS
http://www.blogger.com/www.sosdireitoshumanos.org.br
sosdireitoshumanos@ig.com.br

Picaretagem gospel sob ameaça no dial FM carioca

Ap. Estevam Hernandes e Bpa. Sonia Hernandes
O ano de 2009 periga entrar para a história apenas pelo assassinato da Antena 1 e pela "Tupi em todos os rádios". Mas parece que o ano de 2010 promete.

Uma conjunção de fatores pode fazer a vasta lista de rádios evangélicas diminuir consideravelmente. O deputado Arolde de Oliveira (DEM-RJ) e o ex-deputado Francisco Silva consideram a possibilidade de venderem suas rádios: a 93 FM 93,3 e a Melodia FM 97,3, respectivamente.

Outra rádio crente que pode dar adeus ao dial carioca é a Nossa Rádio FM 89,3. Orestes Quércia negocia a venda da ex-Nova Brasil para o Sistema Globo de Rádio, que pretende fazer da 89,3 uma repetidora da Globo AM 1220. A Nossa Rádio já perdeu a sua principal emissora, a FM 91,3 paulistana, que Quércia vendeu para o grupo gaúcho RBS. No momento, a FM paulistana está sem rumo, executando uma programação de flash backs desvinculada do circuito evangélico.

A rádio FM 104,5 de Armando Campos estava sendo pretendida pela Jovem Pan FM de São Paulo, que está em busca da terceira encarnação de sua filial carioca. Mas há quem diga que a IURD deu a segunda rasteira na Jovem Pan pelo segundo ano consecutivo: renovou o arrendamento da ex-Tropical FM até o fim de 2010. A confirmar.

Gospel FM nas últimas

Gospel FM

A primeira rádio FM evangélica do Rio a ser tirada definitivamente do ar, sem direito a reencarnar, deverá ser a Gospel FM 107,9. Ex-Estácio, ex-Universidade, ex-Popular FM, ex-SomZoom Sat e com outorga nas mãos de Armando Campos desde 1992, a 107,9 está desde o ano 2000 arrendada pela Fundação Renascer, diretamente ligada à Igreja Apostólica Renascer em Cristo, numa novela que se arrasta há anos.

Mas o casal líder da igreja, Apóstolo Estevam Hernandes Filho e Bispa Sonia Hernandes, enfrentam várias acusações na Justiça brasileira, foram réus confessos e condenados na Flórida por entrarem nos EUA com dólares não declarados e estão respondendo a acusações de calote contra vários fornecedores da igreja, de donos de imóveis a concessionários de rádios arrendadas. Entre eles, Armando Campos, o homem da 107,9. Armando pretende retomar a rádio, com o objetivo de recriar nela a Original FM, reencarnar a Tropical FM ou arrenda-la para o grupo Jovem Pan, que pode implantar nela a terceira encarnação da Jovem Pan FM RJ ou a nova Classic Hits FM, franquia gagá contemporânea.

No meio radiofônico, há quem diga que, se desencarnar, a Gospel FM não reencarnará nunca mais.

A picaretagem gospel no dial FM carioca pode não emplacar 2011.

Publicado originalmente no Tributo ao Rádio do Rio de Janeiro.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

O genocídio demo-tucano em Sampa

Resposta para Zé alagão e Kassab praticam sanitarismo/genocídio na Zona Leste:

Isso vai acabar em outra pizza. Punirão apenas os barnabés e os tecnocratas do segundo escalão para baixo. Serra e Kassab continuarão livres, alegres, saltitantes e serelepes. Motosserra, quem sabe, rumo ao Palácio do Planalto.

A cambada do PT ficará caladinha, com medo de dizerem que estão fazendo aproveitamento eleitoral em cima da tragédia alheia. Eles (o PT e os demo-tucanos) se merecem.

Não sei se o colega internauta Tsavkko reparou, mas eu sou assim mesmo: descrente nos partidos e nos políticos. E não venham com PSOL pra cima de mim.

Bandidos assaltam centro cirúrgico durante cirurgia

Governo do Estado do Rio de Janeiro
Segurança Pública com Padrão Sérgio Cabral Filho de Qualidade.

Fonte: RJ TV.



RJTV 2ª Edição > 16/12/2009 > Reportagem

Bandidos são flagrados roubando equipamento em hospital

Câmeras de segurança registrando assaltos, a gente vê, infelizmente, quase todo dia. Agora, dentro de um hospital e com bandidos na porta de um centro cirúrgico durante uma operação é a primeira vez.

A gravação é da quinta-feira da semana passada. Cinco bandidos participaram da ação, no Hospital Italiano, no Grajaú.

Testemunhas disseram que os bandidos queriam um aparelho de endoscopia, que pode custar R$ 60 mil. Mas eles não conheciam o equipamento e levaram dois bisturis elétricos, que estavam sendo usados. A polícia suspeita de que um dos ladrões seja ex-funcionário do hospital.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Corruptos do PT e de partidos aliados no Senado aprovam entrada de Hugo Chávez no Mercosul

PT
Mais uma daquela Ilha da Fantasia chamada Congresso Nacional.

Fontes: Estadão e Anti Foro de São Paulo.

Senado aprova ingresso da Venezuela no Mercosul

BRASÍLIA - Orientada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a base aliada enfrentou resignada os discursos da oposição contra governo do presidente venezuelano Hugo Chávez, mas na hora do voto exerceu o poder de maioria e aprovou, na noite desta terça-feira, 15, por 35 votos a 27, o protocolo de adesão da Venezuela ao Mercosul.

Para participar do bloco, no entanto, a Venezuela ainda precisa do aval do parlamento do Paraguai, que deixou as discussões para 2010, quando o Brasil estiver dado o assunto por encerrado. Embora o presidente paraguaio, Fernando Lugo, seja próximo ao governo venezuelano, ele não tem maioria no parlamento daquele país. Argentina e Uruguai já aprovaram o protocolo.

A aprovação do texto cumpre promessa do presidente Lula, feita, no último dia 8, durante a 38ª Reunião de Cúpula do Mercosul, ao presidente venezuelano de que o Senado iria aprovar o protocolo, assinado em junho de 2006, em Caracas.

"Tanto o Itamaraty quanto o presidente Lula vivem ambos prisioneiros do que Hugo Chávez determina", criticou Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE). "O coronel Hugo Chávez é um autoritário, um inimigo da liberdade. Aqueles com quem ele não pretende trabalhar são afastados e perseguidos", completou o senador pernambucano.

"Tratar Hugo Chávez como caudilho e ditador é uma imprecisão, porque ele foi eleito duas vezes com reconhecimento da oposição e da Organização dos Estados Americanos (OEA). O Brasil não pode temer Hugo Chávez", defendeu o petista João Pedro (AM), um dos únicos senadores do governo a subir à tribuna para defender o protocolo.

A votação do protocolo já se arrastava por três anos e meio no parlamento brasileiro. As discussões do projeto colocaram o presidente Venezuela em rota de colisão com os parlamentares brasileiros. Em 2007, Chávez chegou a dizer, em viagem a Manaus, que o Congresso brasileiro repetia "como papagaio o que dizem em Washington", provocando a ira de setores da oposição brasileira. Era uma resposta à moção aprovada no Senado que pedia a reabertura da RCTV, emissora privada que não teve a renovação autorizada pelo presidente venezuelano.

Tempos depois, Chávez disse que se o protocolo não fosse aprovado até setembro daquele ano, 2007, retiraria o pedido de adesão ao Mercosul, o que repercutiu mal até mesmo com Lula. "Se não quiser ficar, não fica", desafiou o presidente. José Sarney (PMDB-AP) disse, à época, que Hugo Chávez não estava pronto para participar do bloco e afirmou que o presidente venezuelano poderia comandar uma corrida armamentista na América do Sul, o que seria, segundo o senador "o desequilíbrio estratégico do continente". Durante a votação de ontem, Sarney, na presidência do Senado, não fez considerações sobre o projeto.

Precedente X balança comercial

Em resposta, à pressão do presidente da Venezuela a oposição atrapalhou as votações em todas as instâncias da Câmara e do Senado. Na última comissão na qual foi discutida, de Relações Exteriores do Senado, a oposição aproveitou o fato de ter a presidência do colegiado para colocar a relatoria do protocolo sob cuidados do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE).

"Na Venezuela, jornalistas estão na prisão, os servidores públicos são obrigados a filiarem-se ao partido oficial, há presos políticos. Estamos abrindo precedente perigosíssimo. Além disso, em todas as disputas políticas a Venezuela atuou contra o Brasil", defendeu Tasso Jereissati no relatório contrário à adesão do país ao bloco comercial.

Coube ao líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), rebater Jereissati em relatório paralelo aprovado na comissão em 29 de outubro último. "Não ampliamos a democracia isolando ninguém. Se existem problemas, e eu reconheço que existem problemas, o remédio é integração, abertura, intermediação internacional", retrucou Jucá.

Números informados pelo senador Romero Jucá afirmam que as exportações brasileiras para a Venezuela passaram de US$ 608 milhões para US$ 5,15 bilhões entre 2003 e 2008 - crescimento de 758 % em cinco anos. Hoje, o Brasil tem com a Venezuela seu maior saldo comercial: US$ 4,6 bilhões dólares, valor 2,5 vezes superior ao obtido com os EUA, US$ 1,8 bilhão.

Fonte: Coturno Noturno.

Terça-feira, Dezembro 15, 2009

La garantia soy yo

O Senado do Brasil acaba de aprovar a entrada da Venezuela de Hugo Chávez no Mercosul. Faltaram quase 20 senadores à votação. Não é uma maravilha? Chávez comprou o seu ingresso importando até parafuso sem rosca do Brasil. Ele sabe o quanto vale o Mercosul para as suas pretensões de liderança continental. Em março de 2007, ele declarou que o "Brasil e Argentina estão convocados à ouvir os pequenos, os que têm mais dificuldades, e garantir a colocação dos produtos (dos países menores) sem travas". E acrescentou: "Ou transformamos (o Mercosul) ou vai morrer como morreu a Comunidade Andina de Nações (CAN)". O que era para ser um bloco econômico e não deu certo agora vai virar um bloco de pregação bolivariana, mais um foro para desancar o "império". Preparemo-nos para negociar em sucre, com a garantia do Banco del Sur. E la garantia soy yo!