Política, cultura e generalidades

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Não falta luz no Rio de Janeiro

Rio 2016 - Cidade dispendiosa
Fonte: Idiotinha da Folha elogia canalhas da Folha:

Clara disse...
Olá Pessoal do Cloaca News!

Vocês são muito bons!

Venho sempre aqui, mas este é o meu 1º comentário.

Este crime cometido por Cesar Benjamin e pela
FSP foi apoiado por um dos sujeitos mais grosseiros da TV brasileira.

Eu boicoto o PIG já faz tempo e sugiro que todos os brasileiros que amam de verdade o nosso país boicotem, não só os meios de comunicação, mas também os seus anunciantes.

Essa grosseria chamada
Casseta e Planeta realmente já acabou há mais de 10 anos.

Para Marcelo Delfino: Eu moro no Rio de Janeiro e aqui não tem faltado luz não, viu?

Eu sou brasileira, eu sou Lula, eu sou Dilma 2010!

30 de Novembro de 2009 21:02

Caramba, Clara! Não tem faltado luz no Rio de Janeiro???

Mentir é feio! Nunca ninguém lhe disse isso? Essa sua postagem parece ter sido escrita no Departamento de Marketing da Light. Ou no Ministério do Lobão, amigo do Sarney, ambos do Partido do Movimento Direitista Brasileiro e da base direitista de apoio do prezidênti. Pra provar que a direita não está só com os tucanalhas ou com os DEMos.

Sua postagem merece menção honrosa no meu blog.

PS:
É evidente que o demo-crático Cloaca News apagou minha postagem, depois de te-la aceitado. De qualquer forma, o blog continuará relacionado a este.

Luletes em TPM

Resposta para Idiotinha da Globo elogia canalhas da Folha:

Governo Lula de esquerda? Vocês me fazem rir. Uma das primeiras atitudes do prezidênti foi colocar um tucano neoliberal no Banco Central (Henrique Meirelles). A Bolsa-Banqueiro de FHC continuou como antes.

E quanto aos cassetas, eles estão errados na forma. São grossos pra dedéu. Mas o prezidênti também não é? Então ficamos elas por elas. Os cassetas estão certos no conteúdo.

Mas concordo com todos no que tange a dizer que a mídia é podre. De um lado o Partido da Imprensa Golpista (Globo, Folha, Abril, etc). De outro, a mídia chapa branca (Record-IURD, Diários Associados, TV Brasil, Carta Capital, Caros Amigos, etc).

Lula constata que a Terra é redonda

É por essas e outras que amo esse presidente. Excelente vídeo para fechar o mês!

Mariza Tavares passa atestado de ignorância para editor do Tributo ao Rádio do Rio de Janeiro

Fonte: Tributo ao Rádio do Rio de Janeiro.

De: Marcelo Delfino
Enviada em: domingo, 29 de novembro de 2009 19:03
Para: Ouvidoria - Radio CBN
Assunto: Marcelo Delfino envia mensagem para expediente CBN

Por quê a qualidade do som da CBN Rio 860 quando ela é separada da 92,5 (no caso de hoje no jogo do Fluminense) é tão ruim? Não é só hoje. Sempre que há essa separação a qualidade de modulação cai muito. Há algum problema em algum link ou estão economizando na banda usada para esse link? Reitero aqui o meu pedido para que seja sempre feita essa separação quando a CBN 92,5 entrar em cadeia com a Globo AM 1220. A CBN deve transmitir uma segunda partida, ou entrar em cadeia com a Rede CBN ancorada em São Paulo.

RES: Marcelo Delfino envia mensagem para expediente CBN
Segunda-feira, 30 de Novembro de 2009 9:58
De: "Mariza Tavares - Diretoria Executiva de Jornalismo - SGRSP"
Para: "Marcelo Delfino"

O som do AM é pior que o do FM, caro Marcelo. Mas a separação só é feita em caso de dois jogos muito importantes.

Re: RES: Marcelo Delfino envia mensagem para expediente CBN
Segunda-feira, 30 de Novembro de 2009 11:14
De: "Marcelo Delfino"
Para: "Mariza Tavares - Diretoria Executiva de Jornalismo - SGRSP"

Por favor, Mariza Tavares. Não me considere um ignorante total. Eu já sei que o som do AM não tem a mesma modulação de agudos do FM. Mas o som da CBN AM quando transmite segundas partidas de futebol está inferior ao de outras grandes AMs, como a MEC AM 800 (que tem um agudo bastante aceitável) e mesmo da Globo AM, também do SGR.

Se incomodei tanto levantando essa questão da modulação da 860, juro não tocar mais nesse assunto. Não com a CBN.

Agradeço pela atenção.

Atenciosamente,

Marcelo Delfino

Padre torrou R$ 14 milhões da Igreja


Mais uma da série Picaretas de Cristo.

Fonte: O Dia.

Auditoria aponta gastos desnecessários de ex-controlador de contas da Arquidiocese do Rio

POR FERNANDO MOLICA

Rio - Auditoria nas contas da Arquidiocese do Rio de Janeiro mostrou que, nos 16 meses em que controlou as finanças e os bens da Igreja no município, o padre Edvino Alexandre Steckel torrou R$ 14 milhões em despesas desnecessárias ou não justificadas. A devassa nos gastos foi determinada, em maio, pelo arcebispo Dom Orani João Tempesta, logo depois do ‘Informe do DIA’ revelar a compra de um apartamento de luxo para servir como residência, no Rio, do antigo arcebispo, Dom Eusébio Scheid.

Foi na gestão de Dom Eusébio, que deixou a Arquidiocese em abril, que padre Edvino assumiu o comando do dinheiro da Igreja. Ele acabou demitido do cargo de ecônomo da Arquidiocese e de diretor da Rádio Catedral no dia seguinte à publicação da notícia sobre a compra do apartamento. Localizado na Avenida Ruy Barbosa, de frente para a Praia do Flamengo, um dos endereços mais nobres da cidade, o imóvel custou R$ 2,2 milhões e foi adquirido em dezembro do ano passado.

Além de comprar o apartamento, padre Edvino determinou reformas em andares do Edifício João Paulo II, sede da Arquidiocese, que consumiram muito dinheiro. Como O DIA noticiou em maio, o então ecônomo também adquiriu móveis de luxo para decorar sua sala e dois carros importados do modelo Jetta, cada um deles avaliados, na época, em R$ 85.600. Um dos carros era usado por ele; o outro, por Dom Eusébio. O padre teve que devolver seu carro, que foi vendido. Mas o arcebispo aposentado ficou com o veículo. Um dos sofás de sua sala custou R$ 21.200.

CORTE NAS PASTORAIS

A investigação concluiu que, para bancar as despesas, padre Edvino usou todos os recursos disponíveis, inclusive o dinheiro reservado para reformas emergenciais em igrejas da cidade. A gastança impediu a reforma do edifício comercial na Rua São José, no Centro, que representa uma das maiores fontes de receita da Igreja. Responsável pela demissão de 67 funcionários da Arquidiocese, padre Edvino também cortou recursos das pastorais — instituições que atuam na área social — e determinou que todas deixassem o Edifício João Paulo II. A revelação dos gastos fez com que houvesse uma queda nas doações de fiéis para a Igreja.

O apartamento da Ruy Barbosa está fechado. Logo após a compra, padre Edvino começou uma grande reforma no imóvel: pisos e até janelas chegaram a ser retirados, paredes acabaram demolidas. Quando a negociação foi revelada, a Arquidiocese — já sob o comando de Dom Orani — determinou a paralisação das obras. As janelas foram cobertas com madeira e, segundo os porteiros, ninguém tem ido ao apartamento, que será vendido. Só com o pagamento do condomínio, a Igreja gasta cerca de R$ 2 mil mensais. O IPTU do imóvel é de R$ 8.090,07. Em maio, O DIA mostrou que a Arquidiocese pagou pelo apartamento um valor superior ao de mercado.

Distância das festas depois da demissão

Demitido, padre Edvino voltou a rezar missas na Igreja Nossa Senhora do Parto, no Centro. A igreja fica no térreo do prédio da Rua São José que deixou de ser reformado por falta de recursos. Ele também mudou seus hábitos e deixou de ser uma presença constante em ambientes requintados da cidade.

Padre Edvino, de 42 anos, frequentava bons restaurantes e era conhecido por gostar de roupas caras: suas camisas eram feitas pelo mesmo alfaiate responsável pela confecção dos fardões da Academia Brasileira de Letras.

Doutor em História da Igreja, o padre tinha bom trânsito entre políticos. Em 2005, chegou a ciceronear um grupo de vereadores numa viagem a Roma. Em 2004, recebeu o título de Cidadão Benemérito do Município do Rio, proposto pela vereadora Rosa Fernandes (DEM). Em março de 2008, foi agraciado com a Medalha Tiradentes da Assembleia Legislativa — a indicação foi do deputado Rodrigo Dantas (DEM).

Em agosto de 2008, três bispos do Estado do Rio foram ao núncio apostólico — representante do Vaticano no Brasil — para se queixar dos problemas que ocorriam na Arquidiocese carioca.

Arcebispo centraliza investigação

O futuro de padre Edvino está nas mãos de Dom Orani João Tempesta, que centralizou todas as informações sobre o caso. Para evitar vazamentos, o arcebispo dividiu as investigações — um grupo não sabe o que o outro apurou. Apenas ele, que recebeu os relatórios um mês depois da revelação do caso do apartamento, detém todas as informações. Dom Orani tem se recusado a falar sobre o assunto. Abordado pela reportagem de O DIA, disse que só tratará do assunto depois que considerar o episódio encerrado.

O caminho mais provável é fazer com que padre Edvino responda a um processo no Tribunal Eclesiástico da Arquidiocese. O processo seria baseado na parte penal do Código Canônico, que rege o funcionamento da Igreja Católica. Uma eventual punição pode retirar de padre Edvino o direito de exercer suas funções sacerdotais. O processo depende de Dom Orani.

O silêncio do arcebispo tem explicação: os problemas respingam em Dom Eusébio Scheid, que, mesmo aposentado, ocupa um lugar superior ao de Dom Orani na hierarquia católica. O ex-arcebispo é cardeal, um “príncipe” da Igreja, cargo só inferior ao do Papa. Como cardeal, tem o direito de votar, até completar 80 anos, numa eventual escolha de Papa. Dom Eusébio nomeou padre Edvino para seus cargos na Arquidiocese. Ambos são sócios da Associação de Solidariedade Justiça e Paz, que fundaram em junho de 2006. De acordo com o estatuto da ASJP, Dom Eusébio é presidente da entidade; padre Edvino, diretor geral: os cargos são vitalícios. A ASPJ é responsável pelo cartão de crédito Solidariedade Católica, lançado pelo cardeal, em dezembro de 2006, na Feira da Providência.

O cartão chegou a ser anunciado como resultado de um convênio da Arquidiocese e o Bradesco: parte do valor das anuidades iria para obras sociais da Igreja no Rio. Mas, como o ‘Informe do DIA’ revelou em setembro de 2008, o cartão é ligado à ASPJ. No estatuto da Associação não há qualquer obrigação de repasse de recursos para obras da Arquidiocese do Rio. Após a demissão de padre Edvino, o site da ASPJ saiu do ar e a entidade foi impedida de continuar a funcionar no Edifício João Paulo II. Mas, segundo a Receita Federal, a Associação ainda tem como sede o prédio da Arquidiocese, que fica na Glória.

O fim da política café com leite

Dizem que o Flamengo deverá ser o novo Campeão Brasileiro, no domingo que vem.

O que eu sei é que a política do café com leite no Brasileirão de pontos corridos e o Império Paulista estão no fim. Vejamos todos os campeões da Era dos Pontos Corridos:

2003 - Cruzeiro (MG)
2004 - Santos (SP)
2005 - Corinthians (SP)
2006 - São Paulo (SP)
2007 - São Paulo (SP)
2008 - São Paulo (SP)

Quando eu estava em Sampa, vi um monte de sãopaulinos nas ruas, com camisas do time. E olha que eu rodei da Mooca e da Rodoviária do Tietê até Embu das Artes. Eu pensava: "pode deixar, Paulicéia Desvairada. O que é de vocês está guardado".

Fui num show em que o organizador era sãopaulino. Ele até apareceu numa das minhas fotos.

www.orkut.com.br/AlbumZoom?uid=12726687612921028709&pid=1259277588116&aid=1259252122$pid=1259277588116

E o negócio de o Grêmio entregar o jogo de domingo que vem é real. Acompanho duas comunidades gremistas, e a grita lá é para que o Grêmio mande para o Maracanã os reservas ou algum time das divisões de base.

domingo, 29 de novembro de 2009

O Globo, Eduardo Paes e os servidores públicos (2)

Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro
Resposta para Decreto de Paes permite inspeção contra dengue mesmo que dono de local não colabore:

A questão da bandidagem com uniforme de ACEs (Auxiliares de Controle de Endemias) é outra para o governo do PMDBosta do Cabral Filho e do Dudu Paes resolver.

Na verdade, o ACE é alguém rejeitado tanto pelo prefeito como pela população. Afinal, é alguém que não vai deixar nenhum produto ou serviço, como o carteiro, o leiteiro ou o técnico de telefonia ou TV a cabo. E há bandidos disfarçados como qualquer profissional. Inclusive policial.

E o ACE Julio, assassinado na favela Nova Brasília na hora do trabalho? Os leitores direitistas do GLOBO não cobram a punição dos assassinos, nem pela segurança dos ACEs como cobram para a população em geral.

Na verdade, devem estar dando gargalhada até hoje, como Dudu Paes, Cabral Filho e a famiglia Marinho. Melhor assim. Um servidor público a menos.

O cargo de ACE é um dos recordistas de pedido de exoneração a pedido do próprio servidor na Prefeitura do Rio. Também, com o prefeito, a imprensa e a população trabalhando contra, esse serviço virou tarefa para Highlander. Ou para Chuck Norris.

Selo de reconhecimento - Blog Instigante


Recebi este selo do amigo Carlos H. Barth, do blog Leite com Manga faz Mal!, relacionado a este.

O selo de reconhecimento Blog Instigante premia os blogs que, além da assiduidade das postagens e do esmero com que são feitos, provoca-nos a necessidade de refletir, questionar, aprender e – sobretudo – que instigam almas e mentes à procura de conhecimento e sabedoria.

Pelas regras da premiação, devo escolher outros sete blogs para repassar os selos.

Eu teria uma lista maior que essa. Mas como as regras permitem apenas sete blogs, eu indico estes blogs ainda não premiados:

Anti Foro de São Paulo

Blog do Cachorro Louco

Brasil Republicano

Brasil - Liberdade e Democracia

Mente Conservadora

O Kylocyclo

Planeta Laranja


Parabéns aos blogs e blogueiros selecionados!

O Globo, Eduardo Paes e os servidores públicos

Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro
Resposta para Decreto de Paes permite inspeção contra dengue mesmo que dono de local não colabore:

Tem pelo menos uns dois leitores do GLOBO que compartilham com o próprio jornal do ódio contra os servidores públicos, que são independentes dos políticos. Os mandatos dos políticos acabam, mas os servidores permanecem.

Se querem reagir contra o paspalho do Dudu Paes (que O GLOBO chapa-branca apoia), poupem os servidores, eternos perseguidos pelo Sistema Globo e por políticos direitistas como os do PMDBosta.

De fato, o decreto carece de uma base legal mais sólida.

O prefeito poderia classificar a Dengue como um desastre. Mas o paspalho é lesado demais para fazer a associação.

Chapas-branca criticam Marcelo Madureira (2)

Resposta para Idiotinha da Globo elogia canalhas da Folha:

Faço minhas as palavras do meu xará Marcelo Pereira, que JAMAIS pertenceu ao tão falado Partido da Imprensa Golpista:

"Sinceramente não entendi a polêmica. O que eu percebi é que meu xará dos cassetas despertou um ódio profundo nos caras que comentaram o post."
Para deixar os chapa-branca com mais ódio ainda, estou publicando a carta do casseta na íntegra no meu blog. Os insatisfeitos que se convertam.

"Em tempos de unanimidades, bajulação, mentiras, censuras veladas e neoperonismos, o corajoso e sensível depoimento de César Benjamin só vem confirmar aquilo de que eu já desconfiava havia muito tempo: que o Brasil está sendo governado por um bando de cafajestes sem escrúpulos. E o que é pior: recebem indenizações pelas suas cafajestadas. Parabéns a César Benjamin e a esta Folha."

MARCELO MADUREIRA, "Casseta & Planeta' (Rio de Janeiro, RJ)


E que história é essa de que humorístico dito "de direita" (Casseta, CQC, etc) não pode? Quer dizer que só humorístico de esquerda pode, então?

E o Pânico? É de direita ou de esquerda? E os humorísticos da Record chapa-branca? São de direita ou de esquerda?

Abaixo o PIG! Abaixo os chapa-branca!

Chapas-branca criticam Marcelo Madureira

Resposta para Idiotinha da Globo elogia canalhas da Folha:

Não me levem a mal, mas os nobres missivistas chapa-branca estão dando importância demais a humoristas que assumem que fazem "jornalismo mentira e humorismo verdade".

Deixem eles se lascarem. Quando os Cassetas virarem vítimas da Censura ou perseguidos políticos, os mesmos que criticam os Cassetas reclamarão do Governo.

A Folha "Ditabranda" de São Paulo e o Governo merecem críticas de gente mais séria. Aqui mesmo não falta.

Aliás, os próprios Cassetas já foram vítimas da Censura da própria Globo: o programa deles faria uma paródia para a cantora (???) Sandy, que seria chamada de Estrela Virgem.

A propósito, eis a carta de Marcelo Madureira na Folha:

"Em tempos de unanimidades, bajulação, mentiras, censuras veladas e neoperonismos, o corajoso e sensível depoimento de César Benjamin só vem confirmar aquilo de que eu já desconfiava havia muito tempo: que o Brasil está sendo governado por um bando de cafajestes sem escrúpulos. E o que é pior: recebem indenizações pelas suas cafajestadas. Parabéns a César Benjamin e a esta Folha."

MARCELO MADUREIRA, "Casseta & Planeta' (Rio de Janeiro, RJ)

Bastam R$ 418 para criar igreja e se livrar de imposto

Dispensa comentários.

Esta é mais uma do Blog do Noblat.

Bastaram dois dias úteis e R$ 218,42 em despesas de cartório para a reportagem da Folha criar uma igreja. Com mais três dias e R$ 200, a Igreja Heliocêntrica do Sagrado EvangÉlio já tinha CNPJ, o que permitiu aos seus três fundadores abrir uma conta bancária e realizar aplicações financeiras livres de IR (Imposto de Renda) e de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras).

Seria um crime perfeito, se a prática não estivesse totalmente dentro da lei. Não existem requisitos teológicos ou doutrinários para a constituição de uma igreja. Tampouco se exige um número mínimo de fiéis.

Basta o registro de sua assembleia de fundação e estatuto social num cartório. Melhor ainda, o Estado está legalmente impedido de negar-lhes fé. Como reza o parágrafo 1º do artigo 44 do Código Civil: "São livres a criação, a organização, a estruturação interna e o funcionamento das organizações religiosas, sendo vedado ao poder público negar-lhes reconhecimento ou registro dos atos constitutivos e necessários ao seu funcionamento".

A autonomia de cada instituição religiosa é quase total. Desde que seus estatutos não afrontem nenhuma lei do país e sigam uma estrutura jurídica assemelhada à das associações civis, os templos podem tudo.

Governo reprimirá os Picaretas de Cristo?

Duvido muito. Muitos deles estão na base de apoio do Governo Lula. Há exceções, como o casal dos pés apostólicos, que está na base de apoio de outro Governo: o de José Serra.

Fonte: Blog do Noblat.

Conferência quer intervir na mídia

É isso o que pede a maioria das propostas já encaminhadas por ministérios, sindicatos e ONGs à 1.ª Confecom

De Felipe Recondo e João Domingos:

A maioria das propostas encaminhadas pelos ministérios, sindicatos e organizações não-governamentais à 1ª Conferência Nacional de Comunicação (Confecom) quer mais regulação do Estado sobre a mídia e, principalmente, mais favores do governo.

Entre as ideias tiradas nas conferências regionais, preparatórias para a 1ª Confecom, está a de criar um Conselho Nacional de Comunicação, vinculado à Presidência. Outra proposta é a de recriação da Embrafilme, extinta no início de 1990.

Esse conselho, que lembra a proposta de criação do polêmico Conselho Nacional de Jornalismo - ideia arquivada, que agitou o primeiro mandato do presidente Lula (2003-2006) por se destinar a intervir na produção de reportagens -, servirá para promover "o aperfeiçoamento do setor e viabilização do novo marco regulatório".

Das propostas que, na prática, são reivindicações de algum tipo de acesso facilitado aos cofres públicos, a mais comum é a que pede uma reserva de parte das verbas de publicidade oficial para "veículos alternativos comunitários" e jornais de pequena circulação.

Em vez de regulação objetiva, as propostas têm caráter interventor a pretexto de estabelecer o equilíbrio entre "os interesses da população" e os interesses dos "grandes grupos empresariais". Por esse caminho trafegam ideias que vão
da regulação de programas religiosos nas emissoras de rádio e TV à defesa do "controle público dos meios de comunicação".

Apelido: SimãoBacamarte - 29/11/2009 - 6:55

Vocação intervencionista e totalitária não se perde e, menos ainda, morre. Enquanto eles não conseguirem subjugar o que chamam de "midia", que nada mais é que a imprensa que não lhes dá apoio e suporte, não ficarão contentes.

Apelido: Zé-SP - 29/11/2009 - 6:53

Chávez já conseguiu!!!!

UNE teria fraudado convênios com o Ministério da Cultura

Aquela entidade combativa dos anos 60 não existe mais. Hoje, a UNE é tão somente mais uma entidade chapa-branca e pelega como tantas outras.

Fonte: Terra.

28 de novembro de 2009 • 21h15 • atualizado em 29 de novembro de 2009 às 01h23

A União Nacional dos Estudantes (UNE) é suspeita de ter fraudado pelo menos nove convênios com o Ministério da Cultura, no valor de R$ 2,9 milhões. Para aprovar a verba para o Congresso Nacional da entidade, de R$ 342 mil, a UNE teria apresentado documentos de uma empresa de segurança fantasma. A informação é do jornal O Estado de S. Paulo.

A entidade deveria ter entregado extratos bancários e notas fiscais para comprovar os gastos feitos com o dinheiro público em 60 dias ou devolver o dinheiro em 30 dias, mas não teria feito nem um nem outro. O presidente da UNE, Augusto Chagas, não desmentiu a existência de irregularidades, mas negou que tenha havido má-fé por parte da entidade. "A UNE também tem seus problemas adiministrativos", disse. Segundo ele, se forem comprovadas as irregularidades, a UNE devolverá o dinheiro.

DF: O sujo falando do mal lavado

PMDB
Joaquim Roriz criticando o governador José Roberto Arruda é risível.

Ricardo Noblat fez um encerramento magistral para seu texto:

Enviado por Ricardo Noblat - 27.11.2009 17h08m

Roriz lamenta corrupção no governo Arruda

Do ex-governador Joaquim Roriz, hoje, em telefonema para um amigo: "A que ponto chegamos... Nunca imaginei que pudesse haver corrupção no governo do Arruda. É lamentável".

Ontem à noite, Roriz havia antecipado em conversa com assessores a operação detonada hoje pela Polícia Federal para recolher documentos que provem a existência de um suposto mensalão local patrocinado pelo governador José Roberto Arruda, do DEM.

Durval Barbosa, que delatou à polícia o suborno de deputados distritais e licitações irregulares, é o atual secretário de Relações Institucionais do governo Arruda. Em 2003, era o presidente da Companhia de Desenvolvimento do Planalto Central (Codeplan) do governo Roriz.

No fim da campanha de 2002, quando Roriz, governador, era candidato à reeleição, Durval foi um dos personagens de escândalo apurado pelo Ministério Público do Distrito Federal.

Roriz está eufórico. Arruda tomou-lhe o PMDB. Tomou-lhe os principais aliados - entre eles o deputado Tadeu Felipelli (PMDB), no passado tratado por Roriz como seu possível herdeiro político.

Roriz foi obrigado a se filiar ao PSC para ser candidato à sucessão de Arruda. O PSC só terá 1 minuto de propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão durante a campanha - contra mais de 15 minutos da coligação de partidos que apóia Arruda.

A esperança de Roriz é que a coligação em torno de Arruda se desmanche. E que vários partidos troquem de lado.

A próxima será uma das campanhas para governador mais sujas da história do Distrito Federal.

Há dossiês contra todos os prováveis candidatos. Nenhum escapará incólume.

DEM não é lugar para amadores!

Democratas
Pra ficar no Democratas, corrupto tem que ser profissional. Não pode deixar rastros.

O povo do JN não poupa o DEM: "Você vai ver agora as imagens que mostram José Roberto Arruda, do Democratas..."



Fonte: O Globo.
Até a cúpula do DEM já admite que situação de Arruda, governador do DF, é insustentável

Publicada em 28/11/2009 às 22h16m
O Globo

BRASÍLIA - Imagens e diálogos do governador do Distrito Federal,
José Roberto Arruda (DEM), recebendo dinheiro e comandando diretamente um esquema de distribuição de propina a deputados aliados tornaram insustentável sua situação, segundo seu próprio partido. A Rede Globo mostrou uma imagem em que Arruda, então candidato a governador em 2006, recebe um maço de dinheiro do presidente da Codeplan e seu futuro secretário de Relações Institucionais, Durval Barbosa Rodrigues (Assista no Blog do Noblat).

Na gravação, Arruda aparece sentado no sofá na sala do gabinete de Durval, no 10º andar do prédio anexo do Palácio Buriti. Ele está sem terno, sentado de forma relaxada, quando Durval surge no vídeo e lhe entrega o dinheiro. Segundo investigação da PF, com gravações autorizadas pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), Arruda, já como governador, comandava uma "organização criminosa" que arrecadava dinheiro de empresas com contratos com o governo do DF e distribuía os recursos mensalmente para deputados aliados, integrantes do governo e para o próprio governador.

A Rede Globo mostrou também uma cena na qual o jornalista Omézio Pontes, assessor de imprensa de Arruda, aparece recebendo vários maços de dinheiro, repassados por Durval. Omézio está sentado numa cadeira, próximo à mesa do secretário. Segundo a TV Globo, o total dessa entrega é de R$ 100 mil. Ainda segundo a emissora, a Polícia Federal não encontrou montagem no vídeo, mas vai enviá-la para perícia no Instituto Nacional de Criminalística.

Para a cúpula do DEM, cujo único governador é Arruda, a situação dele ficou insustentável. Após a divulgação das imagens, o advogado José Gerardo Grossi, que defende Arruda, disse que aquele dinheiro foi usado para a compra de panetones a serem doados no Natal. O governador passou o dia recluso. Na sexta-feira, ele afastou seus secretários envolvidos no esquema, segundo as investigações da PF, e alegou que o esquema de corrupção teria começado no governo anterior, de Joaquim Roriz, admitindo que pode ter continuado na sua gestão.

A cúpula do DEM convocou uma reunião extraordinária da Executiva Nacional do partido para decidir sobre a expulsão de Arruda. Dirigentes do DEM admitiram no sábado que é inegável a contundência das provas contra Arruda. As gravações foram feitas por Durval, que denunciou o caso ao Ministério Público e à Polícia Federal. As conversas então foram filmadas e gravadas por Durval, este ano, com monitoramento da PF.

No domingo, uma comissão do DEM tentará ouvir as explicações de Arruda, mas muitos dirigentes reconhecem a dificuldade do governador para justificar o que já é chamado de mensalão do DEM. O partido teme a associação desse episódio com o mensalão do PT - o pagamento de propina a parlamentares do Congresso pela cúpula do PT e Marcos Valério, um dos operadores do esquema, em troca de apoio ao governo Lula. Valério foi peça-chave também num esquema de distribuição de recursos na campanha pela reeleição do então governador de Minas, o tucano Eduardo Azeredo, em 1.998.

No sábado, a OAB-DF anunciou que estuda a possibilidade de pedir o impeachment do governador. Com apenas 5 dos 24 integrantes da Câmara Legislativa do Distrito Federal, a oposição - formada por quatro deputados do PT: Chico Leite, Érica Kokay, Cabo Patrício, Paulo Tadeu; e um do PDT, José Antonio Reguffe - vai propor na terça-feira a abertura do processo.

O presidente nacional do partido, deputado Ricardo Berzoini (SP), no entanto, afirmou em seu perfil no twitter que não concorda com o impeachment do governador:

"Não defendo o impeachment do Arruda. Defendo que as investigações sejam feitas, com serenidade, sem baixaria.", disse
.( Noblat: Futuro de Arruda está numa fita de vídeo)

A oposição quer ainda instalar uma CPI para investigar o escândalo e abrir processos por quebra de decoro contra quatro deputados supostamente envolvidos no caso.

(
Noblat: Roriz está eufórico )

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Hackers tiram site do PT do ar

Essa é para os tolos que acreditam que todos os hackers são de esquerda.

Fonte: Congresso em Foco.

25/11/2009 - 17h05

Hackers tiram site do PT do ar

Rudolfo Lago

Em plena apuração do Processo de Eleição Direta (PED), o site do PT saiu do ar pela ação de hackers. A página ficou fora do ar durante boa parte da tarde de hoje, 25 de novembro, e retornou por volta das 17h.
O site havia criado uma página que permitia o acompanhamento on-line da votação, com informações em tempo real tanto da apuração nacional como da apuração nos estados.

No início da tarde de hoje, o presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini, confirmou a vitória do ex-senador José Eduardo Dutra no PED. Com 86% dos votos apurados, ele chegara a 58% do total, o que tornava impossível a aproximação de seus adversários ou realização de um segundo turno.

Rio tem assaltos em academias

Rio 2016 - Cidade dispendiosa
Mais uma dos preparos para a Olim Piada 2016:

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

A pizza gospel está no forno

Casal Hernandes
Fonte: MPF retira acusação de falsidade ideológica e casal da Renascer responderá só por evasão de divisas.

SÃO PAULO - A procuradora Karen Kahn, do Ministério Público Federal em São Paulo, retirou a acusação de falsidade ideológica contra o casal Sonia e Estevam Hernandes, fundador da Igreja Renascer em Cristo. O casal, que participou nesta quarta e quinta-feiras de uma audiência de instrução na 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo, responderá apenas pelo crime de evasão de divisas, por entrar nos Estados Unidos com dólares não declarados à alfândega americana, em 2007.

A decisão do juiz Fausto de Sanctis, responsável pelo caso, deve sair nos próximos dias. No caso de evasão de divisas, a pena varia entre 2 e 4 anos de prisão em caso de condenação. Se respondesse também pelo crime de falsidade ideológica, o casal poderia ainda pegar de um a cinco anos de pena, em caso de condenação, mais multa.

Nesta semana, o juiz ouviu quatro testemunhas de defesa do casal. Nesta quinta-feira, o advogado dos fundadores da Renascer em Cristo, Luiz Flávio Borges D'Urso, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de São Paulo, entregou a De Sanctis a defesa escrita à mão, em 37 páginas.

Estevam e Sônia foram detidos em 9 de janeiro de 2007, quando tentaram entrar nos Estados Unidos com US$ 56 mil não declarados à alfândega escondidos em uma bolsa, em uma Bíblia, em um porta-CDs e na mochila do filho. Pela lei americana, eles deveriam ter informado que iriam entrar com mais de US$ 10 mil no país.

Nos Estados Unidos, o casal foi condenado à reclusão, seguida de cinco meses de prisão domiciliar. A Justiça dos Estados Unidos determinou que a reclusão fosse cumprida primeiro por Hernandes e depois por Sônia, para que os filhos do casal não ficassem sem os dois responsáveis em casa no Brasil. O casal chegou a usar uma espécie de tornozeleira eletrônica para que fosse monitorado.

O casal também responde pela acusação de lavagem de dinheiro feita pelo Ministério Público Estadual de São Paulo. No Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília, dois ministros já aceitaram habeas corpus impetrado pela defesa dos Hernandes e ordenaram o trancamento da ação aberta em 2006. Se o habeas corpus receber mais um voto favorável, o processo será arquivado. O MPE entende que o casal ocultou bens de origem supostamente ilícita e que o crime foi praticado por organização criminosa. Mas o Código Penal Brasileiro não tem definição legal para organização criminosa.

Mirian Leitão gaguejando ao falar bem do Governo

Flagrante da Miriam Leitão gaguejando quando fala bem de Lula. Muito engraçado vê-la desorientada, sem saber o que fazer quando perde o "script". (texto do usuário KabecaChata, do YouTube)



As luletes fizeram comentários no YouTube:

CarlosCastanharo (21 horas atrás)

Chupa reaça!

fabiofarful (2 dias atrás)

Ela gaguejou pq tinha q falar bem do governo apesar das ordens contrárias do Ali Kamel.
Pensa rápido!!!!! Não Conseguiu!!
KKKKKKKKK

lucaocf (2 dias atrás)

gagueja Miriam Porkão...
as mudanças no Brasil são tantas no governo Lula.. que a coitada da manipuladora não consegue nem falar... kkkkkkkkkkkkkk

kaneyasujapao (1 semana atrás)

Gostaria de saber, qual jornalista eh sincero ao povo, e que defenda o povo

Mindinha7 (1 semana atrás)

Não esqueçamos que qualquer um no seu lugar também ficaria com medo de ser demitido. Infelizmente a mídia tem dois lados, ao mesmo tempo que informa também manipula. Isso é um fato. O que fazer para mudar...? Bem, isso é algo que busco desde que entendi a lógica do capitalismo. Infelizmente só nos resta fazer a nossa parte.

Madareia (1 semana atrás)

hahahahah!!
Com tantas boas noticias ela passa mal! Ela eastava com medo de ser demitida porque não achou nada pra dizer " é uma boa noticia porém". Vai catar coquinho Globo.

oliveira10dida (1 semana atrás)

Quem quer ser respeito tem que ousar tentar o novo , em 2010 e' a vez da mulher ''DILMA PRESIDENTA''

flaviobre (1 semana atrás)

é dificil!!!! kkkkk... essa elite conservadora tem que engolir nosso Presidente guela abaixo... Viva o Brasil!!!!!! e em 2010 é Dilma na Presidencia...

dddevoce (2 semanas atrás)

Ela nem entende do assunto...
O TP falhou e ela ficou perdida ai...

BURRA e MANIPULADORA!


As luletes entram em orgasmos múltiplos com as trapalhadas desses jornalistas.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Lula, O Globo e a novela Viver a Vida



Não. Isto não é mais uma postagem sobre a Igreja Renascer. Foi a ideia que tive ao ler este comentário sobre a novela Viver a Vida n'O Globo:

Nome: Marcelo Navarro - 24/11/2009 - 18:47

Que pé no saco, agora todo dia tem manchete na capa desse personagem de novela engana trouxa no Brasil, já a notícia de que o Lula vai dar asilo a terrorista internacional fica escondida na seção País... Que vergonha... Depois ainda dizem que o Globo é contra o Lula...

Não adianta. As luletes continuarão dizendo que O Globo faz parte do Partido da Imprensa Golpista.

Sobre a novela, eis o texto original:

Luciana descobre que tem sensibilidade na sola dos pés. E se senta

Depois da tragédia do acidente e de tantos dias de tristeza no hospital, Luciana (Alinne Moraes) começará a dar sinais de alguma recuperação nos próximos capítulos de "Viver a vida". Tudo começará quando Miguel (Mateus Solano) fizer um teste de sensibilidade com ela. Primeiro, ele encostará um instrumento nos braços da modelo e ela dirá: "Aí vocês já sabem que eu sinto". Depois, nas pernas, onde a sensibilidade será nula.

Mas quando ele tocar a sola do pé, ela vai exclamar: "Espera aí, Miguel, acho que senti". Eles terão o seguinte diálogo:

Miguel:

- Jura? Podemos confiar mesmo ou você está mentindo como disse que fazia com o analista?

Luciana:

- Claro que não Miguel, é verdade!

Dr. Moretti (Leonel Fischer) pedirá a Miguel que repita o teste. Miguel então vai fazer um desenho na sola do pé de Luciana e pedirá a ela que reconheça a forma que ele fez.

Luciana:

- É um coração não é?

É. E todos ficarão radiantes. Mas dr. Moretti explicará a Tereza (Lília Cabral) que a sensibilidade significa que o edema está cedendo, mas não quer dizer que Luciana voltará a andar.

Alguns dias depois, com a ajuda da fisioterapeuta Larissa (Patricia Carvalho-Oliveira), Luciana vai conseguir ficar sentada. Feliz com seu progresso, ela deixará a família toda emocionada ao dizer:

- Gente, que sensação boa. Queria passar o dia assim...


O apagão carioca

Rio 2016 - Cidade dispendiosa
Já começaram as Olim Piadas 2016.

Fonte: O Dia.

Apagões ameaçam verão

Aumento no consumo de energia é uma das causas do problema. Temperatura vai subir ainda mais

Rio - O próximo verão pode ser marcado por apagões no Rio. Segundo especialistas, uma conjugação de fatores como o aumento da demanda por energia não acompanhada por investimentos suficientes na rede e temperaturas mais altas podem deixar o carioca às escuras, como aconteceu entre segunda-feira e ontem com pelo menos 42 mil pessoas. Foram quase 24 horas no breu.

Na Sorveteria Itália, no Leblon, tortas e potes de sorvete derreteram e foram descartados. A proprietária estima o prejuízo em R$ 50 mil.
A quarta grande queda de energia em duas semanas atingiu moradores de 12 bairros de Norte a Sul do Rio e de Caxias. Quem sofreu mais tempo com o apagão foram os moradores de Leblon, Ipanema, Lagoa, que ficaram sem luz das 15h50 de segunda até as 14h40 de ontem. Também foram atingidos os bairros de Tijuca, São Cristóvão, Benfica, Ramos, Méier, Penha, Abolição, Jacarepaguá, Sepetiba e parte de Caxias.

Meteorologistas preveem um verão muito quente, com mais consumo de energia e consequente aumento na probabilidade de novos apagões. “Para dezembro e janeiro teremos temperatura na média da estação. Para fevereiro, esperamos temperaturas mais altas e clima mais seco”, explica o meteorologista Marcelo Pinheiro, do Climatempo.

Segundo Josef Perecmanis, coordenador do departamento de Energia Elétrica da Escola de Engenharia da UFF, as políticas de incentivo a compra de eletrodomésticos provocou o aumento na demanda de energia: “Os investimentos que estão sendo feitos pelas concessionárias não estão conseguindo acompanhar a demanda. As empresas ainda estão se adaptando, mas isso não é uma coisa rápida. As empresas de energia foram pegas de surpresa”.

O vice-presidente de Clientes e Operações da Light, Roberto Alcoforado, descartou o perigo de novos apagões. Ele atribuiu a interrupção no fornecimento de bairros da Zona Sul a falha em três cabos do sistema que abastece a região. “Tivemos problemas em três de um total de oito cabos. Por prevenção, interrompemos o fornecimento. A rede na Zona Sul, Centro e parte da Barra é toda subterrânea e extremamente segura. Os problemas registrados em outras regiões são decorrentes de avarias em transformadores. Entre a quarta-feira passada e a última segunda tivemos aumento de 27% no consumo na Zona Sul. Em todo o Rio, já chega a 10%. Falarmos em risco de apagão é fora de propósito. E não vamos recomendar racionamento”.

“Durante 10 anos (de 1996 a 2006), a rede subterrânea não recebeu investimentos”, conta o engenheiro Clayton Vabo, diretor do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Rio.

Dia de caos na Zona Sul

A falta de luz trouxe prejuízo a empresas e muita dor de cabeça para os moradores dos 12 bairros cariocas que ficaram no breu. Sem energia, alguns moradores de apartamentos não receberam a água bombeada da caixa d’água.

No Edifício Lygia Maria, na Rua Visconde de Pirajá, em Ipanema, o porteiro José Orlando Ricardo, 62, tomou banho no apartamento de um zelador amigo. “Moro no último andar. Sou obrigado a subir 146 degraus para chegar em casa”, lamentou José, que perdeu as contas de quantas vezes subiu e desceu as escadas para socorrer moradores.

Na loja de Sorvetes Itália, no Leblon, a proprietária distribuiu os picolés para não ter que jogá-los no lixo. “Meu prejuízo não vai ser menor do que R$ 50 mil ”, lamentou Sônia Negri.

Cecília Cordeiro Rocha, 70 anos, teve que ficar em casa, na Abolição, com o filho cadeirante, que não pôde sair porque o elevador do prédio não funcionava. “Foi um absurdo. “Sem luz acabamos nos sentindo presos”, lamenta a aposentada.

Light será obrigada a se explicar diariamente

Quinze depois de enviar técnicos para apurar falhas no fornecimento de energia no Rio, ontem, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) determinou, em caráter excepcional, que a Light envie informações diárias sobre interrupções no fornecimento de energia até o fim de cada tarde. A concessionária terá que relatar a duração da pane, área e população afetadas. O Ministério Público Estadual deve instaurar um Inquérito Civil Público para apurar os apagões.

Segundo a Aneel, a Light tem 48 horas para explicar as interrupções no fornecimento de energia de segunda e do último dia 13, quando Copacabana e Ipanema tiveram o serviço bastante afetado. No documento também devem constar as medidas adotadas para evitar a repetição do problema. Além dessa notificação, a agência investiga os problemas no abastecimento de luz em 30 bairros cariocas, no início do mês. A empresa tem 15 dias para se explicar e pode ser multada em até 1% de seu faturamento.

O Ministério Público do Rio deve instaurar um Inquérito Civil Público para investigar a responsabilidade da concessionária no apagão. De acordo com o promotor Rodrigo Terra, os danos causados à população devem ser ressarcidos. “O serviço de fornecimento de energia é essencial, por isso, a interrupção que causa dano ao consumidor pode ser considerada ato ilícito. Todas as formas de dano ao consumidor, sejam materiais ou morais, são passíveis de reparação”.
O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Julio Bueno, solicitou ontem à Aneel a transferência da fiscalização das concessionárias de energia elétrica do Rio para a Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico do Rio (Agenersa). A intenção é intensificar a fiscalização.

32 SINAIS APAGADOS

Devido à falta de energia, 85 guardas municipais foram deslocados para organizar o trânsito, principalmente na Zona Sul. Trinta e dois semáforos deixaram de funcionar.

Uma escola estadual e oito municipais não tiveram aulas ontem. Escolas Municipais Santos Anjos e Henrique Dodsworth, no Leblon, funcionaram com número de alunos reduzido nos dois turnos.

HISTÓRICO DE BLECAUTES

VENTO DEIXA SEM LUZ
Em 12 de outubro, moradores da Baixada e dos bairros Riachuelo, Engenho Novo, Abolição e Jacarepaguá ficaram sem luz. A Light atribuiu o problema a rajadas de até 75 km/h.

ZONAS NORTE E OESTE ÀS ESCURAS
Nos dias 10 e 11 deste mês, diversos bairros das zonas Norte e Oeste do Rio sofreram com quedas de energia.

APAGÃO NACIONAL
Por volta das 22h20 do mesmo dia 11, um blecaute nacional deixou sem energia 18 estados. A causa do apagão — que durou mais de duas horas — é controversa. A explicação do governo foi pane elétrica na linha de transmissão de Itaipu devido a condições meteorológicas adversas. Especialistas contestaram. No Rio, o trens e metrô encerraram serviço, ônibus lotaram, sinais de trânsito pararam, celulares e telefones fixos ficaram mudos em parte da cidade, e, nos dias seguintes, o abastecimento de água ficou comprometido.

PROBLEMAS DIÁRIOS
Após o apagão nacional, vários bairros do Rio e da Baixada vêm sofrendo interrupções no abastecimento de energia. No dia 12, foi Ipanema, Copacabana e Santa Teresa.

Reportagens de Amanda Pinheiro, Bruna Talarico, Diego Barreto, Fernanda Alves e Ricardo Albuquerque

Fonte: O Globo.

Aneel dá prazo para Light explicar causas da suspensão do fornecimento de luz no Rio

Publicada em 24/11/2009 às 23h33m
Geralda Doca e Isabela Bastos


BRASÍLIA e RIO - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) deu nesta terça-feira prazo de 48 horas para que a Light encaminhe explicações para as quedas no fornecimento de energia, ocorridas no último dia 13, no bairro de Copacabana, e na segunda-feira em partes do Leblon, de Ipanema e da Lagoa. A região da Leopoldina, no Centro, também foi atingida, elevando para mais de 40 mil o número de pessoas afetadas.

Segundo a assessoria do órgão regulador, se for contatado algum tipo de problema nas redes, como falta de manutenção, por exemplo, a distribuidora poderá receber advertência e ainda ser multada. O valor pode chegar a 1% do faturamento anual da empresa.

No fim da noite desta terça-feira, a Light informou que os problemas de abastecimento foram solucionados em praticamente toda a cidade. Segundo a empresa, há problemas somente em um trecho do Anil, em Jacarepaguá, e em Vila Valquire. Porém, devido à chuva que caiu na Baixada fluminense no início da noite, há problemas também em Nova Iguaçu, Belford Roxo e Xerém.

Dirigente da Light cita aumento de carga, de consumo e vandalismo
A Light diz que três fatores contribuíram para os problemas que ocorreram num perímetro formado pelas ruas Cupertino Durão, no Leblon, e Garcia D'Ávila, em Ipanema, a orla e a Lagoa. O vice-presidente de Clientes da empresa, Roberto Alcoforado, citou furto de cabos em diversos pontos; acréscimo de 27% no consumo na área, entre quarta-feira da semana passada e segunda-feira, por causa do calor; e aumento de carga (volume de energia disponibilizada) de outubro passado em comparação com o mesmo mês de 2008, período em que a economia estava em recessão.

O aumento do consumo foi atribuído por ele a um crescimento na quantidade de eletrodomésticos nas casas, por causa da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) do setor, mesmo tendo a área afetada um dos maiores IDHs da cidade - ou seja, a maioria dos moradores já possuía esse tipo de aparelho.

- Tivemos um crescimento de carga por conta do aumento do número de eletrodomésticos. Isso sozinho não é motivo para o sistema não suportar. Mas houve aumento grande do consumo em função da alta temperatura. As pessoas ligam mais o ar-condicionado, abrem mais a geladeira. Isso, associado ao vandalismo de roubo de fios, fez com que tivéssemos problemas em três cabos, deixando o sistema em risco. Faltou luz porque desligamos o sistema para evitar danos maiores e mais tempo para consertos - disse Alcoforado.

O vice-presidente explicou ainda que três dos oito de cabos de média tensão que saem da subestação do Leblon para abastecer a região entraram em curto-circuito. Equipes da Light constataram furtos de cabos de baixa tensão que distribuem a energia para os imóveis. A falta desses cabos gerou danos na rede de média tensão, fazendo com que se optasse pelo desligamento do sistema. Técnicos encontraram ainda galerias alagadas em razão de furtos de boias de contenção de águas pluviais. Segundo Alcoforado, a Light contabiliza uma média de 30 quilômetros de cabos furtados ao ano. Ele negou que a empresa não tenha se preparado para o aumento de demanda por energia desta época.

- A empresa investiu R$ 1,2 bilhão em melhorias na rede nos últimos três anos, exatamente para suportar o crescimento do consumo. Somos a melhor empresa em termos de indicadores de qualidade do Brasil. Temos a menor frequência de interrupção por cliente do país - afirmou Alcoforado.

Em resposta à precariedade no fornecimento de luz, o governo do Rio decidiu acelerar o acordo entre a Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico do Rio de Janeiro (Agenersa) e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para descentralizar as funções da autarquia federal e transferir para o órgão regulador fluminense a responsabilidade pela fiscalização da Light.

Fonte: O Globo.

Cariocas já sofrem com problemas constantes de falta de luz antes mesmo do apagão

Publicada em 24/11/2009 às 12h22m
O Globo

RIO - Antes mesmo do apagão que atingiu 18 estados brasileiros e parte do Paraguai, no dia 10 de novembro, os cariocas já estavam sofrendo com frequentes faltas de luz. A explicação da Light, na maioria dos casos, era a de que os problemas foram causados pelo aumento no consumo.

Entre os dias 5 e 8 de novembro, os casos de falta de energia atingiram 30 bairros da Região Metropolitana . Segundo a empresa, 400 transformadores se desligaram, deixando 1.500 mil clientes sem eletricidade. Na ocasião, Carlos Piazza, da Light, listou quatro circunstâncias para o problema: calor; aumento de consumo de energia - inclusive por causa da compra de mais equipamentos eletrodomésticos; inadequação das instalações elétricas de algumas casas, sobretudo em favelas por causa dos "gatos"; e aumento de temperatura do sistema em áreas de fim de rede de distribuição.

- Tivemos a maior temperatura registrada desde 2004. Isso provoca uma série de combinações, como aumento de temperatura num pico forte, ar seco, calor forte e sensação térmica de 45 graus. Isso faz com que as pessoas liguem todos os seus aparelhos ao mesmo tempo. Não há problema de interrupção de rede, mas de transformadores, que é o último ponto de distribuição para os clientes - disse Piazza, na época.

A companhia alegou que houve interrupção do fornecimento de energia em pequenas regiões no entorno dos transformadores que desligaram. Na ocasião, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) disse que iria inspecionar instalações da Light para apurar as causas dos transtornos e as metas de universalização de energia. A Secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços (Sedeis) também disse que cobraria explicações da Light.

No dia 20 de setembro, moradores do Grajaú viram a energia elétrica cair nada menos do que sete vezes em menos de 24 horas. O vaivém permanente afeta quase toda a Rua Gurupi. Moradores dizem já ter recorrido à Light em diversas ocasiões, mas, segundo eles, depois de um tempo de estabilidade, o problema se repete. A assessoria de imprensa da Light disse, na época, que as interrupções de energia na Rua Gurupi nos últimos meses foram causadas por temporais, galhos na rede elétrica e rupturas da rede.

No dia 9 de setembro, foram os ventos de 91km/h que causaram transtornos na cidade. Ruas de seis bairros ficaram sem energia elétrica por causa da ventania. Moradores da Rua Eurico Rabelo, no Maracanã, ficaram sem luz durante quase três horas, devido à queda da fiação elétrica. De acordo com a Light, trechos dos bairros Grajaú, Campo Grande, Manguinhos, Bonsucesso e Senador Camará ficaram parcialmente sem energia. O fornecimento foi restabelecido ao longo da tarde e da noite.

Subida de Dilma em pesquisa faz oposição (?) agir


Olhem a minha cara de comovido.

Fonte: JB.

Oposição pressiona Serra a sair candidato já

JB Online

BRASÍLIA - O DEM, o PSDB e o PPS vão usar as pesquisas de intenção de voto para constranger o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), e pressioná-lo a definir a sua pré-candidatura ao Palácio do Planalto o mais cedo possível. Ontem, no almoço em que a cúpula dos três partidos dividiu a mesa, o senador Sérgio Guerra (PE), que comanda os tucanos, e o deputado Rodrigo Maia (RJ), que preside o DEM, previram Serra em queda contínua, contra a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) em ascensão constante. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

- É melhor assumir logo isso - aconselhou Maia, diante da observação geral de que a pré-candidata petista crescerá ainda mais com a exposição no programa partidário do PT em cadeia nacional de rádio e TV, marcado para 10 de dezembro.

- Não é fácil manter candidatos que não se lançam, não fazem propaganda e respeitam a lei - declarou Guerra. Embora ninguém tenha descartado o governador de Minas, Aécio Neves, como alternativa da oposição na corrida presidencial, o alvo das cobranças é Serra, porque ele é quem mais resiste a assumir logo a condição de pré-candidato e por liderar as pesquisas eleitorais.

O almoço dos dois chefes da oposição aconteceu um dia depois de pesquisa CNT/Sensus mostrar que Dilma, com 21,7% das intenções de voto, está a 10 pontos porcentuais do tucano, que tem 31,8%. Nesse cenário, além de Serra e Dilma, o Sensus incluiu como pré-candidatos os nomes de Ciro Gomes (PSB) e Marina Silva (PV).

Essas porcentagens alarmaram a oposição. Em fevereiro, o Planalto traçou como meta para Dilma encerrar o ano "entre 15% e 20%". Um mês e meio antes do prazo, a pré-candidata já atingiu o objetivo. Em fevereiro, ela tinha, em pesquisa CNT/Sensus, 13,5% das intenções de voto, contra 42,8% de Serra.

O Estado mostrou, no início do ano, como o governo montou o roteiro para atingir esse patamar: Dilma deveria trocar o figurino de "gestora" por uma agenda de muitas viagens e aparições ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Saíram os "despachos internos" e entraram os palanques em obras - muitas delas, apenas pedras fundamentais - que renderam milhares de fotos e discursos em que o presidente apresenta Dilma como candidata.

- É claro que uma candidata lançada por Lula, que faz propaganda com dinheiro público, tende a crescer - disse Guerra. - A melhor coisa a fazer, quando o governo está forte e usando a máquina para inflar sua candidata, é antecipar o movimento das pesquisas - emendou Maia.

O presidente do DEM prevê dificuldades para fiscalizar a movimentação da pré-candidata até abril, quando Dilma deixará o cargo para assumir a candidatura. - Aí o jogo muda. Ela terá de sair do colo do Lula e andar com suas próprias pernas - enfatizou.

Maia, Guerra e os líderes da oposição na Câmara e no Senado que participaram do almoço tiveram a cautela de não manifestar preferências, até porque a avaliação geral foi de que o clima entre Serra e Aécio "azedou" nos últimos dias, por causa da intensa movimentação do mineiro. O que angustia todos é o prazo. A frase mais ouvida nos bastidores do DEM, do PSDB e do PPS é que "segurar até março é impraticável".

A oposição também mostrou apreensão com a escolha de João Vaccari Neto para tesoureiro do PT e previu campanhas muito caras nos estados, por causa da "gastança" do governo. - O PT nomeou um tesoureiro ambicioso - disse Guerra.

Informações do jornal O Estado de S. Paulo

06:46 - 25/11/2009

Fonte: O Globo.

Subida de Dilma em pesquisa faz oposição agir

Publicada em 25/11/2009 às 00h45m
Adriana Vasconcelos

BRASÍLIA e SÃO PAULO - Sem disfarçar o desconforto com as pesquisas que indicam tendência de queda nas intenções de voto do presidenciável tucano José Serra (SP), líderes e dirigentes de PSDB, DEM e PPS iniciaram nesta terça-feira uma ofensiva para unir forças, unificar o discurso da oposição e partir para o ataque ao governo. A ideia é se contrapor à melhora do desempenho da pré-candidata petista, Dilma Rousseff. Mas, na avaliação feita reservadamente no almoço que os uniu nesta terça, concluíram que esse esforço será em vão se os tucanos adiarem a escolha de seu candidato para março, como defende o governador paulista. Essa posição deverá ser levada a Serra nos próximos dias.

Dentro da nova estratégia de ataque, a oposição protocolou nesta terça 18 pedidos de investigação de supostas irregularidades cometidas na Petrobras , identificadas pelo relatório paralelo elaborado pelos tucanos e democratas no final dos trabalhos da CPI da Petrobras. Entre elas estão o superfaturamento de R$ 2 bilhões nas obras da refinaria Abreu e Lima (PE), a recontratação de empresas investigadas por fraudes em licitações da Petrobras e o preço excessivo da gasolina, o que configura, segundo a oposição, uma infração contra a ordem econômica.

Tucanos admitem que adversária pode crescer mais

Segundo relato de participantes do encontro desta terça, todos admitem que Dilma deverá crescer ainda mais nas pesquisas até o fim do ano. Estimam que ela deverá passar dos 20% das intenções de votos, estimulada não apenas pelo que chamam de uso indiscriminado da máquina federal para turbinar a candidata do PT, mas também pela indefinição da oposição.

O presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), tentou minimizar para a imprensa a avaliação feita nesta terça:

- A oposição não vai ficar paralisada porque não tem ainda seu candidato.

Já o presidente nacional do DEM, deputado Rodrigo Maia (RJ), que participou do almoço e defendera anteriormente a antecipação da escolha do presidenciável tucano, disse que o importante agora é que a oposição se organize para enfrentar a candidata do governo.

- A Dilma vai crescer ainda mais porque o governo Lula tem 80% de aprovação e vai continuar usando a máquina para ajudá-la. Negar que a candidata do PT vai crescer é negar o óbvio - observou Maia.

Embora pressionando para que os tucanos definam seu candidato o mais rapidamente possível, os aliados do PSDB alertaram que essa operação não poderá fragmentar o partido.

- Teremos de administrar a pré-campanha, o fogo amigo e as definições dos palanques estaduais sem ter um candidato - disse o líder do DEM, senador José Agripino (RN).

Oposição planeja reuniões sistemáticas

A partir de agora, a oposição planeja se reunir sistematicamente para avaliar o quadro eleitoral, se antecipando a eventuais conflitos estaduais e estabelecendo uma estratégia de atuação conjunta no Congresso. E antes do fim do ano legislativo, os partidos planejam promover um evento de confraternização das bancadas do PSDB, DEM e PPS com Serra e Aécio.

Nesta terça, em São Paulo, o governador José Serra disse não acreditar que a situação econômica do país determinará a escolha do próximo presidente . Em Fortaleza, em entrevista à rádio Verdes Mares, Serra afirmou que, caso seja eleito presidente da República, vai manter o programa Bolsa Família. Em outra entrevista, à rádio Jangadeiros, ele disse que não é hora de falar em candidatura:

- A gente tem tempo e não deve, como se diz na expressão, matar cachorro a grito.

No Rio, o governador de Minas, Aécio Neves, voltou a cobrar que o PSDB defina logo o seu candidato. Ele disse que se não houver uma decisão até dezembro, abandona a disputa e se candidata ao Senado.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Tucanos se vingam do Enade


Ha ha ha ha ha... Rapidinho o tucanato se vingou do Enade!

Mas usaram o mesmo método escuso dos petralhas.

Fonte: JB.

Concurso para Câmara tem questão sobre mensalão em SP

Portal Terra

SÃO PAULO - Uma questão de um concurso para programador da Câmara Municipal de São José dos Campos, município paulista administrado pelo prefeito Eduardo Cury (PSDB), aplicado no dia 8 de novembro, relembrava o caso do mensalão, suposto esquema de pagamento a parlamentares para que votassem de acordo com o governo. As informações são da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

De acordo com a reportagem, a questão era: "o governo do presidente Lula vem sendo palco de alguns escândalos que envolvem petistas famosos. Em meados de 2005, quadros do Partido dos Trabalhadores envolveram-se no chamado escândalo do mensalão. Qual é o nome dessas personalidades políticas?", perguntava a prova.

Segundo o jornal, apareciam como opções José Alencar e Antonio Palocci, não envolvidos com o caso, e José Dirceu, Silvio Pereira e Luiz Gushiken, que foram investigados.

A coluna afirma que advogados dos réus do mensalão avaliam a possibilidade de entrar na Justiça para pedir indenização por danos morais. De acordo com o jornal, os advogados ironizaram o fato de a prova não fazer referência ao caso do chamado mensalão mineiro, que envolveu os nomes do senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) e que é julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

A assessoria da Câmara disse à coluna que as questões não têm conotação política e foram elaboradas por técnicos.

09:13 - 24/11/2009

Metendo os pés apostólicos pelas mãos

Ap. Estevam Hernandes
Uma integrante da Tropa de Elite Apostólica escreveu para este blog comentando a postagem A igreja dos pés apostólicos:

Gabriela disse...

vocês são uns idiotaas, RENASCER ATÉ MORRER, MEUS PÉS SÃO APOSTOLICOS MESMOOO e pra vocês calarem a boca meu paizão e minha mãezona foram inocentados, pra honrra e pra gloria do senhor õ/

Eu prefiro ser de Jesus até morrer.

Além do mais, o apóstolo e a bispa dos pés apostólicos foram réus confessos do processo judicial em que foram condenados por entrarem nos EUA com dólares não declarados. Não há de se falar de inocência, aqui.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Pisaram no rabo do gato no Ministério Plenitude de Avivamento

E ainda tem gente que defende o arrendamento de rádios.

A rádio Gospel FM carioca, emissora arrendada pela Gospel FM paulistana (pertencente à Igreja Apostólica Renascer em Cristo) tem uma série de anúncios, vinhetas e programas surreais. Ontem mesmo eu gravei um trecho da programação, no horário de 1h da manhã. O que encontrei foi um anúncio de um show de "samba rock", algumas vinhetas e a abertura do programa O poder de Deus em ação, do Ministério Plenitude de Avivamento do bispo André Fabiano.

A abertura do programa é um show de rádio-exorcismo mais falso que os da Deus é Amor. Na hora em que uma das vítimas da igreja é supostamente exorcizada, solta um grito tal que parece o barulho que um gato faz quando alguém lhe pisa o rabo.

A prova está aqui:

domingo, 22 de novembro de 2009

Brecha legal leva religião e vendas à TV


Duvido que o Governo mexa com os Picaretas de Cristo que são sua base eleitoral.

Fonte: ADTV.

Brecha legal leva religião e vendas à TV

Bandeirantes, Gazeta, Rede TV!, Record e Rede 21 ocupam parte da programação com cultos de igrejas e telecomércio.

Lei, de 1962, não aborda venda da programação e não é clara sobre cota de publicidade; lucro das TVs com a prática é polêmico.

É só zapear o controle remoto e constatar: na TV aberta o que não falta é programa religioso e de venda de produtos.

Levantamento feito pela Ilustrada, com base na programação de São Paulo de 8 a 14 de novembro, mostra que Rede TV!, Record, Gazeta e Band ocupam entre 23% e 30% da grade semanal com programas religiosos.

E a Rede 21, do grupo Bandeirantes, tem só 30 minutos diários de programação própria, o restante tomado pela Igreja Mundial do Poder de Deus.

Dentre os programas exibidos nessas emissoras estão os cultos como os da Igreja Universal do Reino de Deus, de Edir Macedo (dono da Record), e os da Igreja Internacional da Graça de Deus, de R.R. Soares.

Além disso, Rede TV! e Band têm espaços alugados para programas de vendas, 10% e 6% do total da programação, respectivamente. Já a Gazeta ocupa 29% da semana com venda de produtos -isso sempre sem contar intervalos comerciais-, sendo que a própria emissora produz os programas.

Nesse telecomércio, tem de tudo. Liquidação de roupa, panelas fritando ovo ao vivo e lançamentos de condomínios etc. As TVs se aproveitam de um vácuo na legislação para alugar parte de seus horários a igrejas e a empresas de venda de produtos. A lei, de 1962, não trata do tema. Diz apenas que no máximo 25% da programação pode ser ocupada por "publicidade comercial", sem deixar claro o que isso quer dizer.

As emissoras podem estar em situação irregular ou não, dependendo da interpretação.
A venda de espaço para igrejas entra na cota de 25%, visto que o canal tem um lucro? Os programas de vendas entram? Ou "publicidade comercial" são apenas os intervalos? Eis o nó.

O governo vai entrar na polêmica. A ideia é regulamentar a comercialização do tempo de programação, uma vez que canais abertos são concessões públicas, reforçar a fiscalização do limite de 25% de publicidade e deixar claro o que entra na cota.

A proposta, da Secretaria de Comunicação (Secom) da Presidência, será apresentada em dezembro na Conferência Nacional de Comunicação, convocada por Lula. O documento, obtido pela Folha, fala em "coibir a comercialização do tempo de programação". "A concessão é dada a uma pessoa jurídica sob certas condições. Não tem sentido subcontratar", diz Ottoni Fernandes, secretário-executivo da Secom. O texto fala também em "regular a prática de proselitismo religioso". "Estamos propondo a discussão. Concessão pública implica, em tese, ser destinada a programas informativos, culturais", afirma Fernandes.

Para o sociólogo e professor de comunicação da USP Laurindo Lalo Leal, "uma TV aberta arrendar horários para igrejas ou vender tapete e joia 24 horas por dia contraria a lei".

"Esses programas de venda de produtos e os que as igrejas colocam no ar porque pagam ao canal deveriam ser computados nos 25% de espaço comercial permitidos pela lei hoje em vigor", afirma Leal.

Além disso, ele acredita que "alugar o horário é sublocação de concessão pública", diz Leal, que é ouvidor da TV Brasil.

O professor de direito da PUC Celso Antonio Bandeira de Mello não vê problemas: "Apesar de ser concessão pública, estamos no ramo de empresas privadas de TV, previsto pela Constituição. A liberdade de comunicação não pode ser cerceada".

Com isso, opina, o aluguel de horários na TV a igrejas não pode ser considerado violação do princípio do Estado laico.

As TVs negam praticar irregularidades.

Informação da Folha Online.

Postado por Alan júnior de queiroz

Proibição de venda de coco na areia das praias gera polêmica

Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro
Bem feito para os eleitores do Eduardo Paes. Afinal, vocês são suburbanos com muito orgulho.

Fonte: O Globo.

Proibição de venda de coco na areia das praias gera polêmica

Publicada em 20/11/2009 às 23h43m

RIO - A água da fruta pode ser doce, mas a decisão da prefeitura de proibir a venda de coco verde nas areias das praias do Rio está deixando um gosto amargo na boca dos cariocas. Na manhã de ontem, banhistas que aproveitaram o feriado de sol na orla da Zona Sul não pouparam críticas em relação à medida, que está em fase de regulamentação e deve começar a valer assim que forem instaladas as novas barracas da orla, a partir de 1 de dezembro. Somente os quiosques terão licença para vender o produto, que poderá ser consumido na areia.

Quem está acostumado ao conforto de ser servido pelos barraqueiros diz que não terá coragem de ir ao calçadão, debaixo do sol escaldante, comprar coco:

- Não deveria sair essa proibição. Acho uma arbitrariedade. Se tiver que ir ao quiosque, eu não vou - disse a aposentada Wilma Brito, na Praia de Ipanema.

A proibição é uma iniciativa do Comitê Gestor da Orla, coordenado pela Secretaria de Meio Ambiente, que apresenta duas justificativas para a decisão: preservar a saúde dos consumidores e evitar o acúmulo de lixo nas praias. De acordo com a Comlurb, as cascas de coco respondem a 60% do volume diário de lixo recolhido nas areias. Na alta temporada, são retiradas de 60 a 70 toneladas das praias nos dias de semana; nos sábados e domingos, de cem a 180 toneladas.

Segundo a prefeitura, em vez de vender o fruto ao natural, as barracas poderão vender água de coco em caixinha ou garrafa. Os quiosqueiros também serão orientados a servir o produto em copos plásticos.

Câmara debaterá arrendamentos de rádios

Anteontem, o Tudo Rádio saiu com esta notícia:

Arrendamento de rádios será debatido na Câmara

Um requerimento da deputada federal paulista Luiza Erundina (
PSB-SP), solicitando audiência pública para debate sobre a prática de subconcessão por empresas de radiodifusão, foi aprovado nesta quarta-feira pela Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI), da Câmara dos Deputados
. A prática, que consiste no “arrendamento” da concessão concedida pela União a terceiros, não é permitida por lei.

Segundo o parecer do jurista Fábio Konder Comparato, que preside a Comissão Nacional de Defesa da República e da Democracia da OAB, a prática é ilegal, já que o concessionário não pode, de forma alguma, arrendar ou alienar a terceiro sua posição de delegatário do Poder Público. Comparato encabeça a lista de especialistas que devem ser convidados para debater o assunto.

Além de Comparato, devem fazer parte do debate o procurador da República Domingos Sávio Dresch da Silveira; Bráulio Araújo, representante do Coletivo Intervozes; Guilherme Stoliar, diretor de rede do SBT; Alexandre Raposo, presidente da Rede Record; Evandro Guimarães, vice-presidente das Organizações Globo e conselheiro da Abert; e Flávio Lara Resende, diretor administrativo da Abra. O Ministério das Comunicações também será convidado a enviar um representante para o debate. Mariana Mazza.

Com informações dos sites Tela Viva e Aesp

Por Carlos Massaro

A notícia já foi comentada na comunidade Dial Rio de Janeiro:

Marcelo

Mais uma pizza no forno!

Flávia & Cleiton

Ihh..Tá com cheiro de pizza mesmo!

Só acredito quando o governo tomar atitudes contra essa Feira de Acari do dial!

[]'s
Cleiton :)

Diego

Desde que o governo não tome para si essas concessões e coloque no ar as rádios do próprio governo...

Paulo Becker

Se for de 4 queijos eu como ... se não for tb !!!

Leonardo

O SBT

Como já vinha falando há tempos, promete atacar os arrendamentos, pois embora não tenha nada a ver, o SBT perdeu varias afiliadas para o Valdemiro Santiago da igrejola IMPD. A Globo, através do SGR, deve também atacar, já que esta tendo prejuízos com a dupla transmissão da Tupi no Rio. Cabe a nos também ao invés de ficarmos falando que vai virar pizza lutarmos também contra esta imoralidade mandando emails para os parlamentares responsáveis por esta CPI. Resta saber se o lobby dos concessionários é forte, pois até onde eu sei dos arrendatários é, porém como tem sido as instituições religiosas, sobretudo as pseudo evangélicas as que mais arrendam emissoras no território nacional, poderá haver uma bela queda de braço entre Globo e IURD (uma das maiores arrendatárias de TV e radio do pais). De repente pode ser que nem vire pizza, vide o 0900 que depois de pressão do Ministério da Justiça foi tirado do ar e só voltou mais de 10 anos depois, e após disso não mais deu certo. Sejamos otimistas, pois se abre aí uma oportunidade que até então achávamos dificílimo de ocorrer, portanto aproveitemos com unhas e dentes. Afinal essa é uma das lutas desta comunidade que se refletiu no caso Antena 1.

O mais provável é que venha mais uma pizza por aí, com o agravante de a Abert institucionalizar os arrendamentos, com as bênçãos dos senhores deputados. Mas penso que é hora de pressionarmos esses deputados, para que eles efetivamente trabalhem pelo fim dos arrendamentos. O endereço é www.camara.gov.br. Quem quiser entrar em contato com a deputada Luiza Erundina, para cobrar que ela trabalhe até o fim dos arrendamentos, pode usar estes contatos:

Gabinete 620 - Anexo IV Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes
Brasília - DF
CEP: 70160-900
http://www.luizaerundina.com.br

Telefone: (61) 3215-5620 - Fax: (61) 3215-2620

dep.luizaerundina@camara.gov.br

É bom pressionar os deputados da referida comissão, também. Senão, governistas e oposicionistas se unirão para fazer mais uma fornada de pizza.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

SuperVia terá Trem do Funk no feriado do Dia da Consciência Negra

O título do blog serve como comentário para esta notícia. Brasil, um País de Tolos.

Tem mais um detalhe: Rômulo Costa, o dono da Furacão 2000, também é o secretário de cultura (???) exatamente de Belford Roxo!

Fonte: O Globo.

Publicada em 18/11/2009 às 20h05m

RIO - O batidão vai invadir os trens da SuperVia. No Dia da Consciência Negra, vai partir da Central do Brasil às 11h o Trem do Funk direto para Belford Roxo. O evento será parecido com o tradicional Trem do Samba, que há 13 anos reúne bambas numa viagem da Central a Oswaldo Cruz, todo dia 02 de dezembro. E além de funk, ainda vai ter samba.

A composição, com capacidade para 1800 passageiros, vai seguir em velocidade reduzida e terá paradas somente nas estações Jacarezinho, Mercadão de Madureira e Pavuna. Nestas paradas, haverá embarque de grupos locais, que darão voz aos diferentes estilos regionais do Funk.

Já confirmaram a presença: Mc´s Cidinho, Buchecha, Créu, Sapão, Menor do Chapa, Bruninha, Jonathan Costa e mais 57 Mc's e Dj´s. Da galera do samba, foram convidados Leandro Sapucaí, Neguinho da Beija-Flor, Ivo Meireles e bateria da Mangueira, além do grupo AfroReggae.

A festa começa a partir das 10h, na Central do Brasil, onde será instalado um palco, no qual se apresentarão figuras de destaque do cenário funk. Em Belford roxo, outro palco espera a chegada do Trem do funk para a realização de um grande baile a céu aberto, na Praça Principal.

A SuperVia vai reforçar o policiamento e alugar banheiros químicos para as estações Central e Belford Roxo.

- Este é um passo de suma importância para o funk. Embora o ritmo tenha caído nas graças do mundo e se popularizado na noite das principais metrópoles, ainda existe muita resistência aqui no nosso próprio estado. Eventos como este são importantes para mostrar à opinião pública que o funk, é, sim, uma vertente cultural, e merece respeito - comenta Rômulo Costa, da Furacão 2000, equipe que vai produzir o evento.

Protesto contra cena de tapa em Helena

Rede Globo
Normalmente, eu não comento novelas neste blog. Mas esta polêmica eu não deixaria passar em branco. Sem trocadilhos.

Desta vez, estou com a Rede Globo. Quer dizer que a personagem de Taís Araújo pode dar um tapa na cara da de Alinne Moraes e a de Lília Cabral não pode dar um tapa na cara da de Taís Araújo?

Além de um País de Tolos, este é um País do Racismo às Avessas.

Fonte: O Dia.

Protesto contra cena de tapa em Helena

Cena de ‘Viver a Vida’ em que personagem de Taís Araújo apanha de joelhos revolta o movimento negro

Rio - O Dia da Consciência Negra, comemorado hoje, não será só de festa. Um grupo de mulheres do movimento negro promete protestar contra o autor da novela ‘Viver a Vida’, Manoel Carlos, como adiantou ontem o ‘Informe do DIA’. O motivo é a cena entre Tereza (Lilia Cabral) e Helena (Tais Araujo) que foi ao ar segunda-feira, quando a modelo leva um tapa da rival ao pedir perdão, de joelhos, pelo acidente da filha.

Helena apanhou de Tereza ao pedir perdão por acidente de Luciana. Até mesmo a cantora Preta Gil, fiel espectadora do folhetim, ficou chocada com a cena, como comentou em sua página Twitter: “Gente, ‘lerê lerê’, que foi isso? (...) Achei que estava assistindo a Escrava Isaura. Reage, Helena, levanta!”.

Para a militante do movimento antirracista e historiadora Janete Santos Ribeiro, o problema é o momento em que a cena foi ao ar: “O autor foi infeliz ao colocar essa cena no mês da Consciência Negra, porque remete a uma memória que a gente está lutando há 500 anos para mudar”. O ator Milton Gonçalves não concorda com as acusações de racismo: “Isso é uma novela, é para aguçar os sentimentos. Não foi uma humilhação”.

A Central Globo de Comunicação comentou a polêmica em nota: “Respeitamos a opinião de todos, mas é importante registrar que novelas são gêneros da categoria ficção, sem compromisso com a realidade. De qualquer forma, é estranho que, mesmo na teledramaturgia, se julgue a pessoa pela cor de sua pele. Uma personagem negra pode, por exemplo, agredir uma personagem branca. Mas, por ser negra, não pode ser agredida por uma branca?”. A personagem de Taís Araújo já deu uma bofetada em Luciana, filha de Tereza, representada por Alinne Moraes.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Largo do Machado está tomado por moradores de rua

Deve ser isso que o Lula chama de Aceleração do Crescimento, o Sérgio Cabral chama de "somando forças" e o Eduardo Paes chama de Choque de Ordem.

Fonte: O Globo.

Largo do Machado está tomado por moradores de rua

Quase toda semana, leio sobre como o Largo do Machado está abandonado, e a cada dia que passa a coisa piora. Segunda-feira, voltando para casa do trabalho por volta das 17h30, sai no metro do Largo do Machado (na saída lateral) em direção à Rua Marquês de Abrantes, e em cerca de 100 metros de caminhada cruzei com pelo menos 15 moradores de rua. Isso mesmo. Vários desses iam em direção à praça carregando os seus colchões em um braço e uma garrafinha plástica, contendo cola ou bebida, na outra mão. Entre essas pessoas havia várias claramente drogadas, dançando no meio da calçada, e xingando todos que passavam.

O sentimento que tenho quando passo pelo local é de que a qualquer momento alguém pode ser o "escolhido" e ser agredido por um deles. Para finalizar, não consigo esquecer também a imagem de um garotinho de uns cinco anos (aparentemente morador de rua), que passava correndo entre as pessoas, olhando com um ar ameaçador e apontando o dedo para todos, como se segurasse uma arma e atirasse em todos. O que será dessa criança? Por favor divulguem este desabafo, pois quem sabe nossos governantes façam algo!

Apelido: Psussek - 19/11/2009 - 10:31

O que acontece com o Largo do Machado é uma vergonha. Somos moradores de Laranjeiras, Largo do Machado, Botafogo, Catete e Flamengo. Será que o IPTU que pagamos não nos dá o direito de transitar em nossos bairros com segurança e despreocupados? Sou testemunha de vários assaltos em frente à galeria Condor. São adolescentes que abordam os carros que ficam parados no sinal e presos entre os ônibus e a calçada. Nossos impostos pagam os guardas que ficam na entrada do parque Guinle guardando a entrada para a residência do Governador do Estado do Rio de Janeiro. Mas o mesmo não deve saber das condições dos arredores pois chegam e saem sempre de helicóptero a hora que querem incomodando os moradores da Gago Coutinho e adjacências. Coitados dos policiais do BOPE que tem que dormir cedo para correm na parte da manhã devem tomar vários sustos com esse vai e vem.

Apelido: rodolphinho - 19/11/2009 - 10:05

ñ e so o largo do machado ñ a tijuca e o maracana tambem estao sofrendo muito com isso e a maioria dessas pessoas de rua ja sao craqueiros ou cracudos e cometem pequenos delito furtos e por ai vai...

Apelido: Liarar - 19/11/2009 - 10:01

Também passo por lá todo o dia e vejo a mesma coisa. O inacreditável é que tem uma cabine da polícia no Largo do machado, e frequentemente há agentes da GM também. Não acho que se trate apenas de espantar a população de rua para outros locais, mas tanto a PM e a GM deveriam ser os primeiros responsáveis por acionar os órgãos de assistência social competentes para vir remover diariamente a população de rua. Trata-se de uma questão de humanidade e de segurança pública!

Nome: marcos da silva neves - Email - 19/11/2009 - 9:35

A lei deve ser modificada para permitir a retirada compulsória das ruas. Não é possível justificar que crianças e adolescentes possam residir e transitar nesses lugares a qualquer hora do dia e da noite, sem que as autoridades tenham o poder de retirar e mante-los sob guarda. Isso é inadimissivel! O estado e a prefeitura até retiram, mas a lei não permite que isso seja feito de forma compulsória. Que mudem a Lei!

Nome: Rubem Guimarães Miguel - Email - 19/11/2009 - 9:27

Prezados Cariocas,
O Largo do machado é um dos pontos do Flamengo onde a população de rua tomou o bairro para si. Na ruas adjacentes,Almirante Tamandare, Machado e Assis,Paissandú, é possivel ver consumos de cracks, colas, crianças, gravidas e tudo o mais de deprimente e escandaloso. Dia e noite é assim.E as autoridades nada fazem. Alem de ter cabines de PMs no Largo do machado e na Praça Jose de Alencar, nada é feito pela Policia.

A População de rua, pede, rouba, xinga e são ameaças. Dormem no Atero do flamengo, emfrente ao numero 200 e costumam a partir das 21hs fazer pequenos furtos a idosos, muleres e carros estacionados nas Ruas Almirante Tamadare e Machado de Assis.

Está uma vergonha. Todos tem problemas de vicios e estão aumentando sua presença nas ruas. Usam como banheiro publico e motel.

Cabe lembrar que o bairro do Flamengo , além de ser um bairro historico, é dos IPTUS mais caros do RIO, com sua historia ligada a republica, onde a sede era o Palacio do Catete. Lamentavel!Governos omissos.

Nome: Arnaldo Pissiali Carvalho - Email - 19/11/2009 - 9:10

E o Centro do Rio também esta igualzinho.

Nome: Arnaldo Pissiali Carvalho - Email - 19/11/2009 - 9:10

O Largo do Machado só!?!?!?! toda aquela região está tomada por moradores de rua, mendigos e menores abandonados. Mas as Olimpíadas vem aí!!! A Prefeitura falou que ia recolhe-los. Ahahahahah!!! Brincadeira . Tudo o que ocorre no Largo do Machado é à vista da Guarda Municipal e da PM que fica encastelada naquela guarita. Pior, os moradores de rua "moram" ao lado da cabine da PM. Rua São Salvador, Marques de Abrantes, Senador Vergueiro. É um bairro de moradores de rua. Para que serve a Guarda Municipal que nãos os fazem circular ao em vez de ficarem batendo papo na praça. Na Praça São Salvador não existe um Guarda Municipal há pelo menos 2 anos.

Apelido: SimpsonsRJ - 19/11/2009 - 7:32

Já vi estes bandidinhos roubando. O pior, a 100m da cabine da PM

Nome: ronaldo da costa pimenta - 19/11/2009 - 6:58

Caro Max, creio que o teu alerta não seja o primeiro, mas fico na esperança que ele seja a gota d'água para que a Prefeitura tome alguma atitude favorável à cidade. Afinal,lugar histórico e belo,o Largo merece atenção.

Tudo o que precisamos é ter pressa, porque a Copa e as Olimpíadas estão muito próximas e, ao chegarem, não podem encontrar uma cidade feia, suja e maltratada.
Na realidade, a população precisa gostar da cidade, respeitá-la, a ela e aos seus cidadão. Preciso desenvolver o sentimento de solidariedade entre nós, para avançarmos, evoluirmos como sociedade.