Política, cultura e generalidades

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Olimpíada 2016 já tem 8 órgãos de fiscalização

Rio 2016 - Cidade dispendiosa
Brasileiro não dá ponto sem nó. Já criaram oito órgãos para fiscalizar a Copa 2014 e a Olim Piada 2016.

A fiscalização é necessária. Mas com esse monte de comissões nas três esferas do Poder Legislativo, os políticos farão a farra com os novos cargos a serem preenchidos.

Fonte: O Globo.

RIO - O Procurador Geral de Justiça, Cláudio Soares Lopes, do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, anunciou nesta terça-feira a criação de uma Comissão Especial da Copa do Mundo 2014 e dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos 2016, com o objetivo de acompanhar o planejamento e a execução dos projetos de obras, serviços, compras e licitações e contratos dos dois eventos. O grupo, formado por cinco promotores de Justiça (das áreas de meio ambiente, defesa do consumidor e da cidadania), atuará também de forma articulada na fiscalização dos programas e investimentos relacionados nas duas competições esportivas. A comissão será coordenada pelo promotor Sávio Bittencourt, da 5ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva, de Defesa do Meio Ambiente e Patrimônio Cultural da Capital.

- O Ministério Público quer fazer um trabalho preventivo, para evitar demandas posteriores que venham prejudicar a sociedade. Vamos servir de parceiros e colaboradores. Não queremos ser repressivos e cobrar apenas após os problemas acontecerem, como no caso de embargar uma obra - explicou o procurador geral.

Ele esclareceu, ainda, que informará ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva; ao governador Sérgio Cabral e ao prefeito Eduardo Paes sobre a formação da comissão.

Já são 8 os órgãos para acompanhar de perto os investimentos
Além do MP estadual, o MP federal, a Câmara dos Vereadores, a Assembleia Legislativa e a Câmara dos Deputados, em Brasília, estão criando comissões específicas para fiscalizar os investimentos nos Jogos. Os nomes dos indicados ainda estão sendo escolhidos. Na Câmara dos Deputados, a subcomissão que acompanha os gastos com a Copa, ligada à Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, teve suas atividades ampliadas para acompanhar também as Olimpíadas. A Comissão de Turismo e Desporto também criou um grupo específico para acompanhar os Jogos. O MP federal criou, no último dia 6, o Grupo de Acompanhamento de Liberação, Ingresso, Dispêndio e Aplicação dos Recursos Públicos Federais destinados aos Jogos Olímpicos de 2016. O grupo será composto por três procuradores da República que atuam no Rio e exercerão as funções por um ano, com possibilidade de recondução. Os gastos também serão observados de perto pelos Tribunais de Contas da União (TCU), do estado (TCE) e do município (TCM).

Nenhum comentário:

Postar um comentário