Política, cultura e generalidades

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

A folha corrida de Ciro Gomes

Ciro Gomes
Nem precisamos esperar o contra-ataque dos tucanos para conhecer a folha corrida do deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE), pré-candidato à Presidência da República.

O blog Corruptos & Coniventes publicou no dia 1º a folha corrida de Ciro:

- Dados da Transparência Brasil, mostra que 27 deputados faltaram a mais de 50% das reuniões de comissões tématicas. É um deles, 4 viagens, 73% de faltas em plenário. Aqui

- TRE-CE Investigação Judicial Eleitoral Nº11026/2006 - Investigação de abuso de poder político e econômico mediante prática de conduta vedada com finalidade eleitoral.

- Estaria entre os investigados pela Procuradoria Geral da República por possível prática de improbidade administrativa no caso do Mensalão. Roberto Jefferson afirmou em seu depoimento que havia denunciado o esquema Ciro Gomes, então ministro da Integração Nacional (Correio Braziliense,
19.jun.2008).

- Em documento elaborado pela CPI das ONGs, é listado como o responsável por 25 convênios que apresentaram irregularidades, firmados pelo Ministério da Integração Nacional (Correio Braziliense,
6.nov.2007a, 6.nov.2007b).

- Teria usado parte da cota de passagens aéreas para vôos internacionais, ou cedido a seus parentes (O Globo,
23.abr.2009).

- Durante sua gestão como ministro da Integração Nacional, o ministério interveio junto à Advocacia Geral da União (AGU) para que aprovasse acordo firmado entre o Banco do Nordeste (BNB) e uma empresa devedora, que teve sua dívida reduzida em quase 90%. O diretor de administração do banco, responsável pelo acordo, é amigo e aliado de Ciro. Segundo a Revista Época, o acordo desrespeitava diretriz da AGU, que orienta os órgãos da administração federal a firmar acordos somente no âmbito judicial. Em entrevista ao repórter da revista, Ciro teria dito que o acordo seguia determinação judicial; a revista teria apurado que a decisão do juiz era, na verdade, posterior ao acordo (Revista Época,
6.out.2007, 28.set.2007).

Há de se acrescentar o fato de, na campanha presidencial de 2002, Ciro Gomes ter dito que o principal papel de uma mulher de político é deitar com ele na cama. Fico imaginando a Secretaria Especial de Promoção das Mulheres num Governo Ciro.

Diante disso tudo, pergunto: Ciro Gomes é alternativa a José Serra e Dilma Rousseff?

5 comentários:

  1. Esse Ciro Gomes não foi ministro no governo Collor?

    ResponderExcluir
  2. oi marcelo, tudo bem?
    sou produtora do mtv debate, programa apresentado pelo lobão, e amanhã vamos falar sobre as olimpiadas no rio em 2016.
    queria falar melhor contigo sobre o assunto, se puder, por favor, me manda um email com seus contatos.
    obrigada, abs.

    julia nogueira
    julia.nogueira@mtvbrasil.com.br

    ResponderExcluir
  3. Não, Edilson. Ciro Gomes foi Ministro da Fazenda de Itamar Franco. Depois de Rubens Ricupero e antes de Pedro Malan.

    ResponderExcluir
  4. Pela forma que os Dilmistas e Serristas têm atacado o candidato Ciro ele deve ser uma grande ameaça para as candidaturas da Dilma e do Serra. Digo isto, porque tem provérbio árabe que diz “ninguém chuta cachorro morto”.

    ResponderExcluir
  5. Em 2002, os serristas não sossegaram enquanto não inviabilizaram a ida de Ciro Gomes para o 2º Turno.

    ResponderExcluir