Política, cultura e generalidades

domingo, 18 de outubro de 2009

Dilma e sua mais desastrada declaração

Dilma Rousseff
Eu não colocarei a íntegra do texto do blog de Ricardo Noblat aqui, porque está cheio de elogios descarados à política do governo FHC. Mas, quem quiser se arriscar a ler tudo, leia aqui.

Só transcreverei este trecho:

Dilma Roussef, a candidata de Lula, já disse que defenderá o nacionalismo e o socialismo. O último personagem a juntar essas duas correntes num só partido, o nacional-socialismo, causou estragos gerais e não foi bem-sucedido.

Pra quem não sabe, a fusão de nacionalismo com socialismo resulta no nazismo. Só um analfabeto em História não sabe disso.

Se o que Noblat publicou sobre Dilma for verdadeiro, o PT é muito mais extremista e maléfico do que o que a sua máquina de propaganda diz.

P.S: Este comentário está sendo incorporado ao corpo principal da postagem:

Marcelo Pereira deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Dilma e sua mais desastrada declaração":

O socialismo no nazismo estava só no nome. O nazismo era de (extrema) direita, capitalista. Digamos que seja um capitalismo arcaico.

Aliás não vejo muita diferença entre nazismo e capitalismo. Troca-se as expressões judeus e negros por pobres e troca a violência física pela violência econômica e aí teremos a equiparação.

Nós somos esclarecidos , mas a maioria das pessoas não é. Sugiro a retirada da palavra "socialismo" do post.

Se manter a palavra "socialismo" como integrante do nazismo, haverá uma confusão que fará com que 100% da população possa colocar um capitalista egoísta e excludente no poder nas próximas eleições.

Xará, eu sei quei nacionalismo e socialismo não são a mesma coisa, embora alguns regimes nacionalistas e outros socialistas tivessem a índole tirânica em comum.

O que os nazistas fizeram foi um arremedo de socialismo, que na verdade era um ultra-capitalismo estatizante, não liberal, onde mesmo a burguesia tinha que se aliar ao Estado para progredir. É o caso dos industriais alemães que aceitaram a ideia e o financiamento de Hitler para a produção do Fusca, que deu origem à Volkswagen. Pra quem não sabe, Volks Wagen é uma expressão em alemão que significa literalmente "carro popular".

Há de se anotar que os nazistas perseguiam os socialistas e os comunistas, apesar de Hitler fazer pactos de não-agressão com Stalin.

A palavra socialismo não pode ser retirada do texto original do blog do Noblat. E se tirasse do meu texto, minha demonstração de temor por quererem misturar nacionalismo com socialismo ficaria capenga.

Eu realmente não acredito que o sistema capitalista tenha salvação. Mas não acredito também no comunismo, nem no socialismo.

Também não quero que escolham um capitalista egoísta e excludente como alternativa para a Dilma, o Ciro ou qualquer outro da base governista.

Seu texto está sendo incorporado ao corpo principal, para esclarecimentos.

5 comentários:

  1. O PT é o que há de pior do Nacional Socialismo e do Comunismo. Estes dois regimes são responsáveis pelo extermínio de mais de 100 milhões de seres humanos inocentes.

    Dilma Rouseff nunca lutou pela democracia no Brasil. Lutou sim pela instalação de uma ditadura do proletariado no modelo soviético e cubano. Defende um regime socialista falido no mundo todo que só traz a miséria e a destruição.

    Lula sofre do mesmo tipo de megalomania que Adolf Hitler, Benito Mussolini e Stalin.

    Ou nos revoltamos agora e afastamos definitvamente estes elementos perversos de nossa política ou estaremos nos submetendo a uma tirania que trará graves consequencias não só para o povo brasileiro como para o mundo.

    ResponderExcluir
  2. O socialismo no nazismo estava só no nome. O nazismo era de (extrema)direita, capitalista. Digamos que seja um capitalismo arcaico.

    Aliás não vejo muita diferença entre nazismo e capitalismo. Troca-se as expressões judeus e negros por pobres e troca a violência física pela violência econômica e aí teremos a equiparação.

    Nós somos esclarecidos , mas a maioria das pessoas não é. Sugiro a retirada da palavra "socialismo" do post.

    Se manter a palavra "socialismo" como integrante do nazismo, haverá uma confusão que fará com que 100% da população possa colocar um capitalista egoísta e excludente no poder nas próximas eleições.

    ResponderExcluir
  3. Lembrando que não há nada ruim ser nacionalista (defender a soberania nacional) e ser socialista (o bem estar das classes oprimidas) ao mesmo tempo. Nada a ver com nazismo, que é tão excludente e cruel quanto o capitalismo.

    ResponderExcluir
  4. Valeu o esclarecimento e agradeço a publicação. Você sempre foi coerente e eu admiro isso.

    Só para esclarecer, o que eu quis dizer é que muita gente poderia entender errado o seu texto e passar a achar que o capitalismo é legal porque o socialismo "se parece" com o nazismo, este que gerou um histérico trauma na humanidade.

    Não sou nazista, não sou capitalista e me decepciono todos os dias com esse socialismo mofado que está aí. Eu prefiria o anarquismo, mas a humanidade não está preparada para o anarquismo, que exige responsabilidade rígida e altruísmo.

    Entre o capitalismo e o socialismo prefiro mil vezes o socialismo, memso mofado, já que por mais defeitos que ele tenha, pelo menos não é excludente.

    ResponderExcluir
  5. É isso mesmo, xará. Fico satisfeito com a correção do texto. Os nazistas tiveram a ideia biruta de combinar socialismo com nacionalismo. O socialismo era nulo, e o nacionalismo deles deixou uma Alemanha destruída e milhões de mortos.

    É bom a dona Dilma assumir uma ou outra coisa. Querer nacionalismo e socialismo ao mesmo tempo é jogar para a plateia. Qualquer hora o povo cansa de ser enganado.

    ResponderExcluir