Política, cultura e generalidades

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Agnaldo Timóteo, a cara e a voz da política brasileira

É o que tenho a dizer sobre um homem que é amigo de Edir Macedo e de Paulo Maluf.

Fonte: Agnaldo Timóteo desiste do parque Ibira-Jackson.

Por Michel Blanco

O cantor e vereador de
São Paulo Agnaldo Timóteo (PR) revelou, em entrevista ao Yahoo! Brasil, ter desistido da controversa homenagem que pretendia fazer a Michael Jackson, acrescentando o nome do astro a dois importantes marcos da cidade: o parque do Ibirapuera e a Sala São Paulo. Enviada em carta ao prefeito Gilberto Kassab (DEM), a proposta desatou uma onda de críticas a Timóteo.

O prefeito não deu resposta, e o vereador diz contabilizar protestos de cerca de 2 mil pessoas, enquanto as opiniões favoráveis "não passaram de dez; só alguns meninos que gostam do Michael". Mas, nas contas de Timóteo, o caso lhe fez "um bem enorme": descobriu que o número de pessoas que o odeiam "é pequeno". O vereador não apenas se mostra inabalável como decidiu lançar um novo projeto. Quer agora uma estátua enorme de Luiz Gonzaga, o rei do baião, "onde se reúnem os nordestinos em São Paulo".

Polemista notório, o vereador - integrante da Comissão Extraordinária de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente e da Juventude da Câmara dos Vereadores - expõe ainda suas ideias sobre sexualidade e adolescência. Considera "hipocrisia" o combate ao turismo sexual e vê o envolvimento de jovens com parceiros maduros como um "encontro de gerações".

Agnaldo Timóteo, 73 anos, iniciou sua carreira artística em rádios locais da região de
Caratinga (MG), cidade natal, ficando conhecido como "Cauby Mineiro". Gravou cerca de 50 discos. Ingressou na política em 1982, quando elegeu-se deputado federal pelo PDT do Rio de Janeiro, com 503 mil votos. Desde 2005 é vereador de São Paulo - na eleição de 2008 obteve pouco mais de 26 mil votos. Leia a seguir os principais trechos da entrevista.

Yahoo! Brasil: Vereador, tem sido boa a repercussão da proposta do "parque Ibirapuera Michael Jackson" e da "Sala São Paulo Michael Jackson"?

Timóteo: Não, não. Mas vou te contar porque isso me fez um bem enorme. O número de pessoas que me agrediram, me chamando de ignorante, de idiota, [dizendo] que político não faz nada, [me mandando] à merda e [xingando de] macaco, veado... O número de pessoas que foram grosseiras, mal-educadas, desinformadas foi tão pequeno que eu dei graças a Deus. O número de pessoas que me odeiam é muito pequeno.

Y! Mas foram poucas reações negativas?

Graças a Deus. Mas não houve reação a favor. Só alguns meninos que gostam o Michael ligaram; não passam de dez. Mas me dando porrada foram, no mínimo, 2 mil pessoas.

Y! O senhor se arrepende...

Não apresentei a proposta. Só enviei uma carta ao prefeito perguntando se seria factível acrescentarmos ao nome do parque do Ibirapuera o nome de Michael Jackson. Parque do Ibirapuera Michael Jackson, onde se construiria uma estátua como símbolo turístico para o mundo todo, não só para os brasileiros. Milhões de pessoas gostariam de tirar uma fotografia perto de Michael Jackson, que foi um monstro de artista. E também Sala São Paulo Michael Jackson, pelo o que ele significou dentro do contexto da música mundial. A divulgação [na imprensa] foi que eu queria trocar o nome do parque do Ibirapuera pelo nome do Michael Jackson. Aí foi porrada. Mas, graças a Deus, não foram muitas. Até porque as pessoas mais simples sequer têm computador em suas casas.

Y! Por que a escolha do parque do Ibirapuera e da Sala São Paulo?

A Sala São Paulo porque é linda, com eventos de grande importância. É uma casa muito bonita e, pela grandiosidade do nome do Michael, eu achei que valia a pena. Em Londres, eles promovem um evento para perpetuar o nome do Michael... a mesma coisa aconteceu em Paris, em Istambul, em Lisboa. Acho que São Paulo, uma das mais importantes metrópoles do mundo, também deveria fazê-lo. Uma estátua do Michael Jackson não valorizaria o parque? Está de brincadeira, porra. "Homenagem do povo de São Paulo ao ídolo pop Michael Jackson". Quantas pessoas não iriam quer tirar uma foto ao lado do crioulo [risos]. Mas já não penso mais nisso. É passado.

Y! Desistiu da ideia?

Claro. Tenho respondido para as pessoas que talvez fosse melhor pedir para o Jimi Hendrix e a Janis Joplin, que tanto mal fizeram para a juventude do mundo todo, induzindo o consumo de drogas, [levando] muitos à morte. A exemplo deles. Os dois têm uma grande promoção da mídia. Fizeram um grande mal para a juventude, apesar do inquestionável talento. Menos a Janis Joplin, que era meia-boca. Não podia nem chegar ao chulé da Elis Regina.

Y! Como integrante da Comissão Extraordinária de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente e da Juventude, o senhor não acha conflitante a homenagem a alguém envolvido em acusações de pedofilia?

Não há nenhum nenhum conflito. É absolutamente pertinente prestar uma homenagem a quem foi tão importante no mundo das artes. O resto ficou nas ilações. O depoimento da filhinha dele foi muito importante para que nós pudéssemos dimensionar quem ele foi realmente. Ele foi o melhor pai do mundo. Mas duas famílias o chantagearam falando que ele tinha cantado os meninos, como se fosse novidade hoje menino de 14 anos fazer "avenida", como tem na Paulista, fazendo trottoir [calçada, em francês; expressão também é empregada para prática de prostituição]. Rapazes de 16 anos estão aí aos montes procurando ganhar um cascalho.

Y! O senhor acha preocupante o início precoce da vida sexual?

Claro. Mas sexo é uma coisa muito boa. Se os meninos de 14 anos podem transar com todo mundo, as meninas de 16 também têm o direito de fazer sexo. Desde que escolha o seu parceiro, desde que não se vulgarize. Agora não é justo é fazer uma campanha enorme contra a pedofilia enquanto o governo permite que a televisão crie essa imagem que desperta nos malucos dos pedólifos a atração pelas crianças. Isso não é justo. Nós temos nas avenidas de São Paulo e em todo o Brasil meninas lindas, popozudas lindas, fazendo trottoir. O cara vai para cama com uma delas e vai pra cadeia. Isso é uma puta de uma hipocrisia com a qual sempre vou discordar.

Y! Em 2007 o senhor causou polêmica na Câmara com um comentário assim...

A Claudete [Alves, então vereadora do PT] queria me dar porrada. Ela queria briga. Se um menino pode transar aos 14, por que uma menina não pode transar aos 16?

Y! Mesmo se o parceiro for um adulto?

Com uma mulher de 16 anos? Você quer coisa mais linda que o encontro de gerações, meu senhor? Uma menina de 16 anos com um cara de 70 como eu. Não há nada mais lindo do que o encontro de gerações.

Y! Mas o senhor não vê nada de mau nisso?

Não, até porque não pode haver nada de mau no sexo. O que pode ser mau é a vulgaridade, a irresponsabilidade, não usar o preservativo, vender o corpo... como em uma matéria que vi na televisão com menina na beira da estrada fazendo sexo oral por dez reais. Isso é que não pode acontecer.

Y! E o turismo sexual vereador?

Que turismo sexual? As mulheres chegam numa praia de Fortaleza, deslumbrantes, procurando homens e eles é que são culpados?

Y! Mesmo se essa mulher for menor de idade?

Aí prende o malandro. Agora, uma menina com 16 anos é dona da vida. Uma menina de 16 anos nos dias de hoje, com os meios de comunicação 24 horas dentro de casa, é muito bem informada para saber se quer ou não relação com alguém. Principalmente se elas vão para a beira de praia fazer trottoir. Pelo amor de Deus, não sejamos cínicos de dizer que o cara que a levou para o motel é o culpado. Mas se o cara pegou uma criança de 12 anos, fuzila. E isso está acontecendo tantas vezes, com tanto filho da puta fazendo mal para criança de até 4 anos. Não sei por que prende. Tem que matar.

Y! O senhor já expôs essa posição na Comissão?

Sou radicalmente a favor da pena de morte para os crimes monstruosos. Não tem outro caminho. Se o crime é monstruoso, ajamos como monstros.

Y! Isso valeria para jovens? O senhor é a favor da redução da maioridade penal?

Ah, claro. Dezesseis é a idade que todo menino tem de saber o que faz. Dirigem muito bem, fazem sexo muito mal e votam muito mal... Deveriam trabalhar todos. Um dos grandes pecados do Brasil é impedir o jovem de 16 anos de trabalhar.

Y! E a educação, vereador?

Por que você não pode trabalhar até 17h ou 18h e ir para uma escola noturna? Trabalhar é tão importante... Acredito que um menino pode trabalhar direitinho a partir dos 15 anos, mas 16 anos seria bem razoável.

Y! Voltando à história da homenagem... Qual artista brasileiro poderia merecer honraria semelhante? São Paulo teria outros pontos para homenagear algum artista?

Deveriam fazer imediatamente uma estátua de Luiz Gonzaga onde se reúnem os nordestinos em São Paulo, porque ele foi a mais brilhante figura da cultura nordestina no Brasil. Poderíamos fazer uma estátua enorme do Luiz Gonzaga, com uma placa de bronze contando sua história e, em volta desse pedestal, colocarmos o Orlando Silva, o Vicente Celestino... Isso seria justo. [em tom resoluto] Eu vou propor isso.

Y! O senhor vai apresentar essa proposta?

Vou propor. [falando para assessores] Ô, Dani, chama o professor aqui. Onde se reúnem os nordestinos em São Paulo. César, onde se reúnem os nordestinos em São Paulo? Centro de Tradições Nordestinas? [de volta ao Y!] Se ainda não há uma estátua do Luiz Gonzaga... Amanhã [quinta-feira] será comemorado o Dia do Nordestino, inclusive vou cantar na Câmara, em homenagem ao centenário de Patativa do Assaré. Então, deveríamos construir uma grande estátua e, em volta placas com os nomes de artistas que foram muito importantes.

Y! Qual será o repertório na Câmara?

Músicas que representem bem a alegria do povo nordestino, talvez Asa Branca.

2 comentários:

  1. Machismo é uma merda!!!!

    "Encontro de gerações" é um reducionismo criminoso ao que conhecemos por pedofilia.

    Esse cara é sem noção!

    Como gente assim alcança cargos importantes na política, hein?!

    Socorro!!!!

    ResponderExcluir
  2. Vejamos a quantas anda a política, e vejamos o que Agnaldo Timóteo fala. Estou certo em dizer que ele é a cara e a voz da política brasileira.

    ResponderExcluir